terça-feira, 7 de julho de 2015

Governo quer ampliar serviços e melhorar gestão do Ipsemg

Objetivo é dar mais transparência e governança à previdência estadual, que deverá atuar nos mesmos moldes que o SUS
O Governo de Minas Gerais quer transformar o Instituto de Previdência Social do Estado de Minas Gerais (Ipsemg) por meio de um projeto de saúde integral para o servidor no mesmo modelo do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o secretário de Planejamento e Gestão (Seplag), Helvécio Magalhães, o plano do Governo é oferecer serviços adicionais, como atenção básica de saúde, assistência especializada, aparato de urgência, saúde mental, atenção domiciliar e reabilitação.
“Nós vamos usar todo o arcabouço do SUS para orientar um Plano de Saúde Integral de qualidade com transparência, ouvindo os servidores. Essa é nossa grande aposta para o Ipsemg”, afirma Magalhães. O Ipsemg, que tem um alto valor para os servidores, oferece hoje basicamente dois tipos de serviço: assistência à saúde, sua principal atribuição, e previdência.
O Ipsemg funciona como um plano de saúde suplementar ao SUS, com 843 mil beneficiários, entre servidores e dependentes. Boa parte desses servidores possui remuneração abaixo de R$ 3 mil, ou seja, tem uma grande dependência do plano, em todos os municípios mineiros.
No que diz respeito à previdência, o secretário informa que o Governo vai garantir o pagamento em dia das pensões. “Hoje, os aposentados são pagos não pelo Ipsemg, mas pelo Tesouro Estadual, o que provoca um déficit anual projetado para 2015 de R$ 8,7 bilhões em função da má gestão do Ipsemg ao longo dos últimos anos”, afirma.
Esse déficit crescente, segundo Magalhães, vai obrigar o Governo a ter um plano especial, garantindo todos os direitos dos servidores, para a gestão do Ipsemg. “Esse plano já está sendo desenvolvido em conjunto com o Ministério da Previdência Social e vai contemplar um novo modelo de previdência estadual para os aposentados civis, militares, ex-funcionários da Minas Caixa e a previdência complementar que foi instituída, a Previcon”.
Segundo o secretário, o primeiro esboço do novo modelo deverá estar pronto até agosto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário