terça-feira, 7 de julho de 2015

Fungicida da BASF obtém registro para hortifruticultura (HF) 
 
 
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) aprovou a inclusão de registro no fungicida OrkestraTMSC para mais 21 culturas além da soja, sendo 10 para os mercados de citrus e hortifruticultura (batata, cebola, cenoura, maçã, manga, melão, pepino, pimentão e tomate), sete para o segmento de grãos e oleoginosas (amendoim, aveia, feijão, girassol, milho, sorgo e trigo), e flores (crisântemo e rosa). A empresa ainda aguarda o registro para outros cultivos.
Desde que houve a reformulação da Instrução Normativa Conjunta de 2010 para a INC-01/2014 elaborada pelo Mapa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama), os produtores de frutas e hortaliças ganharam motivação para expandir seu negócio. Isso ocorreu devido ao estímulo de simplificação do registro de novos produtos para atender as culturas com Suporte Fitossanitário Insuficiente (ou minor crops) como frutas e verduras, criando amparo legal para a utilização de determinados agroquímicos.
“Somos a única empresa no Brasil a disponiblizar produtos à base de carboxamida para o segmento de hortifruti. Estamos muito otimistas quanto à segunda geração da carboxamida com OrkestraTMSC, o que possibilitará o fortalecimento da companhia nesse mercado e auxiliará ainda mais os produtores. É notório que a falta de produtos específicos para este segmento prejudica a exportação de frutas, por exemplo, o que faz com que o agricultor restrinja a competitividade já que não consegue atender às exigências legais dos países importadores“, afirma Adriano Abrahão, gerente de marketing para HF e Café da BASF. “O registro do novo fungicida demonstra que a BASF vai ao encontro das necessidades estabelecidas pela INC 01/2014 e fortalece o uso de produtos adequados“, complementa Abrahão.
Benefícios para o produtor
Entre os principais benefícios de OrkestraTMSC para o agricultor está o amplo espectro de ação e a alta performance no controle de importantes doenças fúngicas, inclusive àquelas que já não respondem de forma eficaz aos produtos disponíveis, contribuindo para o manejo de resistência. OrkestraTMSC é composto pela molécula F500, exclusiva da BASF, (piraclostrobrina) e carboxamida (fluxapiroxade). O primeiro traz um grande diferencial: além de controlar as doenças importantes, contribui para obtenção de uma melhor taxa fotossintética liquida, ou seja, maior assimilação de CO2, proporcionando uso eficiente da água e maior absorção de nutrientes. Essas são algumas características que estão relacionadas ao aumento de produtividade em até 10%, bem como uma utilização mais sustentável da área plantada.
As principais doenças a serem tratadas em hortifruticultura serão mancha-púrpura (cebola); mancha-foliar-da-gala, podridão-amarga e sarna (maçã); oídio (melão, manga, pepino); antracnose (manga) e pinta-preta (batata e tomate).

Fabiana Treu

Nenhum comentário:

Postar um comentário