quinta-feira, 28 de março de 2013

OPINIÃO | Momento de transcendência e tomada de atitudes


Artigo do presidente da Liga do Desporto, Jean Gaspar, por ocasião da Páscoa e da Pessach
Há poucos dias, milhões de pessoas em todo o mundo acompanharam pela televisão o anúncio da escolha e a posse do novo papa, que pela primeira vez contemplou um sacerdote do continente americano. O evento não mobilizou apenas católicos, mas também representantes de outras religiões e políticos. Presidentes, chefes de Estado e líderes de crenças diversas marcaram sua presença. O próprio papa, em seu discurso inaugural, saudou ortodoxos, judeus, muçulmanos e todos os cristãos, valorizando o diálogo inter-religioso e a convivência entre as diferentes religiões.
É neste ambiente de respeito e tolerância religiosa que se comemora nesta semana dois momentos importantes para cristãos e judeus, que revelam a mesma face: a Páscoa e a Pessach. A Páscoa celebra a ressureição do Cristo e representa para os cristãos a vitória da vida sobre da morte, enquanto a Pessach é o êxodo do povo hebreu do Egito e significa a passagem da escravidão para a liberdade.
As duas comemorações nos remetem às similaridades entre as religiões e seus valores como a importância à vida e à liberdade. Heranças milenares que continuam atuais.
Esse é um momento, portanto, para refletirmos sobre seus significados implícitos, como o amor, a harmonia, a comunhão, a partilha e a tolerância. Páscoa e Pessach são oportunidades para guiar nossos pensamentos e moldar nossas ações.


 Páscoa e Pessach são oportunidades para guiar
nossos pensamentos e moldar nossas ações.


Ainda nos últimos dias acompanhamos com pesar as várias notícias sobre tragédias humanas, como assassinatos, agressões, acidentes graves de trânsito por imprudência e negligência de pessoas. Toda essa violência é fruto de uma lógica pautada pelo egoísmo, em que cada um pensa apenas em si mesmo e no próprio prazer ou vantagem. Falta-nos deixar contagiar pelo espírito dessas festas religiosas em nosso cotidiano.
E podemos repetir os momentos festivos da Páscoa e da Pessach ao longo dos 365 dias do ano, agindo de formar a celebrar o amor, a liberdade, a tolerância entre religiões e entre os seres humanos. Não importa a opção religiosa de cada um. Mas sim o que todas apregoam: o amor ao próximo, que se traduz numa postura cotidiana de respeito, atenção e cuidado com o outro.
Essa é a base para a construção de um futuro melhor para a humanidade. Um mundo para que muçulmanos e judeus, católicos e protestantes, budistas e espíritas, candomblecistas e umbandistas, seguidores de outras religiões monoteístas e politeístas, ateus e agnósticos aperfeiçoem a convivialidade, ou seja, a capacidade da sociedade em favorecer a tolerância e as trocas recíprocas das pessoas e dos grupos que a compõem.
Desta forma, estaremos desconstruindo a célebre frase do filosofo inglês Thomas Hobbes quando dizia que “o homem é o lobo do homem” e iniciando a edificação de um mundo menos violento, em que cada um assuma para si o compromisso com o bem comum.
Feliz Páscoa! Pessach Hag Sameach!

Jean Gaspar, mestre em Filosofia pela PUC/SP, é presidente da Liga do Desporto, entidade que promove atividades físicas e desportivas como instrumento de educação e formação da cidadania.

Prazo para envio de propostas para o PNEM é estendido até 7 de abril
  Devido aos encontros que estão sendo promovidos por articuladores e Rede de Educadores em Museus pelo país, o Instituto Brasileiro de Museus optou por estender, até 7 de abril, o prazo para envio de propostas aos fóruns virtuais para a construção do Programa Nacional de Educação Museal (PNEM).
Após o encerramento desse período, os coordenadores dos Grupos de Trabalho farão a consolidação das sugestões enviadas, resultando em um documento provisório do PNEM a ser amplamente divulgado.
Com as propostas sistematizadas, será organizado um encontro presencial entre os GTs, previsto para o final de 2013.
O blogue do PNEM está com 694 usuários cadastrados e foi visto por pessoas dos 26 estados e do Distrito Federal. Entre 30 de outubro de 2012 e 20 de março de 2013 foram registradas 6.962 visitas, sendo 3.185 visitantes únicos. O blogue também contabilizou 35.249 visualizações de página.
O Programa
A construção coletiva do Programa Nacional de Educação Museal tem o objetivo de desenvolver diretrizes para as ações de educadores e profissionais dos museus na área educacional, fortalecer o campo profissional e garantir condições mínimas para a realização das práticas educacionais nos museus e nos processos museais.
O debate tem um primeiro momento virtual, com nove fóruns divididos por eixos temáticos, e outros presenciais. Os eixos desse espaço virtual – o Blog do PNEM – são: Perspectivas conceituais, Gestão, Profissionais de Educação Museal, Formação, capacitação e qualificação, Redes e parcerias, Estudos e pesquisas, Acessibilidade, Sustentabilidade e Museus e Comunidade. Visite o blogue do PNEM e participe.
Comissão Provisória de Gestão do Programa Pontos de Memória se reúne em Brasília
  Representada por sete Pontos de Memória e Redes de iniciativas comunitárias de Memória e Museologia Social, votadas durante o 5º Fórum Nacional de Museus, a “Comissão Provisória de Gestão Participativa e Compartilhada do Programa Pontos de Memória” reuniu-se no Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), em Brasília, nos dias 25 e 26 de março, para iniciar o debate e a reflexão sobre mecanismos de gestão democrática do Programa.
Comissão Provisória de Gestão Compartilhada e Participativa do Programa Pontos de Memória
Como resultado dos dois dias de trabalho, o grupo elaborou um documento inicial que aponta 12 propostas de definição de competências e finalidades do comitê, referentes aos objetivos e atribuições do Programa, políticas de investimento e gestão, termos de cooperação, políticas de intercâmbio e formação.
 Na ocasião, foi acordado entre os participantes que será necessário continuar a discussão,  tanto entre a comissão provisória como entre  a equipe técnica do Ibram, para elaboração de uma proposta que contemple, inclusive, a composição  do comitê permanente, que deverá representar o universo de iniciativas do País.
A ideia é que esta proposta seja legitimada na 4ª Teia da Memória, quando também serão eleitos os representantes do comitê permanente de gestão do Programa Pontos de Memória.
Participaram do encontro da comissão representantes do Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro; Ponto de Memória Rural; Museu dos Kanindé; Ponto de Memória Museu Mangue do Coque; Ponto de Memória Taquaril Museu; Rede Cearense de Museus Comunitários (RCMC); e da Rede de Pontos de Memória e Iniciativas de Memória e Museologia Social do Rio Grande do Sul (REPIMRS).
O debate também contou com representantes da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI) e com a participação do pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) Frederico Barbosa, que falou sobre o processo de consolidação de política pública e os diferentes mecanismos de gestão que envolvem a participação da sociedade civil .
Texto e foto: Divulgação Programa Pontos de Memória
Mudança no período do defeso do camarão
 
O deputado Alceu Moreira acertou na última semana com o ministro da Pesca, Marcelo Crivella, e com o presidente do Ibama, Volney Zanardi, a realização de audiência no Rio Grande do Sul para modificar as normas atuais que definem o período de defeso na pesca do camarão, em vigor desde 2004. Hoje a pesca tem uma data de início estipulada, o que causa transtornos devido, por exemplo, às questões climáticas. Alceu Moreira sugeriu que seja feita uma parceria com a universidade de Rio Grande ou com outro órgão de pesquisa do governo para que a pesca inicie quando o crustáceo atingir o tamanho ideal. São 2 mil pescadores de camarão no RS.

   
Economia
PEC que compensa exportações será votada na terça
 
O prejuízo com a falta de compensação aos estados exportadores pode estar perto do fim. A PEC que obriga a União a ressarcir o ICMS de mercadorias destinadas à exportação deve entrar na pauta de votação da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara na próxima terça-feira, 2 de abril. A confirmação ocorreu, no dia 27, em encontro do deputado Alceu Moreira com o presidente da CCJ, deputado Décio Lima (PT/SC). Alceu Moreir a, que é relator da matéria, reiterou ao presidente da comissão os valores perdidos pelos estados. O Rio Grande do Sul, por exemplo, perde cerca de R$ 2 bilhões por ano.
11º Festival de Cinema de Santa Maria/RS

A 11ª edição do Festival de Cinema de Santa Maria ocorre de 08 a 13 de abril, em Santa Maria/RS. A cerimônia abertura será segunda-feira, 08 de abril, às 19 horas, no auditório João Miguel de Souza, na CESMA - Cooperativa dos Estudantes de Santa Maria Ltda. Serão homenageados os fundadores do Cineclube Lanterninha Aurélio, criado em 1978, conjuntamente com a CESMA - que comemora 35 anos em 2013. Também será exibido o longa-metragem inédito em Santa Maria, "Espia Só", dirigido por Saturnino Rocha e produzido por Carlos Peralta. O SMVC é um festival dedicado à democratização do acesso do público ao audiovisual, a valorização do cinema nacional, a integração com os países vizinhos no MERCOSUL e o intercâmbio cineclubista. Informações www.smvc.org.br festivalsantamaria@yahoo.com.br

Inscrições abertas para oficinas de Auxiliar de Biblioteca em Mafra e Joinville

A Fundação Catarinense de Cultura, por meio do Sistema de Bibliotecas Públicas de Santa Catarina, abre inscrições para a oficina Auxiliar de Biblioteca: noções básicas para funcionamento e manutenção de biblioteca, que ocorrerá no dia 4 de abril, na sede da Amplanorte, em Mafra; e no dia 5 de abril, na sede da Amunesc, em Joinville. Interessados devem encaminhar e-mail com nome completo e nome da cidade para sistemabpsc@fcc.sc.gov.br A participação é gratuita. Leia mais http://www.fcc.sc.gov.br//pagina/14504/inscricoes-abertas-para-oficinas-de-auxiliar-de-biblioteca-em-mafra-e-joinville

Curitiba ganha Tuboteca

Nesta quinta-feira (28/03), às 15h, os usuários do transporte coletivo curitibano ganham a primeira biblioteca dentro de uma estação-tubo, instalada na Praça Rui Barbosa. A iniciativa, que é um presente para as comunidades, dentro das comemorações dos 320 anos da cidade, resultou da parceria estabelecida entre a Fundação Cultural de Curitiba, a Urbanização de Curitiba e o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba. Os primeiros livros serão disponibilizados pela FCC, mas a proposta é que a população colabore, doando livros. O projeto-piloto prevê a instalação de dez Tubotecas, sendo quatro na Praça Rui Barbosa, duas unidades, na Rua Presidente Faria, em frente aos Correios, uma na Praça Carlos Gomes, uma na Rua Lourenço Pinto e duas na Avenida Marechal Floriano Peixoto, esquina com a Linha Verde.
Instituições culturais podem se inscrever para receber filmes do Festival do Minuto

Realizado desde o ano de 1991, o Festival do Minuto está oferecendo os vídeos selecionados e premiados para serem exibidos por instituições culturais em todo o Brasil. A iniciativa reúne vídeos de até 60 segundos de duração, produzidos por realizadores profissionais e amadores. Atualmente, o Festival do Minuto é permanente e online, recebendo vídeos de todos os lugares do mundo. A cada ano, acontece uma mostra dos melhores vídeos do ano anterior. Em 2013, a mostra conta com os melhores vídeos recebidos em 2012 e será realizada entre os dias 23 e 28 de abril. As inscrições são gratuitas, abertas a todo o tipo de espaço cultural e podem ser feitas pela internet>> Mais informações no site oficial do evento
Fotógrafos de todo o Brasil têm a oportunidade de ser reconhecidos pelo seu trabalho na 10ª edição do prêmio

Todos os meses, a revista Imprensa destaca o trabalho de fotógrafos de renome do jornalismo brasileiro e internacional na seção Ponto de Vista, em que imagens traduzem fatos que marcam a história do país. Com o intuito de prestigiar o trabalho destes profissionais, a 10ª edição do Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo conta com a categoria Fotojornalismo, que vai premiar a melhor foto ou sequência de fotos editadas em veículos online ou veículos impressos. Podem concorrer nesta categoria fotógrafos que atuam ou prestam serviços para veículos de comunicação de norte a sul do país. As inscrições devem ser feitas pelo site da premiação até o dia 20 de maio e concorrem ao prêmio os trabalhos veiculados no período de 8 de abril de 2012 a 7 de abril de 2013. Acesse Prêmio Líbero Badaró de Jornalismo Informações: Gisele Sotto / Bruna Souza - contato@premioliberobadaro.com.br Tel: (11) 2117-5312 / 5311/ 5300.
Último dia de inscrições para o Edital de Seleção para o Curso de Extensão em Administração Pública da Cultura em Porto Alegre

A Escola de Administração da UFRGS encerra hoje, quinta-feira, 28 de março as inscrições para o Edital de Seleção do Curso de Extensão em Administração Pública da Cultura.  O curso é destinado a gestores e conselheiros municipais de cultura de municípios do Rio Grande do Sul que estão com seu processo de adesão ao Sistema Nacional de Cultura publicado no Diário Oficial da União. Os selecionados receberão ajuda de custo de R$ 960,00 mensais para deslocamento e hospedagem. Regulamento:  http://www.ufrgs.br/admcultura Leia mais http://www.cultura.gov.br/site/2013/01/21/curso-de-extensao-em-cultura/  Confira o blog: www.ufrgs.br/admcultura
Fundação Carolina oferece bolsas para curso de desenvolvimento de projetos na Espanha

A Fundação Carolina, que promove relações educativas e científicas entre a Espanha e América Latina, em parceria com o Programa Ibermedia e com instituições espanholas de cultura e gestão de direitos de produção audiovisual, convoca para o XI Curso de Desenvolvimento de Projetos Cinematográficos Ibero-americanos 2013, que acontecerá na cidade de Madri (Espanha), entre os dias 30 de setembro e 8 de novembro. A Fundação oferece cinco bolsas para roteiristas, diretores e produtores ibero-americanos. Interessados têm até o dia 7 de abril para se candidatar. O formulário de inscrição, questionário sobre o estágio de desenvolvimento do projeto, lista de documentos necessários e e-mail para envio do material encontram-se no site da Fundação Carolina.
Abertas as inscrições para o Festival Internacional de Cinema de Monterrey, no México

Estão abertas até o dia 10 de maio as inscrições para o 9º FIC - Festival Internacional de Cinema de Monterrey. O evento busca ser um espaço para que cineastas de todo mundo possam compartilhar e discutir os seus pontos de vista e perspectivas diferentes. O FIC Monterrey acontece na cidade mexicana entre os dias 22 de agosto e 1º de setembro. O festival recebe obras de longa-metragem (duração mínima de 60 minutos) e de curta-metragem (30 minutos, no máximo) nos gêneros ficção, documentário e animação, que tenham sido concluídas a partir de 1º de janeiro de 2012. Não há restrição ao número de inscrições por pessoa, e não há taxa de inscrição. A ficha está no site. Aqui o regulamento. Acesse o site oficial do Festival Internacional de Cinema de Monterrey.
Painéis Funarte de Bandas de Música

Com o objetivo de aprimorar, atualizar e ampliar o conhecimento de instrumentistas e regentes de bandas de música de todo o país, a Fundação Nacional de Artes realiza, a partir de junho, mais uma edição dos Painéis Funarte de Bandas de Música. De 17 a 21 de julho, o Painel  ocorre em Guaíba (RS), na Escola Estadual Prof. Dr. Sólon Tavares, Estrada Santa Maria, 2300 – Ramada, telefone (51) 34916746. As inscrições já estão abertas na Secretaria de Turismo e Cultura de Guaíba/RS (à tarde), Rua 14 de outubro, 90, Centro, Tel: (51) 3291-1888 e na Discoteca Pública Natho Henn (9h às 18h), Rua dos Andradas, 736/ 4º andar – Casa de Cultura Mário Quintana, em Porto Alegre/RS. As vagas são para cursos de técnica e fundamentos para instrumentos de sopro e de percussão; percepção musical, instrumentação e arranjo; reparo e manutenção de instrumentos de sopro; prática de conjunto e técnicas de ensaio para regente de banda. A ficha de inscrição deve ser enviada para o local de inscrição de cada Painel, ou digitalizar e enviar a ficha por e-mail para a coordenação local.  Baixe aqui a ficha de inscrição Acesse aqui a programação completa Leia mais sobre o Projeto Bandas  Informações:  coordenacaobandas@funarte.gov.br
Funarte lança editais para ocupação de galerias no Rio, São Paulo, Belo Horizonte Brasília e Recife

A Fundação Nacional de Artes está com inscrições abertas em todo o território nacional, até 29 de abril, para cinco editais do Prêmio de Arte Contemporânea 2013. Vinte e um projetos de exposições de artes visuais serão selecionados para ocupar galerias e espaços culturais no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Recife. O investimento total é de mais de R$ 1,7 milhão. Não podem participar desta seleção aqueles contemplados na última edição do Prêmio Funarte de Arte Contemporânea, em 2012. Acesse aqui Prêmio Funarte de Arte Contemporânea 2013 Projéteis Funarte de Artes Visuais Rio de Janeiro Prêmio Funarte de Arte Contemporanea 2013 – Galpao 5 Funarte MG Prêmio Funarte de Arte Contemporanea 2013 – Sala Nordeste de Artes Visuais Recife Premio Funarte de Arte Contemporanea 2013 – Atos Visuais Funarte Brasilia – Galeria e Marquise Premio Funarte de Arte Contemporanea 2013 Galerias Funarte de Artes Sao Paulo 
Prêmio Culturas Populares

As inscrições para o Prêmio Culturas Populares 2012, que terminariam em abril, foram prorrogadas para até o dia 5 de julho. Aberto em novembro do ano passado, o edital é desenvolvido pelo Ministério da Cultura, por meio da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural (SCDC). A prorrogação do prazo está disposta na Portaria nº 9, publicada na edição desta segunda-feira, 25, do Diário Oficial da União (seção 1, página 25). Nesta edição do prêmio, a homenagem é direcionada ao ator, produtor e cineasta Amácio Mazzaropi, nascido em São Paulo em 9 de abril de 1912.  O concurso selecionará 350 candidatos, incluindo o homenageado. Serão escolhidos Mestres (170 prêmios), Grupos/Comunidades (170 prêmios) e Mestres in memoriam (10 prêmios). O investimento total é de R$ 5 milhões. Entre na página da SCDC, leia a matéria na íntegra e acesse o Edital e todos os anexos.
Inauguração da Biblioteca Brasiliana

A ministra da Cultura Marta Suplicy participou sábado (23/03) da inauguração do moderno edifício que passa a abrigar a nova Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, na Universidade de São Paulo. A ministra ressaltou o trabalho pioneiro de digitalização do acervo da Biblioteca Brasiliana, iniciativa que tem o apoio do MinC e que visa democratizar o acesso à cultura e à informação no Brasil. Cerca de 3,5 mil títulos já foram digitalizados e estão disponíveis para consulta online no site da biblioteca. A ministra lembrou que o maior impasse para digitalização dos acervos públicos são os obstáculos impostos pela atual lei de Direitos Autorais. “Por isso, quero declarar para vocês que o novo projeto de lei de Direitos Autorais já está pronto, foi enviado para a Casa Civil e esperamos que em breve esteja em discussão no Congresso Nacional.

Viagens em abril

O Ministério da Cultura divulga a lista final dos selecionados no Edital n° 1/2013 do Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural para viagens a serem feitas no próximo mês de abril. O resultado foi publicado terça-feira, (26/03), no Diário Oficial da União (Portaria nº 148, seção1, páginas 6 a 8).  Ao todo, estão sendo disponibilizados R$ 562 mil para o presente período, divididos entre os quatro eixos e as duas categorias de requerimentos do edital. Para as viagens a serem realizadas em junho, julho e agosto de 2013, as inscrições ainda estão abertas e só podem ser realizadas dentro do Sistema SalicWeb, disponível no site do MinC. Orientações sobre as inscrições na cartilha explicativa  Informações: Coordenação Geral de Projetos Apoiados pelo Fundo Nacional da Cultura (61) 2024.2039
Fórum Social Mundial

O secretário substituto da Secretaria de Políticas Culturais do Ministério da Cultura, Américo Córdula, mostrou no Fórum Social Mundial 2013, na Tunísia, quinta-feira, (28/03) como as políticas culturais brasileiras foram resultado do envolvimento direto da sociedade. O Fórum Social Mundial 2013 é um encontro de troca de experiências e articulação de movimentos sociais, redes, ONGs e outras organizações sociedade civil que acontece até sábado (30) na Túnisia. Dentre as políticas que serão apresentadas pelo MinC estão o Sistema Nacional de Cultura, o Plano Nacional de Cultura , o Vale-Cultura e o Programa Cultura Viva. O tema da exposição do MinC é “Processos Participativos na Construção de Políticas Culturais Brasileiras”.
Pontos de Cultura e Economia Criativa vão trabalhar juntos no desenvolvimento de ações culturais


A Secretaria de Economia Criativa do Ministério da Cultura vai oferecer a expertise em gestão de empreendimentos criativos para fortalecer as ações desenvolvidas nos Pontos de Cultura em todo o país. O primeiro encontro entre as secretárias do MinC que coordenam estas políticas públicas, Cláudia Leitão (Economia Criativa) e Márcia Rollemberg (Programa Cultura Viva) foi realizado segunda-feira (25/03), em Brasília, para dar início aos entendimentos. A ideia é utilizar o trabalho dos 13 agentes de cultura que vão atuar como ponto focal dentro dos Criativa Birôs (escritórios de apoio ao empreendedor criativo) a serem implantados em 12 estados brasileiros. “A Secretaria da Economia Criativa é uma importante parceria para a construção de política de fomento à rede de pontos de cultura, reforçando o empreendedorismo e a autonomia das atividades”, afirmou Márcia Rollemberg ao final do encontro.
Prêmio Funarte de Produção Crítica em Música

A Funarte lançou o edital do Prêmio Funarte de Produção Crítica em Música 2013. O programa tem por objetivo fomentar, em âmbito nacional, a reflexão, a produção e a difusão de conhecimentos sobre a música. Dez trabalhos de pesquisa inéditos serão selecionados, entre monografias, dissertações, teses ou investigações jornalísticas, que abordem aspectos relativos à música, nos campos erudito e/ou popular. Serão concedidos R$ 200 mil em premiações, sendo 10 prêmios de R$ 20 mil (sendo ainda considerados os descontos previstos na legislação) – conforme estabelece o item 6 do edital. Serão destinados R$ 51,4 mil a despesas administrativas, o que compõe um total de recursos de R$ 251,4 mil para o concurso. Informações: cemus@funarte.gov.br - (21) 2279-8107 EDITAL_Premio Funarte de Producao Critica em Musica_2013  Ficha de inscricao_Premio Funarte de Producao Critica em Musica_2013 Portaria de instituicao_Premio Funarte de Producao Critica em Musica_2013
1ª Reunião Ordinária da Comissão do FNC/2013

A 1ª Reunião Ordinária da Comissão do Fundo Nacional de Cultura em 2013 foi realizada terça-feira (26/03), em Brasília. A ministra da Cultura, Marta Suplicy, participou da abertura do encontro que reuniu os secretários e dirigentes das instituições vinculadas ao Ministério da Cultura (Ancine, Biblioteca Nacional, Fundação Casa de Rui Barbosa, Fundação Cultural Palmares, Funarte, Ibram e Iphan). A reunião foi presidida pela secretária-executiva do MinC, Jeanine Pires, e tratou da análise do regimento interno da comissão, da avaliação do Edital do Fundo Nacional de Cultura e da seleção dos projetos que serão contemplados nessa primeira etapa de distribuição do Fundo. Para a ministra, o FNC é de grande importância por sua extensão, por alcançar todas as áreas de trabalho do MinC. “O ponto forte da distribuição dos recursos deve ser voltado à inclusão social no âmbito cultural”, declarou Marta ao explicar outras ações que a Pasta tem implantado nesse eixo, como o Sistema Nacional de Cultura, o Vale-Cultura e os Centros de Artes e Esporte Unificados (CEUs).


Economia Criativa

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, se reuniu terça-feira (26) com o presidente do Sebrae, Luiz Barreto, com o gerente do Sebrae, Juarez de Paula, e com o diretor de Direitos Intelectuais da Secretaria Executiva do Ministério da Cultura, Marcos Souza, para conversar sobre parcerias entre Sebrae e MinC. A ministra e Barreto mostraram entusiasmo com o plano de ação do convênio que será assinado no dia 17 de abril entre o MinC e Sebrae voltado especialmente para os micro e pequenos empreendedores criativos brasileiros. Nós fomos afinando parcerias e construindo um convênio com a cara do MinC e do Sebrae, com uma grande interseção entre nós e eles na construção de modelos de formação e capacitação exclusivos para a economia criativa”, disse Marta.







Deficiência auditiva: o que é, e como evitar e tratar

As deficiências auditivas podem ser congênitas ou adquiridas ao longo da vida.


Deficiência auditiva é o nome que se dá para indicar perda de audição ou diminuição na capacidade de escutar os sons. Qualquer problema que ocorra em alguma das partes do ouvido pode resultar em uma falha na audição, e eles podem ser classificados de acordo com a sua intensidade e motivo. “Entre as várias deficiências auditivas existentes, há as que podem ser classificadas como condutiva, mista ou neurossensorial”, explica a Dra. Rita de Cássia Cassou Guimarães, otorrinolaringologista, de Curitiba PR.
A deficiência condutiva é causada por um problema localizado no ouvido externo e/ou médio, partes do ouvido que tem por função conduzir o som até o ouvido interno. Esta falha, em muitos casos, é reversível e geralmente não precisa de tratamento com aparelhos auditivos, apenas cuidados médicos. A neurossensorial ocorre quando acontece uma lesão no ouvido interno. Nesse caso, não há problemas na condução do som, mas sim uma diminuição na capacidade de perceber os sons que passam pelo ouvido externo e médio e transformá-los em estímulos elétricos para o nervo auditivo até a área cerebral da audição. Ela faz com que as pessoas escutem menos e tenham maior dificuldade de compreender as diferenças entre os sons. Já a deficiência auditiva mista acontece quando há ambas as perdas auditivas na mesma pessoa, a condutiva e a neurossensorial.
De leve a severa, a perda da audição pode ser resolvida com aparelhos auditivos para a amplificação dos sons conforme a necessidade do paciente. “Na surdez profunda, os aparelhos podem ajudar em até 80% dos casos. Nos demais, é indicado o implante coclear, desde que o paciente atenda os requisitos psicológicos, clínicos e audiológicos”, explica a Dra. Rita Guimarães.
São várias as causas que levam à deficiência auditiva. A condutiva, por exemplo, tem como um dos fatores determinantes o acúmulo de cera no canal auditivo externo, o que provoca uma perda temporária da audição. Entre outras causas temos as otites – infecções. No caso da deficiência neurossensorial, há vários fatores que a causam, como a exposição a ruídos intensos, o envelhecimento fisiológico da audição e a surdez congênita, por exemplo. Algumas doenças, como a varíola, a toxoplasmose ou a rubéola, e certos medicamentos tomados pela mãe durante a gravidez, podem causar uma diminuição auditiva no bebê.
Para saber se um bebê tem com algum problema auditivo, os pais devem ficar atentos para as atitudes da criança. Se ele não acorda com barulhos fortes, como porta batendo, ou não vira a cabeça quando é chamado, a família deve começar a pesquisar algum médico para ver se está tudo certo com a saúde do bebê. Com crianças, os sinais são mais perceptíveis. Se elas não formam frases simples por volta dos dois anos, aumentam o volume do aparelho de som e da TV, não conseguem localizar de onde vem o som, buscam contato visual para se comunicar, têm dificuldades no aprendizado, têm desatenção ou falta de concentração, escrevem ou falam trocando fonemas, esses são motivos mais do que suficientes para ser procurada a ajuda de um médico. Adultos e idosos com problemas auditivos normalmente têm dificuldade de entender o que é dito, escutam TV e rádio em volume muito alto, apresentam secreção no ouvido, relatam barulho ou zumbido no ouvido, isolam-se e falam muito alto.
Há várias formas de se evitar os problemas auditivos. Por exemplo, as mulheres devem sempre tomar a vacina contra a rubéola, de preferência antes da adolescência, para que durante a gravidez estejam protegidas contra a doença. Se as gestantes tiverem contato com a rubéola nos primeiros três meses de gravidez, o bebê pode nascer com problemas de audição. Infecções nos ouvidos, especialmente as repetidas e prolongadas devem ser vistas com cuidado por todos. Uma vez constatada a deficiência, deve-se buscar a ajuda de um especialista em Otorrinolaringologia e em Audiologia o quanto antes. É necessário realizar um teste auditivo e outros exames médicos para localizar a deficiência e então tratá-la.


Dra. Rita de Cássia Cassou Guimarães (CRM 9009)
Otorrinolaringologista, otoneurologista, mestre em clínica cirúrgica pela UFPR
Blog: http://canaldoouvido.blogspot.com
Email: ritaguimaraescwb@gmail.com
Telefone: 41-3225-1665   
Endereço: Rua João Manoel, 304 Térreo, Bairro São Francisco, Curitiba PR.
Oito anos é tempo demais

É louvável a decisão do governo federal de editar uma Medida Provisória estabelecendo que toda criança brasileira tem de estar alfabetizada até os oito anos. Claro que é muito fácil atacá-la, dizendo que se trata apenas de uma nova lei para uma antiga obrigação que toda escola de Ensino Fundamental já tinha em relação a seus alunos. Mas a Medida tem o mérito de olhar de frente para o fato de que a obrigação não estava sendo cumprida e buscar uma solução por meio de apoio técnico e financeiro aos estados e municípios.

Porém, o governo federal precisa saber que, caso deseje dar a todos os brasileiros condições de estudar, aprender e se desenvolver, oito anos talvez seja tarde demais para intervir. Quem não consegue aprender a ler e escrever até essa idade, muito provavelmente já traz um longo histórico de desvantagens, cuja alfabetização tardia é apenas o sintoma final.
Desde a concepção da criança, ela já está, de alguma maneira, aprendendo. O nascimento em si, saindo do ventre para a luz, pode-se dizer que já é uma experiência de aprendizado. Sabemos que a grande maioria das crianças brasileiras de 0 a 3 anos está em casa (22% é a média do Brasil de crianças que estão em creches – portanto, aproximadamente 78% estão em casa). E é em casa onde ocorrem os primeiros e os mais importantes aprendizados para a vida.
A Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV) realizou, recentemente, uma pesquisa em parceria com o Instituto Paulo Montenegro que mostra que a população brasileira compreende bem a importância dos cuidados com a saúde durante a gestação e os primeiros anos de vida do bebê, porém desconhece, quase por completo, os conceitos relativos ao desenvolvimento emocional, cognitivo e social.
Temos um trabalho importante de sensibilização e informação a fazer junto à sociedade brasileira para construir as bases dessas crianças durante a Primeiríssima Infância (0 a 3 anos). Temos de atuar junto às famílias das crianças que estão em casa, assim como com os profissionais e gestores públicos responsáveis pelas crianças nas creches que brotam Brasil afora.
Precisamos de pessoas capacitadas e creches de qualidade para cuidar de nossas crianças. Creches não devem ser somente “uma saída” para os pais que buscam trabalho. Creches são locais para o desenvolvimento das crianças por meio do estímulo, da brincadeira e de muito cuidado, que se somarão ao cuidado que já recebem em suas casas.  As pesquisas em diversos campos da ciência, educação, psicologia, neurociência e economia já provaram que o investimento na Primeira Infância é o que gera melhores resultados para o país.
Já está definido que, até 2016, as crianças de 4 a 6 anos terão de estar nas escolas. Essa é uma fase também muito importante da Primeira Infância. Para que tenhamos crianças alfabetizadas com 8 anos, como é o desejo não só do governo federal mas de todos nós, temos de prepará-las também na pré-escola.  
Atualmente, já temos aproximadamente 80% das crianças na pré-escola, e acreditamos que a meta dos 100% (ou perto disso) será alcançada. A pergunta que fica é: teremos uma pré-escola de qualidade? O governo federal, os governos estaduais e municipais, assim como a sociedade, podem, antes de responder a esta pergunta, trabalhar muito para que a reposta seja uma só: sim. O retrabalho é caro e estamos vendo isso com nossos alunos dos ensinos Fundamental e Médio. Uma criança que esteve em uma creche e uma pré-escola de baixa qualidade será uma criança que já começa uma “caminhada com um dos pés (quando não os dois) amarrado”.
Temos que investir em todas as idades do desenvolvimento de uma criança. Mas, como sempre diz um bom amigo nosso: “A Primeira Infância vem primeiro”.
Nova turma começa o curso de Liderança Executiva

Começaram em março as aulas da segunda turma do curso de Liderança Executiva, uma iniciativa do Núcleo Ciência Pela Infância (NCPI)*. A coordenadora de projetos da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV), Gabriela Pluciennik, explica que o curso tem por objetivo sensibilizar, capacitar e mobilizar lideranças políticas e sociais para a atuação em defesa da causa da Primeira Infância. “Estamos levando o tema para a agenda dessas pessoas”, explica. Não por acaso, a nova edição do curso vai reunir representantes da Câmara dos Deputados, dos Ministérios da Saúde, da Educação e do Desenvolvimento Social, de secretarias estaduais de Saúde, de secretarias municipais de Educação e Saúde e de outros órgãos envolvidos diretamente com a questão da criança.

“Nessa segunda edição, temos vários atores
importantíssimos para o tema, como secretários de estado
de saúde, 10 deputados federais, as primeiras-damas de São Paulo e de Fortaleza, a secretária de Educação do Rio de Janeiro, a presidente nacional da Associação Brasileira de Magistrados e Promotores de Justiça pela Infância e Juventude,” afirma Gabriela. A turma também reúne representantes da iniciativa privada, como o CEAL e do terceiro setor, como o Instituto Alana. A expectativa é que essa edição do curso repita o sucesso da primeira. Gabriela explica que o curso acontece em dois módulos, durante um período de quatro meses. O primeiro módulo aconteceu na Universidade de Harvard (EUA), entre os dias 17 e 22 de março. Além das aulas com professores da Universidade, os participantes formaram grupos de trabalho para a elaboração de um planos de ação para a Primeira Infância. O período entre o primeiro e o segundo módulos é dedicado ao estudo a distância, durante o qual os grupos terão tempo para concluir os planos. Entre os dias 24 e 26 de junho, acontecerá o segundo módulo, no Instituto de Ensino e Pesquisa (Insper), em São Paulo (SP), quando os grupos voltarão a se reunir para apresentar e finalizar os planos.
A segunda edição do curso passa por algumas mudanças em relação à primeira, buscando reforçar ainda mais o caráter colaborativo. “No primeiro curso, alguns participantes já tinham planos de ação, e outros os criaram a partir dele. No primeiro caso, a colaboração fez com que as iniciativas iniciais fossem aprimoradas”, afirma Gabriela. Ela cita como exemplo a reunião de um grupo de deputados federais que participou do primeiro curso e, após sua realização, se comprometeu com a criação e mobilização da Frente Parlamentar pela Primeira Infância e realizará, em abril de 2013, um Seminário Internacional que tem como objetivo debater sobre os avanços e desafios para o desenvolvimento da Primeira Infância no Brasil.
Ações como essa, segundo Gabriela, vão de encontro à missão do curso e, principalmente, à da FMCSV, que é disseminar o conhecimento sobre a Primeira Infância. “O curso tem nos ajudado a levar o debate para o âmbito nacional, e isso nos deixa bastante orgulhosos”, conclui.
FMCSV sedia workshop para jornalistas

A Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV) sediou, no dia 12 de março, um workshop para jornalistas que reuniu cerca de 20 pessoas, em São Paulo (SP). Realizada em parceria com o Instituto C&A e a Fundação Abrinq, a iniciativa foi pano de fundo para a apresentação de duas pesquisas que mostraram a visão da sociedade e da imprensa sobre a Primeira Infância.
O primeiro estudo, “A percepção da sociedade sobre a Primeira Infância”, foi realizado pelo Ibope Inteligência. Ana Lúcia Lima, diretora do Instituto Paulo Montenegro (área social do Ibope), apresentou a pesquisa, destacando que as mães e a sociedade em geral demonstram maior preocupação com os aspectos físicos do desenvolvimento da criança do que com os aspectos emocionais, cognitivos e sociais.

“Uma constatação interessante é que as mães agem de acordo com o senso comum, ou seja, não existe um conhecimento especializado por parte das mães”, ressaltou Ana. Além disso, chama a atenção não haver diferenças significativas de visão por classe social ou escolaridade. “A falta de informação qualificada sobre os múltiplos aspectos do desenvolvimento infantil atinge todo o espectro social”, completa. O segundo estudo, “A Primeira Infância na Mídia”, foi realizado pela Andi Comunicação e Direitos, com base em dados de 2010, e apontou uma tendência geral sobre como a mídia cobre o tema. Para isso, foram pesquisados 53 jornais impressos de todas as regiões do país e quatro revistas de circulação nacional (Veja, IstoÉ, Época e CartaCapital).
De acordo com Diana Barbosa, pesquisadora da Andi, os temas mais abordados em jornais são saúde (18,3%), violência (18,2%) e educação (12,4%). Nas revistas, são saúde (16,7%), convivência familiar (15,2%) e educação (11,7%). “O que percebemos é que, tanto no caso dos jornais quanto das revistas, a cobertura é muito factual, não abrindo espaço para a discussão de soluções”, lembra.
Tanto é assim que a pesquisa apontou que apenas 2,3% das matérias publicadas em jornais e 1,5% das matérias publicadas em revistas traziam alguma ótica construtiva na discussão de soluções para os problemas da Primeira Infância. “Quando se fala em violência, por exemplo, 89,4% das matérias publicadas em jornais e 65,4% das matérias publicadas em revistas não apresentavam qualquer ação ou reflexão sobre o tema”, pontua Diana.
Após a apresentação das pesquisas, o workshop contou com palestra da Dra. Suzana Herculano-Houzel, neurocientista do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que falou sobre o desenvolvimento do cérebro na infância. A apresentação mostrou como se desenvolve o cérebro de uma criança e a importância de ser corretamente estimulado na Primeira Infância.
Conselho Empresarial da América Latina se envolve com os cuidados com a Primeira Infância

No início de fevereiro foi realizada a segunda reunião entre membros da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV) e do Conselho Empresarial da América Latina (CEAL). Além da continuidade do debate sobre a Primeira Infância e de como o Ceal e seus associados podem investir ou atuar nessa área, o encontro abriu a possibilidade de se efetivar convênios com o Serviço Social da Indústria (SESI) e com a Prefeitura de Ribeirão Preto, no interior paulista.

A gerente de programas da FMCSV, Ely Harasawa, ressaltou que esse grupo reúne representantes de grandes empresas e de federações, como a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP) e o Conselho Nacional das Indústrias (CNI).

“Há algum tempo havíamos recebido os diretores do CEAL para conhecer nosso trabalho. Eles gostaram tanto que
resolveram apresentar para outros membros do conselho. Para nós é ótimo, porque uma de nossas funções é buscar promover o aumento do investimento na Primeira Infância”, afirma. Para isso, o diretor-presidente da FMCSV, Eduardo Queiroz, fez uma apresentação institucional, seguida de dois vídeos explicativos sobre a importância da Primeira Infância: Super-Cérebro e Conceito Fundamental da Primeira Infância.
O objetivo era mostrar a um novo público porque investir na Primeira Infância é fundamental para o bem-estar de uma comunidade a longo prazo. Com esse foco, os membros do CEAL foram apresentados a dados como:
  • Até os 6 anos, são formadas 90% das sinapses cerebrais (“Relatório SIB”, UNICEF, 2006);
  • Até os 4 anos, a criança já alcançou mais da metade do potencial mental que terá quando adulto (“Boosting Poor Children’s Chances: Early Development Services for PoorChildren”. Banco Mundial, 1999);
  • Nos primeiros anos de vida, a criança estabelece cerca de 700 novas conexões neurais por segundo (“Five Numbers to Remember about Early Childhood Development”. Center on the Developing Child at Harvard University*);
  • Crianças bem cuidadas na Primeira Infância tendem a ter salários, em média, 36% maiores aos 40 anos de idade (“Estudo Perry Preschool”, 1993);
  • O grau de aprendizagem de uma criança chega a ser três vezes maior quando acompanhada por algum programa durante a Primeira Infância (“Estudo Perry Preschool”, 1993);
  • Para cada US$ 1 investido em programas relacionados à Primeira Infância, o retorno estimado é de US$ 4 a US$ 9 (“Five Numbers to Remember about Early Childhood Development”. Center on the Developing Child at Harvard University*).
Ely acredita que, quanto maior o número de parceiros sensibilizados pela causa da Primeira Infância, maior será o impacto das ações. “Para nós foi muito importante ver esses empresários interessados em realizar ações conjuntas conosco”, diz. Um exemplo foi o convite feito a Alexandre Silva, vice-presidente do Conselho de Curadores da FMCSV, para integrar o comitê de educação do CEAL.
Mas não foi só. Do encontro também resultou a decisão de que o comitê executivo do CEAL, em parceria com a FMCSV, definirá ações conjuntas a serem realizadas pelas duas entidades a partir de agora.
“Além disso, esses empresários tiveram a percepção de que suas empresas estão baseadas em municípios, que são os responsáveis pela implementação de políticas públicas para a Primeira Infância, e de que eles podem contribuir para a melhoria das políticas locais, que atingem diretamente o entorno de suas unidades”, explica Ely.
A gerente de programas revela que o encontro realizado em fevereiro foi o último com o objetivo de fazer apresentações. “Agora é pensar na possibilidade de ações conjuntas. Em breve deveremos anunciar iniciativas concretas surgidas a partir desses contatos”, diz.
(*) para conhecer informações complementares, acesse: http://developingchild.harvard.edu/resources/multimedia/interactive_features/five-numbers/
Unipart cresce 34% em 2012

 
Plano de saúde da Unimed Porto Alegre totalizou 112.715 beneficiários
O Plano Unipart, da Unimed Porto Alegre, totalizou 112.715 vidas em sua carteira de clientes em 2012, o que representa 34% de crescimento em relação ao ano anterior. O Unipart tem abrangência nacional e cobertura global (hospitalar e ambulatorial). Também apresenta a facilidade de realização de exames nos serviços próprios da Unimed Porto Alegre, com taxa de coparticipação especial, tendo à disposição qualificados serviços da rede credenciada.
Sobre a Unimed Porto Alegre
Fundada em 1971, a Unimed Porto Alegre é uma cooperativa de médicos líder no mercado de assistência à saúde na Capital, Região Metropolitana, Centro-Sul e Litoral Norte do Rio Grande do Sul. Possui mais de 650 mil beneficiários e cerca de 400 pontos de atendimento entre serviços credenciados e próprios, o que se constitui na maior estrutura em prestação de serviços à saúde dentro de sua área de atuação. A Cooperativa conta com 6,3 mil médicos em 64 especialidades e tem estrutura própria para atendimento ao cliente, que inclui Hospital, Laboratório, Centros de Diagnóstico por Imagem, Centro de Oncologia, Prontos-Atendimentos, unidades de atendimento Odonto Unimed e o SOS Emergências Médicas.
Brasil e Moçambique discutem acordo de cooperação

Gastão Vieira se reúne com demais ministros de turismo de países de língua portuguesa


Brasília (DF) – O ministro do Turismo, Gastão Vieira, está em Maputo, capital de Moçambique, onde se reúne com os demais ministros do setor integrantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) para aprovar um plano de ação de cooperação na área.
 
O Ministério do Turismo do Brasil pretende, até o fim desta semana, apresentar propostas que permitam a transferência de conhecimentos e experiências de sucesso, com o objetivo de capacitar recursos humanos e fortalecer as autoridades nacionais de turismo de outros países lusófonos.
 
A CPLP foi criada em 1989 por ocasião do primeiro encontro de chefes de estado e de governo dos países de língua portuguesa (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste). O objetivo central do grupo é aprofundar as relações entre essas comunidades por meio da cooperação mútua.

Ascom/MTur

Cultura abre inscrições para Projetos Estratégicos

 

 

O teto máximo de incentivo para cada projeto, na linha de Projetos Estratégicos Livres será de R$ 42.000,00 e na de Circulação Cultural, deverá ser de R$ 50.000,00

A Secretaria Municipal de Cultura em conformidade com a Lei Municipal 8.984/2002 torna público que estão abertas as inscrições para os Projetos Estratégicos, a serem beneficiados pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic) em exercício no ano de 2013. Os interessados deverão comparecer na Secretaria Municipal da Cultura, à rua Pio XII, 56, de 26 de março a 9 de maio de 2013, de segunda a sexta-feira das 12h às 18h.

Serão consideradas duas linhas para a apresentação de projetos estratégicos. Os Projetos Estratégicos Livres, que deverão ter propostas para eventos ou processos de formação cultural, tendo cinco anos de existência de atividades. E os de Circulação Cultural, que deve realizar propostas para apresentações em diversos espaços da cidade, incluindo programações em todas as regiões de Londrina e distritos. O teto máximo de incentivo para cada projeto, na linha de Projetos Estratégicos Livres será de R$ 42.000,00 e na de Circulação Cultural, deverá ser de R$ 50.000,00.

Os formulários poderão ser adquiridos através do site www.londrina.pr.gov.br/cultura/promic ou pelo e-mail promic.cultura@londrina.pr.gov.br e não poderão ser preenchidos manualmente. Para a identificação de seu projeto, os proponentes deverão colar na frente do envelope mais uma via da ficha de identificação, primeira página do formulário de inscrição, devidamente preenchida e gravação dos arquivos em Cd ou outras mídias.

Os proponentes que tiverem seus projetos culturais selecionados terão 30 dias, contados a partir da data de publicação do edital de convocação, para a apresentação de plano de trabalho adequado e documentação necessária. Quem não preencher todos os campos necessários do formulário, ou não apresentar toda a documentação prevista no edital, será considerado inabilitado para concorrer aos benefícios do Programa.

Os projetos poderão ser inscritos nas seguintes áreas: Artes de Rua, Artes Plásticas, Artes Gráficas, Artesanato, Cultura Integrada e Popular, Circo, Dança, Música, Teatro, Cinema, Videografia, Fotografia e Literatura; compreendendo atividades formativas e eventos.

ACESF notifica proprietários de terreno

 

 

Terrenos sem construção funerária no Cemitério Jardim da Saudade precisarão receber adequações

A Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina (ACESF) publicou no último dia 22, o edital de notificação dos concessionários de terrenos que se encontram sem construção funerária localizados no Cemitério Municipal Jardim da Saudade. O documento ainda será divulgado em jornal local em duas datas. Após a divulgação, quem não atender a notificação terá revogada sua concessão de uso.

O diretor técnico da ACESF, Ademir Gervásio de Souza Junior, informou que além da publicação em jornal, os proprietários de terreno já foram notificados por correspondência. “Enviamos cartas a todos explicando a situação. É simples de regularizá-la. Basta procurar a ACESF, retirar uma licença para construir no terreno e se adequar ao que foi publicado no edital.”

Souza Junior explicou que após a publicação final do edital, que será no dia 11 de abril, os profissionais da ACESF passarão pelo cemitério realizando uma vistoria. “Estamos dando tempo suficiente para que os proprietários dos terrenos façam as adequações. Nossos técnicos farão a inspeção a fim de ver se eles responderam positivamente a notificação. Se não, a concessão do terreno volta para o Município.”

A relação de concessionários com terrenos com situação irregular também está disponível no site da ACESF, www.acesf.com.br. Quem precisar de mais informações, basta ligar no Setor de Divisão dos Cemitérios de segunda a sexta-feira no horário das 8h00 às 14h00, telefones 3372-7860 e 3372-7881.

Secretaria do Trabalho, Emprego e Renda realiza pré-conferências municipais

 

 

II Conferência Municipal do Trabalho, Emprego e Renda de Londrina será na sexta-feira (5), às 19h, na sede do Sincoval

A Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda vai realiza na próxima terça-feira (2), das 19h às 22h30, uma pré-conferência para trabalhadores. O encontro será no auditório do Sindicato dos Bancários, localizado na avenida Rio de Janeiro, 854. Durante o encontro será discutida a aprovação das propostas dos trabalhadores e a eleição dos delegados e dos conselheiros também dos trabalhadores.

Na quarta-feira (3), às 19h, está prevista a segunda pré-conferência que será específica para o recebimento de propostas do poder público. Ela será realizada no Centro Público do Trabalho, Emprego e Renda (Sine), que fica na rua Prefeito Hugo Cabral, 301.  Já na quinta-feira (4), às 19h, o encontro é com os empregadores, na sede do Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações, Pesquisas e de Serviços Contábeis de Londrina (Sescap), situado à rua Piauí, 72. 

Para a secretária do Trabalho, Emprego e Renda, Kátia Marcos Gomes, é importante desenvolver pré-conferências para aprimorar as propostas que serão levadas à conferência, principalmente devido às mudanças ocasionadas no mercado de trabalho.

“Nas pré-conferências os empregados, empregadores e o poder público têm a oportunidade de apresentarem seus projetos, que serão validados na conferência municipal. O tema deste ano é ‘Desafios do Mundo do Trabalho’, onde será discutida a oferta e a demanda de emprego para melhorias e regulamentação da área. Isso porque, os modelos vigentes há 10 anos não condizem com as necessidades atuais do mundo do trabalho e com as mudanças tecnológicas e sociais que a sociedade vem sofrendo”, disse Kátia.

Para participar das pré-conferências é necessário se inscrever através do telefone (43) 3326-6924, das 12h às 18h, ou pessoalmente na sede do Sine da rua Prefeito Hugo Cabral, 301. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (43) 3344-4883.

II Conferência Municipal

A II Conferência Municipal do Trabalho, Emprego e Renda de Londrina começará na sexta-feira (5), das 19h às 22h e no sábado (6), das 9h às 12h, na sede do Sindicato do Comércio Varejista de Londrina (Sincoval), na rua Governador Parigot de Souza, 220.

Nos encontros haverá votação para aprovação do regimento interno da conferência; apresentação e homologação das propostas aprovadas  dos trabalhadores, no poder público e empregadores e a constituição do grupo para a gestão que segue até abril 2016.

Curso para idosos trata do tema DST

 

 

O objetivo é construir estratégias para a consciência do autocuidado e cuidado do outro

O Centro de Convivência da Pessoa Idosa divulga que haverá nos dias 5, 12 e 19 de abril, a continuação do curso “Saber para Reagir, de Mulher para Mulher”. O objetivo é auxiliar as mulheres quanto à saúde através da consciência do autocuidado e cuidado do outro, construindo estratégias que promovam cidadania à pessoa idosa. As aulas acontecerão às 14 horas, no Centro de Convivência da Pessoa Idosa, Rua Gabriel Matokanovic, 260, jardim da Luz. O curso é uma parceria da Secretaria do Idoso com a Associação Londrinense Interdisciplinar (ALIA), com apoio da SESA/PR. Os encontros são gratuitos.

Participam da atividade aproximadamente 40 mulheres integrantes do Centro de Convivência e dos Grupos de Convivência, acompanhadas pela Secretaria do Idoso. Os temas a serem trabalhados nas aulas serão a Valorização e Vulnerabilidade Feminina, Sexualidade e Prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis, Promoção à Saúde e Autocuidado e Empoderamento Feminino com relação às políticas públicas. Ao final do curso, as participantes receberão certificado de participação com carga horária de 20 horas.

A gerente de Articulação Comunitária da Secretaria do Idoso, Ana Karina Barbosa, informou que o curso é importante para os idosos buscarem mais conhecimentos sobre DST/HIV. “Esses encontros abrem a discussão dessas temáticas para as pessoas idosas. Assim elas buscam informações, se socializam, e podem cuidar da própria saúde”. A gerente comemora a presença das idosas que, segundo ela, foi acima das expectativas.

A coordenadora do projeto “Saber para Reagir” da ALIA, Maura Lúcia da Silva, afirmou que é importante realizar trabalhos preventivos. “Para nós é importante tratar a saúde de uma forma mais ampla, envolvendo autoestima, combate à violência, autocuidado, diferenças de gênero. São trabalhados com as idosas tanto a saúde mental quanto a saúde física.”

CMDI abre edital para projetos que beneficiem idosos

 

 

Ações poderão receber o valor de R$20 a R$ 200 mil de recursos provenientes da destinação de pessoas físicas e jurídicas

O Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI) lançou, por meio da Resolução 008/2013, um edital de seleção de projetos para receber recursos do Fundo Municipal dos Direitos do Idoso (FMDI). Este dinheiro é proveniente da destinação do imposto de renda de empresas de um grupo financeiro e de doações de pessoas físicas.

Para concorrer à obtenção dos recursos, as entidades beneficentes devem ser devidamente registradas no CMDI, ter utilidade pública e encaminhar projetos que visem à ampliação de vagas ou serviços prestados à pessoa idosa, em especial para instituições de longa permanência para idosos (ILPI’S) e atividades de prevenção à violação de direitos, melhoria na qualidade do atendimento e melhoria na infraestrutura.

No total, serão disponibilizados R$966.734,86 do Fundo Municipal dos Direitos do Idoso de Londrina (FMDI). Cada entidade poderá receber de R$ 20 a R$ 200 mil, podendo ser apresentado o máximo de três projetos por proponente. No plano de aplicação deverão ser separadas as despesas de investimento das despesas que forem para custeio. Os orçamentos apresentados deverão constar razão social, CNPJ e assinatura do fornecedor.

As entidades terão até dia 2 de maio para fazer o encaminhamento de documentação junto à sede do CMDI, localizado na avenida Duque de Caxias, 635, das 12h às 18h. As instituições deverão apresentar seus projetos juntamente com o Certificado de Registro no Conselho Municipal dos Direitos do Idoso, plano de aplicação e o mínimo de três orçamentos para análise da Comissão de Avaliação de Projetos, Acompanhamento de Convênios, do FMDI e do FNI.

De 3 de maio a 3 de junho será feita a análise dos projetos apresentados e emissão de parecer. No dia 6 de junho será feita a apresentação das análises ao CMDI e deliberação dos projetos pela plenária em reunião ordinária. Os demais requisitos para a apresentação de projetos estão dispostos na Resolução 008/2013 publicada no Jornal Oficial 2.128, de 26/03/2013, páginas 10 a 13. O edital pode ser encontrado no portal da prefeitura, no link http://www2.londrina.pr.gov.br/jornaloficial/images/stories/jornalOficial/jornal_2128_assinado.pdf.

Prefeitura doa terreno para indústria de tecnologia em saúde

 

 

Empresa londrinense criada há 22 anos, Indusbello vai expandir sua produção para atender novos mercados, entre eles Estados Unidos

O prefeito Alexandre Lopes Kireeff fez a entrega oficial da área no Parque Tecnológico Francisco Sciarra, localizado na zona leste da cidade, à empresa Indusbello Indústria de Instrumentos Odontológicos para ampliação de suas atividades. A Indusbello é uma empresa londrinense que está no mercado há 22 anos e hoje atende o Brasil, América Latina e parte da Europa e, mais recentemente, está entrando no mercado norte-americano.

A assinatura foi feita ontem no gabinete do prefeito, na presença do diretor da Indusbello, Júlio César Benis, do presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Veronesi, e da diretora de Ciência e Tecnologia da Codel, Rosi Sabino. A empresa vinha há dois anos buscando um espaço para ampliar suas atividades em Londrina. A solicitação foi retomada em janeiro pela Codel, que fez o estudo técnico e encaminhou para o legislativo o projeto de lei autorizando o município a doar a área.

“A Câmara Municipal teve um papel fundamental para que o processo pudesse caminhar com agilidade”, observa o prefeito Alexandre Kireeff. Segundo ele, é muito importante o poder público conseguir dar respostas ágeis – e muito bem fundamentadas na lei –, porque as empresas dependem delas para fazer seus investimentos. “O desenvolvimento econômico faz parte do tripé da proposta deste governo, que inclui ainda gestão técnica e serviços públicos de qualidade”, acrescenta o prefeito.

O presidente da Codel, Bruno Veronesi, ressalta que a Indusbello se encaixa perfeitamente no perfil das empresas que a companhia define para o Parque Tecnológico, por ser uma indústria que atua com inovação tecnológica e desenvolvimento de pesquisa científica. Esse é o conceito de tecnocentro, que abriga empresas com produção de alto valor tecnológico e alto valor agregado. “Essas são as empresas que procuramos para o parque”, resume Veronesi.

O presidente da Câmara Municipal de Londrina, Rony Alves, acrescenta que a Indusbello, por atuar com tecnologia, tem como característica gerar empregos com valores elevados, já que a mão de obra deve ter qualificação científica. “A empresa vai promover para Londrina ganhos econômicos e também ganhos intelectuais, pela sua produção científica e pela formação dos profissionais”, diz.

“Estamos expandindo o mercado e por isso conseguir espaço para as atividades da indústria era uma prioridade”, explica o diretor da Indusbello, Júlio César Benis. A empresa está montando um escritório de negócios nos Estados Unidos, onde deve atuar principalmente nas linhas de radiologia e documentação odontológica.     

A empresa estima que vai garantir 100 postos de trabalho diretos. A área tem 4.303 metros quadrados e a área construída, segundo a empresa, deverá chegar a 3.274 metros quadrados, divididas em três fases. Na primeira, serão 1.274 metros quadrados, com as obras sendo iniciadas em até 120 dias. As duas etapas seguintes, ambas de 1.000 metros de área construída, serão iniciadas com intervalos de 12 meses.

VAGA PARA PSICÓLOGA(O) – CURITIBA/PR
Quem oferta: Master Fit
Vagas: a definir
Cargo: Psicóloga(o).
Descrição: Psicóloga(o) formada(o) e com experiência para atuar como prestador de serviço em empresas e indústrias.
Contato: recrutamento.mf@hotmail.com
 
VAGA PARA PSICÓLOGA(O) – CURITIBA/PR
Quem oferta: Centro de Avaliação Médica e Psicológica LTDA (Clinialpha)
Vagas: 2
Cargo: Psicóloga(o) de Trânsito.
Pré-requisitos: Ter concluído o curso de especialização ou capacitação em Psicologia do Trânsito e registro ativo no CRP.
Descrição: profissional atuará em clínica credenciada ao Detran, em Curitiba.
Divulgação CRP-PR
 
CURITIBA
Grupo de Estudos em Orientação Profissional e de Carreira
Promovido por: Instituto de Coaching e Orientação Profissional (ICOP)
Data: início em 10/04/2013.
Local: Choice Academia de Profissões – Al. Augusto Stellfeld, 1970, Bigorrilho.
Inscrições e mais informações: www.institutocop.com.br / (41) 9754-4646 / (41) 3209-3752
 
Curso Perícia Judicial no Âmbito da Psicologia
Promovido por: Psic. Simone Lemes (CRP-07/8913)
Data: 14/09/2013 das 08h às 17h30.
Local: Fundação da Universidade Federal do Paraná (Funpar)
João Negrão, 280, Centro.
Inscrições e mais informações: www.clmpericias.com.br / cristina@clmpericias.com.br
(51) 3085-1356
 
DEMAIS LOCALIDADES
FUNDAMENTOS DA PSICANÁLISE E CLÍNICA CONTEMPORANEA
Promovido por: Célio Pinheiro (CRP-08/05780)
Data: 20/04/2013
Local: Hotel Vila Velha - Ponta Grossa.
Inscrições e mais informações: pinheirocelio@hotmail.com / (41) 3339-8084

SINE disponibiliza 1.165 vagas de empregos

 

 

Interessados devem procurar as agências do Sine na rua Prefeito Hugo Cabral, 301; Terminal Urbano Central e Centro Lupércio Luppi, na avenida Saul Elkind

Os londrinenses que procuram uma vaga de emprego têm à disposição 1.165 oportunidades disponíveis na Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda, através do Sistema Nacional do Emprego (Sine). Elas são válidas a partir de hoje (28) até a próxima sexta-feira, cinco de abril.
O cargo que mais disponibiliza oportunidades é o de operador de telemarketing ativo e receptivo, com 600 vagas. Existem vagas disponíveis exclusivamente para portadores de necessidades especiais.

Há vagas com requisitos de ensino fundamental, médio, superior completo ou incompleto, sem exigência de escolaridade, com ou sem experiência. Conforme a vaga for preenchida, ela será automaticamente retirada do sistema. Se não houver procura, permanecerá na lista para a semana seguinte.

Os interessados devem se dirigir às sedes da Agência do Trabalhador de Londrina do Sistema Nacional do Emprego (Sine), em três locais da cidade: rua Prefeito Hugo Cabral, nº 301, das 8h às 18h; Terminal Urbano, na rua Benjamin Constant, das 8h às 14h e no Centro Cultural Lupércio Luppi, na avenida Saul Elkind, 790, região norte, também das 8h às 14h.

Todos devem estar munidos de documentos pessoais, certificados de qualificação, de escolaridade e, essencialmente, da carteira de trabalho com o número do PIS. Para mais informações, basta fazer o cadastro no endereço maisemprego.mte.gov.br. O portal possibilita a procura de todas as vagas de trabalho disponíveis no País, inclusive, em Londrina e região.

Vagas


Açougueiro
Administrador financeiro
Agente de segurança
Ajudante de carga e descarga de mercadoria
Ajudante de eletricista
Ajudante de motorista
Ajudante, auxiliar de lanchonete
Analista contábil
Aplicador de serigrafia
Apontador de cartões de ponto
Arte-finalista
Assistente administrativo
Atendente de balcão
Atendente de lanchonete
Auxiliar de administração
Auxiliar de almoxarifado
Auxiliar de biblioteca
Auxiliar de corte (preparação da confecção de roupas)
Auxiliar de costureira (no acabamento)
Auxiliar de cozinha
Auxiliar de dobrador (metais)
Auxiliar de enfermagem
Auxiliar de estoque
Auxiliar de limpeza
Auxiliar de linha de produção
Auxiliar de manutenção predial
Auxiliar de mecânico de autos
Auxiliar técnico de instalações eletromecânicas
Azulejista
Bilheteiro (estações de metrô, ferroviárias e assemelhadas)
Borracheiro
Carpinteiro
Confeiteiro
Consultor de informação
Contador
Copeiro
Cortador de roupas
Costureira em geral
Cozinheiro geral
Eletricista
Eletricista de instalações de veículos automotores
Eletricista de manutenção industrial
Embalador, a mão
Empacotador, a mão
Encarregado de departamento de pessoal
Encarregado de expedição
Enfermeiro
Enfestador de roupas
Estampador de tecido
Estoquista
Inspetor de alunos de escola privada
Instalador de alarmes residenciais
Instalador de som
Instrutor de informática
Lavador de carros
Limpador de vidros
Lubrificador de automóveis
Lubrificador de veículos automotores (exceto embarcações)
Marceneiro
Mecânico de manutenção de caminhão a diesel
Mecânico de manutenção de máquinas, em geral
Mecânico de manutenção de motocicletas
Mecânico de motor a diesel
Mecânico de suspensão
Montador
Montador de aparelhos elétricos
Montador de arte final
Motoboy
Motorista de caminhão
Motorista entregador
Nutricionista
Oficial de manutenção predial
Oficial de serviços gerais
Operador de caixa
Operador de injetora de plástico
Operador de máquina de costura de acabamento
Operador de máquinas fixas, em geral
Operador de máquinas-ferramenta convencionais
Operador de prensa (ferramentaria)
Operador de rede de transmissão de dados
Operador de telemarketing ativo e receptivo
Padeiro
Pedreiro
Pintor de automóveis
Pintor de estruturas metálicas
Professor das séries iniciais
Recepcionista secretária
Repositor de mercadorias
Saladeiro
Servente de obras
Servente de pedreiro
Tapeceiro de móveis
Tecelão (tear mecânico liso)
Técnico de apoio ao usuário de informática (helpdesk)
Técnico de edificações
Técnico de eletricidade
Técnico de enfermagem
Técnico de enfermagem ocupacional
Técnico de manutenção elétrica
Técnico em instalação de equipamentos de áudio
Técnico em meio ambiente, segurança e saúde
Técnico em segurança do trabalho
Técnico mecânico
Tecnólogo em meio ambiente
Torneiro mecânico
Vendedor pracista
Zelador