terça-feira, 7 de julho de 2015

Turismo atrai investimento de R$ 130 milhões ao interior de São Paulo
Polo de visitação formado por municípios como Olímpia, São José do Rio Preto e Barretos desperta interesse de empresários do segmento de resorts

 
Gustavo Henrique Braga
De olho em um faturamento que chegou a R$ 1,57 bilhão no país em 2014, empresários do setor de resorts planejam novos investimentos no interior de São Paulo. Serão R$ 130 milhões para a construção de um parque aquático e um resort no município de Olímpia, famosa mundialmente pelas águas termais. De acordo com os investidores, o novo equipamento tem potencial para elevar a visitação anual da cidade em até 800 mil novos turistas.
A escolha leva em conta dados da Associação Brasileira de Resorts, segundo os quais a taxa média de ocupação do setor no país é 56% e a diária média é R$ 579. Não por acaso, estudo do Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) mostra que o número de resorts no Brasil deve crescer 49% até 2020.
Atualmente, Olímpia já conta com o parque Thermas dos Laranjais, que em 2014 registrou 1,9 milhão de turistas – o mais visitado da América Latina e o quarto no mundo a frente de parques como o Aquática, de Orlando nos Estados Unidos, e o Caribean Bay, na Coreia do Sul.
O novo parque, com 80 mil metros quadrados, custará R$ 50 milhões e deve receber mais 800 mil visitantes por ano, segundo Sérgio Garcia, diretor executivo da empresa responsável pelo investimento. O grupo construirá também um resort na cidade com 484 apartamentos ao custo de R$ 80 milhões.
A grande atração dos parques aquáticos de Olímpia são as águas quentes do Aquífero Guarani, que vêm de 1 mil metros de profundidade. Também pesa favoravelmente à cidade a localização próxima a São José do Rio Preto e Barretos, municípios famosos por eventos como o Agrishow e a Festa do Peão que movimentam toda a região.
Desde 2005, o Ministério do Turismo celebrou 16 contratos de repasse de recursos ao município de Olímpia, que totalizam R$ 4,1 milhões em investimentos para desenvolver o turismo na cidade. Entre estas obras, está a de recapeamento asfáltico (R$ 1,2 milhão) das principais vias que levam a atrações turísticas locais. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário