segunda-feira, 30 de abril de 2012


Comissão de juristas quer ampliar hipóteses de aborto legal no novo Código Penal




Anderson Vieira







Em audiência na Subcomissão de Segurança Pública realizada nesta quinta-feira (8), o procurador Luiz Carlos Gonçalves, relator da comissão especial de juristas encarregada de elaborar um anteprojeto de reforma do Código Penal, disse que há a tendência de propor a ampliação dos casos de permissão legal para o aborto, sem, no entanto, descriminalizar a prática.



– Nossa proposta, que ainda vai passar por deliberação, avança no sentido de se preocupar com a saúde da mulher. Também estamos pautados na experiência de legislações internacionais – explicou o procurador.



Logo após a audiência, em entrevista à imprensa, o ministro do STJ Gilson Dipp citou casos em estudo para uma possível permissão do aborto: quando a mulher for vítima de inseminação artificial com a qual não tenha concordância; e quando o feto estiver irremediavelmente condenado à morte por anencefalia e outras doenças físicas e mentais graves. Hoje, o Código Penal já dispõe que não são punidos os casos de aborto quando a saúde da gestante estiver em risco e quando ela tiver sido vítima de violência sexual.



Estupro



Outros crimes também estão sendo revistos pela comissão de juristas para, na opinião do relator Luiz Carlos Gonçalves, corrigir distorções graves, como a que ocorre atualmente no infanticídio, por exemplo.



– Hoje a mulher que tem problemas psicológicos graves e comete infanticídio tem a pena reduzida. O problema é que outra pessoa que a ajuda também conta com o benefício – exemplificou.



A intenção da comissão é também especificar melhor o crime de estupro, dividindo-o nas modalidades anal, vaginal e oral, para permitir o aumento de pena quando mais de uma modalidade for praticada. O objetivo, segundo o procurador, é acabar com indeterminações legais que dificultam a aplicação da pena.



Anderson Vieira e Ricardo Koiti



Agência Senado



Anderson Vieira







Em 1877, época do Império, Machado de Assis defendia que as mulheres ganhassem o direito de ir às urnas. Espirituoso, escreveu: “Venha, venha o voto feminino; eu o desejo, não somente porque é ideia de publicistas notáveis, mas porque é um elemento estético nas eleições, onde não há estética”.



Machado assistiu à libertação dos escravos, à queda do Império e à proclamação da República, mas morreu sem ver o voto feminino. Seriam necessários longos 55 anos até que as brasileiras fossem finalmente autorizadas a votar.



A permissão foi dada por Getúlio Vargas num decreto de 1932. O texto definia que o eleitor era “o cidadão maior de 21 anos, sem distinção de sexo”.



Em 2012, o direito de voto das brasileiras completa 80 anos. Para marcar o aniversário, o Senado abrirá nesta quinta-feira — Dia Internacional da Mulher — uma exposição com fotos, jornais, títulos eleitorais e outros documentos históricos que contam essa conquista.



A luta foi longa e começou no exterior. No final do século 18, a França assistia às primeiras defesas públicas do voto da mulher. Viviam-se os ventos libertadores da Revolução Francesa. A ideia ganharia adeptos em outros países.



Escândalos



Na Inglaterra, o economista e parlamentar John Stuart Mill argumentava não existir equívoco maior do que a submissão das mulheres aos homens. Em 1869, no livro A Sujeição das Mulheres, pedia que elas gozassem dos mesmos direitos deles — incluído o voto. A sociedade vitoriana ficou escandalizada.



O voto feminino só se tornaria realidade no mundo em 1893. O país pioneiro foi a Nova Zelândia. As inglesas puderam se tornar eleitoras em 1918. As francesas, apenas em 1944.



No Brasil, durante a elaboração da Constituição de 1891, a primeira da República, já se cogitava essa hipótese. O plano não prosperou. Segundo Tania Navarro Swain, professora do Departamento de História da Universidade de Brasília (UnB), os legisladores alegaram que a natureza das mulheres não as habilitava à vida pública:



— Para eles, as mulheres tinham como destino biológico a domesticidade e a submissão. Assim, o voto feminino era uma aberração, ia contra a natureza. Mas isso era só uma desculpa. Na realidade, tinham medo de perder o controle sobre elas. Dar-lhes direitos políticos implicaria abrir as comportas das reivindicações femininas.



Pioneiras



Inspiradas pelo movimento no exterior, algumas mulheres mais audaciosas deram impulso à luta sufragista no Brasil, como Leolinda Daltro (fundadora, em 1910, do Partido Republicano Feminino — que, obviamente, não era um partido formal) e Bertha Lutz (fundadora da Federação Brasileira pelo Progresso Feminino, em 1922).



Os primeiros frutos foram colhidos no Rio de Grande do Norte, antes do decreto de Vargas. Em 1927, o governo local liberou o voto feminino sob o argumento de que a Constituição, embora não o autorizasse, tampouco o proibia. No ano seguinte, os eleitores — e as eleitoras — de Lajes (RN) escolheram a primeira prefeita do Brasil, Alzira Soriano. Foi notícia até no New York Times.



— O outro candidato se sentiu tão humilhado por ter sido derrotado por uma mulher que se mudou da cidade. Isso mostra a dificuldade para aceitar a mulher na política — afirma o demógrafo Eustáquio Diniz Alves, da Escola Nacional de Ciências Estatísticas do IBGE.



Na realidade, Getúlio Vargas concedeu o direito de voto às mulheres mais por conveniência política do que por amor à causa feminista. No mesmo ano do decreto, alguns meses adiante, ele enfrentaria os paulistas na chamada Revolução Constitucionalista de 1932. Interessava ao presidente arrebanhar o maior apoio eleitoral possível.



Qualquer que tenha sido a motivação, o fato é que o direito de ir às urnas abriu caminho para que as mulheres acumulassem mais direitos nas décadas seguintes. Para obter o voto delas, os políticos se viram obrigados a fazer promessas de campanha e elaborar leis que as beneficiassem — ­preocupação que não havia antes. Exemplo: em 1961, uma lei equiparou o ensino normal (que formava professoras) ao ensino médio, o que finalmente desobstruiu a entrada das mulheres na universidade.



Um século atrás, o Brasil não tinha eleitora. Hoje, a proporção é de 52 eleitoras para 48 eleitores. A senadora Lídice da Mata (PSB-BA), vice-presidente da Subcomissão Permanente em Defesa da Mulher, chama a atenção para o fato de que esses números não se repetem no cenário político. No Senado, elas são 12% dos parlamentares. Na Câmara, menos ainda.



— O Parlamento reflete o que acontece na sociedade. As brasileiras continuam sendo vítimas de discriminação, não ocupam o mesmo espaço dos homens. O voto feminino, em 1932, só foi o primeiro passo. Ainda há muita luta pela frente, dentro e fora da política — diz.







Ricardo Westin / Jornal do Senado



Agência Senado




Anderson Vieira







A conferência Rio+20, sobre desenvolvimento sustentável, deve dar ênfase à implementação de todos os acordos firmados durante a Rio 92, recomendou nesta quinta-feira (8) o embaixador Sha Zukang, secretário-geral do evento. Ele alertou ainda para a necessidade de se acelerarem as negociações a respeito das decisões a serem tomadas pelos mais de 100 chefes de Estado e governo que se reunirão em junho no Rio de Janeiro, no mesmo local do encontro realizado há 20 anos.



- O mundo espera que a conferência apresente um plano de ação e de implementação [de acordos]. Nós não precisamos mais de palavras, nós precisamos de mais ação – advertiu Sha Zukang durante audiência pública conjunta das Comissões de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA).



O secretário-geral lembrou que atualmente o mundo já consome 1,3 vezes os recursos naturais que o planeta proporciona. Um modelo que, a seu ver, não pode ser considerado sustentável “de forma nenhuma”. Por isso, observou que este é o momento de mudança e que os países do mundo devem considerar a urgência do tema. Restam apenas três meses, como ressaltou, para a realização da conferência.



- Temos um tempo muito limitado para completar as negociações. A falta de tempo é um grande desafio. Assim como a carência de fundos para a participação de países em desenvolvimento – alertou Zukang.



Em 1992, comparou, estavam presentes no Rio de Janeiro 108 chefes de Estado e de governo. Agora, segundo o embaixador, são esperados pelo menos 120 representantes de países de todo o mundo – dos quais 55 já confirmaram presença, como informou. Um dos desafios da conferência, a seu ver, será alcançar um entendimento sobre a meta de construção de uma economia verde. Em sua opinião, esta não pode ser vista como “uma nova barreira ao comércio ou uma nova condicionalidade à ajuda externa”.



Economia verde



Anfitrião da conferência realizada em 1992, como presidente da República, e atual presidente da CRE, o senador Fernando Collor (PTB-AL) concordou com a necessidade de se estabelecer com clareza o significado da economia verde. E pediu prioridade para a garantia de que o mundo não dará um passo atrás em relação aos acordos firmados durante a Rio 92.



- É fundamental que estabeleçamos o princípio da não regressão. Nenhuma resolução pode ser adotada que signifique o retorno a uma situação anterior. A Rio 92 foi um êxito fantástico, mas parece que alguns países se acomodaram e que há um enorme déficit de implementação. Em segundo lugar, precisamos de uma definição clara e objetiva do que significa economia verde. Temos receio de que este seja um novo nome ao protecionismo comercial – enumerou Collor.



Ao seu lado, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), presidente da CMA, lembrou uma frase recente de Zukang, segundo a qual precisaríamos de cinco planetas iguais ao nosso se estendêssemos o padrão de consumo dos países ricos a todo o mundo. Ele manifestou sua preocupação em garantir a presença no Brasil do maior número possível de chefes de Estado e de governo.



Agenda Real



O coordenador da Comissão Nacional da Rio+20, embaixador Luiz Alberto Figueiredo, defendeu o engajamento com o multilateralismo, como “via legitima de solução para os problemas globais”, e afirmou que na conferência se pretende estabelecer uma “agenda real para o século 21”.



- Vamos buscar a sustentabilidade como base central de um novo modelo de desenvolvimento. Não há sustentabilidade com fome e sem crescimento da economia e sem a proteção ambiental. É essa a agenda do século 21. Do ponto de vista do governo brasileiro, a conferência fala de três coisas integradas: crescer, incluir e proteger – afirmou o embaixador.



Centro de estudos



Presidente de duas subcomissões estabelecidas no Senado para o acompanhamento da conferência, o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) pediu o apoio de Sha Zukang à criação, no Rio de Janeiro, de um centro de estudos, ligado à Universidade das Nações Unidas, para estudar “o futuro que queremos”. Este seria, em sua opinião, o “grande legado” da Rio+20.



Os três senadores da bancada do Rio de Janeiro – Francisco Dornelles (PP-RJ), Lindbergh Farias (PT-RJ) e Eduardo Lopes (PRB-RJ) – acompanharam a audiência pública e manifestaram o total apoio à realização da conferência. O senador Jorge Viana (PT-AC) observou que os preparativos para a Rio+20 estão mais bem encaminhados que os da Copa do Mundo de 2014.



O senador Blairo Maggi (PR-MT) ressaltou a experiência brasileira de grande produtor de alimentos, ao mesmo tempo em que respeita rigorosas leis ambientais. Por sua vez, o senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) lembrou que o mundo precisa “alimentar bem a população e encontrar os meios para promover o desenvolvimento em equilíbrio com o meio ambiente”.



Marcos Magalhães



Agência Senado




Anderson Vieira







O líder indígena Eliseu Lopes, da etnia guarani-cauiá, pediu a intermediação de senadores para que seja marcada audiência de lideranças indígenas do país com a presidente Dilma Roussef para tratar de assuntos de interesse das comunidades, inclusive a questão da demarcação de reservas. Ele se queixou de que, desde sua posse, Dilma ainda não abriu espaço em sua agenda para receber os representantes indígenas.



O pedido foi feito ao fim da audiência na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA), que serviu para debater a questão da demarcação de novas reservas. O presidente da comissão, senador Acir Gurgacz (PDT-RO), propositor da audiência, respondeu positivamente em relação ao pleito do líder indígena para o encontro com Dilma.



Eliseu Lopes afirmou que as comunidades indígenas têm o direito de retomar terras que tradicionalmente ocupavam. Após destacar a condição ancestral dos índios como donos das terras brasileiras, ele disse que as comunidades não querem recuperar tudo, mas apenas as que são tradicionais – áreas perdidas ao longo do século passado em razão de esbulho ou planos de colonização, tanto do governo federal quanto dos estados. Disse que nelas os “anciões se sentem bem” e que voltando a esses locais vão poder viver em tranquilidade, criando os filhos dentro de seus valores.



- Falam que os indígenas estão invadindo terras, mas não somos invasores; estamos ocupando o que é nosso – afirmou Eliseu.



O líder guarani-caiuá destacou o clima de muito conflito entre índios e não-índios em áreas do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Disse que lideranças estão sendo massacradas e as comunidades expulsas das suas terras, o que classificou como uma “vergonha” para o país. Mencionou como ato cruel a prática dos “pistoleiros” de dar sumiço aos corpos dos que são assassinados.



- Para nós, indígenas, uma pessoa que some com o corpo de ser um ser humano não é um ser humano – comentou.



O líder destacou que a terra tem um significado diferente para os índios, mas que, “para o Brasil, um gado vale mais que uma criança”. Com palavras com forte acento da sua língua de sua tribo, ele explicou que o índio enxerga a terra como um lugar para se “sentir bem”, em meio ao “mato e o rio”. Por isso, como assinalou, os índios são naturalmente defensores da natureza.



- O Brasil tem que entender que a terra é nossa mãe e está sendo destruída – apelou.



Gorette Brandão



Agência Senado





Da Redação







O Supremo Tribunal Federal (STF) voltou atrás no julgamento que declarou inconstitucional a Lei 11.516/2007, de criação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Com a decisão desta quinta (8), também está garantida a segurança jurídica de mais de 500 leis provenientes de medidas provisórias com tramitação semelhante àquela reprovada pelo STF no dia anterior.



Ao analisar a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4029, ajuizada pela Associação Nacional dos Servidores do Ibama, o tribunal havia entendido que a conversão da Medida Provisória (MP 366/2007) em lei sem análise prévia da comissão mista de senadores e deputados – como prevê a Constituição – indicava um vício da lei.



A partir desse julgamento, foi dado um prazo de dois anos para que o Congresso Nacional editasse nova lei para garantir a continuidade da autarquia. Mas uma questão de ordem incitada pela Advocacia Geral da União (AGU) nesta quinta fez os ministros mudarem de ideia. A AGU alegou que, com a decisão do STF, mais de 500 leis convertidas sem a análise prévia da comissão mista poderiam, da mesma forma, ser declaradas inconstitucionais.



Diante disso, os ministros resolveram mudar o resultado do julgamento sobre o Instituto Chico Mendes e estabeleceram que as MPs até agora convertidas sem a apreciação da comissão prévia terão segurança jurídica.



No entanto, eles declararam a inconstitucionalidade incidental dos artigos 5º, caput (cabeça) e 6º, parágrafos 1º e 2º da Resolução 1/2002 do Congresso Nacional. Esses dispositivos permitiam a entrada da MP e sua tramitação pelo Congresso apenas com parecer do relator, quando esgotado o prazo para sua apreciação pela comissão mista.



Agência Senado




Fibrafort promove promoção de lanças no mês de março


Redação -





A Fibrafort, maior fabricante nacional de lanchas em número de unidades vendidas, promove ao do mês de março uma promoção especial para aqueles que desejam adquirir a sua primeira lancha, além dos proprietários que desejam trocar o seu modelo atual.


A campanha 'Diversão a Bordo' oferece condições especiais na aquisição de toda linha Focker em todas as revendas da marca no Brasil, com financiamentos de 12 parcelas sem juros ou em até 60 meses.


Além disso, a empresa oferece um kit som como brinde nos modelos Focker de 27 a 31 pés, ou uma bóia náutica nos modelos de 16 a 26 pés. A promoção é válida para compras realizadas entre 01 a 31 de março.


Com sede em Itajaí (SC), a Fibrafort é hoje a maior fabricante de lanchas da América Latina em unidades vendidas, com mais de 10 mil embarcações da marca navegando em águas do Brasil e do exterior.



Site: www.fibrafort.com.br

Ministro dos Portos acompanhará início da retirada do Ais Giorgis


A Tribuna -





Os primeiros cortes a frio nos restos do navio Ais Giorgis, que naufragou no canal de navegação do Porto de Santos há quase 40 anos, serão feitos nesta quinta-feira (8). O serviço será realizado por um fatiador, fabricado no Rio de Janeiro e montado no cais santista nas últimas semanas. Segundo a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), o equipamento já está posicionado no local onde estão os destroços do cargueiro.


O próximo passo será o içamento das peças seccionadas por uma cábrea (guindaste flutuante). Essa fase não ocorrerá hoje.


O início do trabalho será acompanhado pelo ministro dos Porto, Leônidas Cristino, que virá a Santos pela segunda vez neste ano. O chefe da Secretaria de Portos (SEP) estará no local por volta das 13 horas.


Cristino embarcará em uma composição da concessionária MRS Logística em São Paulo e descerá a Serrra do Mar pela Cremalheira, linha ferroviária da empresa que liga o Planalto ao Litoral.


O primeiro ponto de parada será o Terminal da Libra, no Valongo, o Teval. Do local, ele seguirá para a Capitania dos Portos de São Paulo, entre os armazéns 27 e 29 do complexo, onde vai embarcar em uma lancha para acompanhar a retirada do Ais Giorgis.


Os destroços do Ais Giorgis estão no fundo do estuário, a cerca de 11 metros de profundidade, na direção dos armazéns 15 e 16, aproximadamente 80 metros da Margem Esquerda (Guarujá).


A retirada dos restos do navio é considerada essencial para melhorar as condições de segurança à navegação do Porto e, sobretudo, viabilizar o aprofundamento do leito navegável do canal para 15 metros e seu alargamento para 220 metros.



A retirada do navio Ais Giorgis começou em outubro de 2011. O serviço teve início com a remoção de sedimentos acumulados nos destroços do navio.


Primeiramente, foi retirado um volume de sedimentos contaminados, transportado por tubulação até um canteiro de obras especialmente preparado na Margem Esquerda.

A outra etapa foi a extração da lama com poucos poluentes - com uma concentração de compostos químicos em conformidade com os padrões estabelecidos para o descarte oceânico. Essa segunda retirada de resíduos foi necessária para viabilizar os trabalhos de corte e içamento das partes do Ais Giorgis.


O custo total da obra é de R$ 17,9 milhões, quantia a ser paga com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal.

Estado do Ceará doa terreno para estaleiro


Diário do Nordeste -





A Happy Peixes Brasil Participações Ltda, empresa que pretende produzir, anualmente, cerca de 400 barcos de pesca de fibra de vidro e barcos off-shore, já tem um "porto seguro" para instalar seu estaleiro. O governador do Ceará, Cid Gomes, sancionou no último dia 27, decreto governamental aprovado pela Assembleia Legislativa-CE, que autoriza a transferência, mediante doação, à Prefeitura do Paracuru, de um terreno à beira-mar, com área de 25.730,85 m², para instalação do empreendimento.



Denominado Barra, Maleita ou Meireles, o imóvel onde será construído o estaleiro, - negociado por Cid Gomes, com empresários espanhóis, - está registrado no Livro 2-B, à fl. 185, do Cartório de Imóveis do 2º Ofício de Notas da Comarca de Paracuru, sob a matrícula nº 483. O terreno limita-se ao Norte com o Oceano Atlântico, ao Sul e ao Leste com terras de Alberto Baquit e ao Oeste com as margens do Rio Curu e a estrada para Paracuru.


Conforme descrito no artigo segundo, do decreto legislativo, a doação do imóvel destina-se, exclusivamente à construção do estaleiro. Já o artigo terceiro determina que "a utilização do imóvel em finalidade diversa da estabelecida nesta Lei implicará a sua reversão para o patrimônio estadual".

Segundo o presidente da Adece, Roberto Smith, além do estaleiro há ainda interesse do governo do estado de aliar ao empreendimento a criação de uma escola de pesca. Para tanto, o governo está assumindo o compromisso de comprar os primeiros quatro barcos de fibra de vidro produzidos pelo estaleiro.

GE avalia ter fábrica no superporto do grupo EBX

Valor Econômico -





A GE, uma das maiores empresas mundiais de produtos e serviços de infraestrutura, está avançando nas negociações que podem levá-la a investir no Superporto do Açu, no norte fluminense, projeto da LLX, braço de logística do grupo de Eike Batista. "É altamente provável que faremos alguma coisa [no Açu]", disse ontem (7) John Rice, vice-presidente e presidente de crescimento e operações globais da companhia. Rice participou, no Rio de Janeiro, de encontro da GE com líderes da empresa para discutir crescimento e operações em mercados emergentes. No evento, acompanhado por investidores, Batista fez apresentação sobre o seu grupo, o EBX, na qual o Açu teve destaque.





No encerramento da reunião, Batista disse, em entrevista, que o presidente mundial da GE, Jeffrey Immelt, já visitou o porto. A GE considera investir na construção de fábrica no Açu para produzir equipamentos para os setores de energia, óleo e gás e transportes. A GE também analisa trabalhar com outras empresas para prover capital para projetos de investimento no Açu. "Estamos abertos a considerar essas alternativas", disse Rice. A GE atua na produção industrial de equipamentos para vários setores e conta com uma área de serviços financeiros.





Reinaldo Garcia, presidente da GE para a América Latina, disse que a empresa vem trabalhando no projeto do Açu e previu que o negócio poderá ser concluído nos próximos meses. Segundo ele, a decisão final sobre o investimento no porto da LLX depende de um acerto sobre números. Ele afirmou que o local onde o porto está situado tem vantagens como a proximidade com as áreas de produção de petróleo e gás. Outro atrativo do Açu, segundo ele, está no fato de ser um porto novo, de grande capacidade, em um país onde muitos terminais portuários estão congestionados.





Em 28 de novembro de 2011, a LLX e a GE Energy do Brasil assinaram protocolo de intenções para instalação de uma unidade na retroárea do Açu. De acordo com o comunicado divulgado à época, a unidade buscaria atender a demanda de petróleo offshore cumprindo as exigências de conteúdo nacional. O setor de petróleo e gás é um dos principais focos da GE no Brasil, onde a empresa investe na construção de um centro global de pesquisa, no Rio, para produzir soluções de alta tecnologia para a empresa e seus clientes. Esse centro de pesquisa faz parte do investimento de US$ 570 milhões previsto pela GE para o Brasil até 2013 e que também considera expansões das fábricas da empresa em operação no país.





Ontem, no evento das lideranças, realizado pela primeira vez no país, Garcia disse que a empresa tem condições de competir por fatia de até 10% ou algo como US$ 4,5 bilhões dos investimentos totais planejados pela Petrobras para este ano, da ordem de US$ 45 bilhões. Em 2011, a estatal investiu R$ 72,5 bilhões. A GE espera disputar volumes semelhantes de negócios no setor de óleo e gás nos próximos anos considerando o plano de investimentos da Petrobras até 2015, que prevê desembolsos de US$ 224,7 bilhões. Um dos negócios em disputa no momento é a licitação da Petrobras para fornecer módulos de geração para quatro plataformas de produção de petróleo, concorrência que está sendo disputada por outras grandes empresas do setor como a britânica Rolls-Royce.





No Brasil, a GE vem crescendo ao ritmo anual de dois dígitos. No ano passado, a empresa faturou US$ 3,7 bilhões no país, com alta de 53% sobre 2010. O crescimento da receita foi resultado de maior demanda. A companhia vive um dos melhores momentos de sua história no Brasil, onde está desde 1919. Na América Latina, o faturamento da GE atingiu US$ 8,2 bilhões, número que este ano deve chegar a US$ 10 bilhões. O Brasil é o terceiro país em termos de vendas de equipamentos industriais para a GE, atrás dos Estados Unidos e da China. "Isso tem um grande significado para nós", disse John Rice.





Ele afirmou que fazer negócios no Brasil hoje é diferente do que era há alguns anos. Essa mudança impõe desafios a empresas como a GE. "Se os mercados mudam, as companhias devem ser ágeis e flexíveis sobre como reagir em relação às oportunidades", disse Rice. Essa realidade vale para o Brasil, mas também para outros países emergentes como China, Indonésia e Vietnã.


Exxon Mobil prevê produzir menos petróleo e gás em 2012


Agência Reuters -





A Exxon Mobil estimou nesta quinta-feira (8) que a produção de gás natural e petróleo da companhia cairá 3% neste ano mesmo se houver aumento nos gastos para operação de grandes projetos, previsão esta que fez as ações caírem.





Às 13h53 no horário de Brasília, os papéis da petrolífera caiam 1%, para US$ 84,9.





Apesar da estimativa de queda em 2012, a produção deve crescer anualmente em uma média de 1% a 2% até 2016, disse um representante da companhia durante encontro com analistas em Nova York.





A maior produtora mundial de óleo e gás sem controle do governo, viu a produção no ano passado crescer 1%, para 4,5 milhões de barris de petróleo equivalente por dia.





Esse pequeno crescimento aconteceu diante do gasto de US$ 36,8 bilhões, levemente abaixo dos US$ 37 bilhões anuais que a companhia prevê para os próximos cinco anos, em um total de US$ 185 bilhões.





O recurso irá para nove projetos em fase inicial em 2012 e 2013, de acordo com a companhia, o que trará uma produção adicional de 1 milhão de barris de petróleo equivalente por dia nos próximos cinco anos.





"A indústria está em um período de alto investimento de capital", disse o presidente-executivo da Exxon Mobil, Rex Tillerson, durante o encontro.





A produção de líquidos da companhia deve crescer entre 2% e 3% em média até 2016, enquanto a de gás deve subir entre 0,5% e 1%.

Paragon desenvolverá sistema de apoio para investimentos no Canal do Panamá


Redação -





A Paragon, empresa de consultoria e simulação, venceu uma licitação internacional para desenvolver um sistema de apoio à decisão de estudo detalhado das regras de operação, com diferentes cenários de demanda, infraestrutura e outras variáveis, para o Canal do Panamá - atual e expandido.



Considerado essencial, este projeto permitirá nortear os investimentos na operação do canal, além de oferecer a visualização da capacidade sob diferentes cenários de equipamentos, navios e demanda.


Diferentemente do modelo desenvolvido para o Masterplan, o projeto cria uma ferramenta operacional para a equipe do Canal, de forma a analisar a operação "com a obra terminada", e determinar quais são os impactos e a Capacidade do Canal atual e expandido.





O projeto contempla ainda, o desenvolvimento de um dashboard gerencial baseado na tecnologia Scenario Navigator, oferecido com exclusividade na América Latina pela Paragon.





O valor total do contrato supera US$ 1 milhão e engloba as tecnologias de simulação Arena, otimização, integração com sistemas BI e transferência de know-how, inclusive com o código fonte.





Com o sucesso de projetos desenvolvidos para empresas como Vale, Petrobras, Transpetro, Usiminas, Hatch, Grupo EBX, Libra, Tecondi, Montes del Plata, Fibria, Stora Enzo, Ultracargo dentre outros, a Paragon se qualifica como um dos maiores especialistas mundiais em ferramentas para tomada de decisão para o setor portuário.

Técnicos da FIFA e do Comitê Local da Copa vistoriam Arena da Baixada

nspeção faz parte da segunda etapa de vistorias a estádios que receberão partidas da Copa no Brasil e envolve a checagem de segurança, esquema especial de tráfego, orientadores de público, área de exposição dos afiliados comerciais, tendas de hospitalidade, estrutura para a TV e mídia, entre outros aspectos importantes para a realização dos jogos.


Paraná terá R$ 98 milhões para incentivo a pesquisa científica


Assinatura do protocolo entre o Governo do Estado e a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) ocorreu na abertura do Fórum do Conselho Nacional dos Secretários Estaduais para Assuntos de Ciência e Tecnologia, em Curitiba. O governador Beto Richa ressaltou que o Paraná investe mais de R$ 1,2 bilhão no financiamento das universidades públicas estaduais.




Fábrica de plástico biodegradável feito de milho será instalada em Pato Branco


O anúncio foi feito nesta quinta-feira (08/03) pelo governador Beto Richa e dirigentes da Limagrain/Guerra. Unidade é primeira indústria de produção de resina de plástico derivada do milho na América do Sul. A fábrica vai operar com uma tecnologia inovadora que pode ser usada na produção de sacolas plásticas que se decompõem em 180 dias.

Richa oficializa instalação da primeira UPS e anuncia serviços à comunidade

O governador afirmou que além de ampliar a segurança, a UPS tem como propósito assegurar serviços que melhorem a condição de vida das pessoas. Ele apresentou aos moradores do bairro Uberaba os 60 policiais militares especialmente treinados e capacitados para fazer o policiamento comunitário. Richa anunciou a construção de uma nova escola estadual na região, para 1.200 alunos.


Defesa Civil define cronograma de Operações de Fiscalização de transporte
de produtos perigosos pelas rodovias do Estado
Florianópolis,

A Secretaria de Estado da Defesa Civil (SDC) reuniu nesta quinta-feira
(8), os integrantes do Programa de Fiscalização para definir o cronograma
e a participação das entidades envolvidas no controle do transporte
rodoviário de produtos perigosos. O Programa, que tem como objetivo
prevenir, fiscalizar e atender emergências aos condutores de produtos
perigosos. As operações iniciam ainda neste mês e serão realizadas 29
operações nas rodovias estaduais e federais de Santa Catarina.



No encontro foram comentadas as estatísticas do Batalhão de Polícia
Militar Rodoviária sobre a atuação do Programa, que constatou uma redução
para 1.265 no número de autuações nos últimos dois anos em relação ao
período de 2007 a 2009 que teve o maior número de infrações. A intenção é
diminuir ainda mais este número com o cumprimento do cronograma de
fiscalização este ano.



A atuação pelas entidades envolvidas no controle do transporte de produtos
perigosos pretende priorizar a identificação dos principais riscos
envolvendo esse tipo de transporte, visando a gestão do risco e difusão de
políticas públicas relacionadas com segurança viária, saúde pública e
preservação ambiental. Estiveram presentes na reunião representantes de
nove instituições, incluindo Polícia Militar Rodoviária, Conselho Regional
de Química, Polícia Ambiental, Exército, Secretaria de Estado da Fazenda e
Corpo de Bombeiros Militar.



O Programa de Fiscalização - O Decreto nº 2.894, de 20 de maio de 1998,
instituiu o Programa Estadual de Controle do Transporte Rodoviário de
Produtos Perigosos que visa realizar estudos e pesquisas sobre o
transporte de produtos perigosos nas principais rodovias do estado. Em
2011, as Operações de Controle do Transporte Rodoviário de Produtos
Perigosos aconteceram em 25 cidades catarinenses. Entre elas: Araranguá,
Barra Velha, Campo Alegre, Joinville, Itapema, Água Doce, Itajaí, Tubarão
e Gravatal. A Defesa Civil Estadual coordena as operações de fiscalização
que ocorrem quinzenalmente, nas principais rodovias do Estado e conta com
a participação de mais de 10 órgãos.
Informatica Corporation é eleita como líder em ETL Corporativo




Empresa de análise destacou a companhia pelas suas altas notas em “Oferta atual” e “Estratégia”







A Informatica Corporation (NASDAQ: INFA), fornecedora líder e independente de soluções de software de integração de dados, anuncia que foi reconhecida como “Líder” em ETL (Extract, transform and load), no relatório The Forrester Wave™: Enterprise ETL, Q1 2012,



A companhia alcançou a nota máxima pela sua “Oferta atual” e “Estratégia” atuais com base na avaliação do PowerCenter, um componente vital da Plataforma Informatica. De acordo com a empresa de pesquisa independente Forrester Research, Inc. a Informatica Corporation oferece a mais abrangente solução ETL para garantir compatibilidade com qualquer requerimento e continua a ser um dos fornecedores mais dominantes deste mercado. Ainda segundo o estudo, a companhia possui intensa escalabilidade, opções de implementação, segurança, técnicas de transformação, colaboração e monitoramento. “A forte visão e estratégia da Informatica Corporation ajudam a manter sua poderosa e respeitada marca em integração de dados. O Informatica v9 tem capacidades avançadas de qualidade e classificação de dados on the fly, uma abordagem direcionada a modelos para provisionar serviços de dados, melhorias de desempenho, integração em nuvem, metadados comuns e ferramentas específicas”, analisa o relatório.



Hoje, mais de 4.500 empresas em todo o mundo usam as soluções da Informatica Corporation para suas iniciativas de gerenciamento de informação, do ETL à virtualização de dados, controle de dados de teste, qualidade de dados e gerenciamento de dados mestres, entre outros.







Mercado de ETL corporativo em crescimento apoia iniciativas de gerenciamento de dados



De acordo com o Forrester, o movimento de dados é crítico em qualquer organização para oferecer suporte a iniciativas de gerenciamento de dados, como Data Warehousing (DW), inteligência de mercado (BI), migrações de aplicações e atualizações, gerenciamento de dados mestres (MDM) e outras ações que focam em integração de dados. Além de mover dados, o ETL é compatível com transformações complexas como limpeza, reformatação, agregação e conversão de grandes volumes de dados de várias fontes.



A Forrester destaca também que, o mercado de ETL corporativo continua crescendo com ritmo saudável, à medida que mais companhias substituem os scripts manuais por soluções prontas. Esta migração do código customizado em direção a ferramentas de ETL é impulsionada pela necessidade de apoiar, oferecer maior agilidade aos desenvolvedores por meio da reutilização de objetos e aumentar a transparência e a possibilidade de auditoria do código para melhorar a solução de problemas e reduzir os riscos de conformidade, dos requerimentos de gerenciamento de dados, cada vez maiores e mais complexos.



O documento também observou a movimentação para oferecer compatibilidade com tecnologias e iniciativas emergentes, como Hadoop, NoSQL, computação em nuvem, mídias sociais e serviços de dados.



A Informatica Corporation tem a percepção de que o mundo está passando por uma grande mudança na computação. Isto tem um efeito profundo sobre todos os aspectos com uma mudança da implementação local para a nuvem, de dados transacionais para dados interacionais e do desktop para o dispositivo móvel. Cada uma destas mudanças está contribuindo para um desafio de “big data” – a necessidade de gerenciar grandes quantidades de dados de forma eficiente, ao mesmo tempo em que aumenta o seu valor por meio de uma melhor tomada de decisão. As soluções da Informatica Corporation são projetadas de forma única para garantir que, à medida que os volumes crescem, as organizações tornam-se melhor posicionadas para transformá-los em ativos estratégicos e utilizáveis, não importando os volumes, a complexidade, a diversidade ou a velocidade.



A Forrester avaliou a “Oferta Atual” com 26 critérios focados em funcionalidade principal e avançada, incluindo capacidade runtime, opções de integração, ambientes de ferramentas, suporte e treinamento, técnicas adicionais de integração de dados e gerenciamento de informações. Além disso, a empresa também pontuou a “Estratégia” de cada fornecedor, ao avaliar 20 itens que incluem estratégia de produto, estratégia corporativa, estratégias de preços para lançamento, e parcerias para expandir o alcance de mercado, com um foco em quão bem cada fornecedor lida com as necessidades atuais dos seus clientes. A Informatica Corporation recebeu as notas mais altas em ambas as categorias.



“No ambiente atual, de mudanças rápidas nos negócios e tecnologia, é ainda mais crítico ter uma plataforma de integração de dados comum que ofereça desempenho crítico para a missão, que gere maior agilidade e maximize o retorno sobre os dados”, afirma Sachin Chawla, vice-presidente sênior e gerente geral de Integração de Dados da Informatica Corporation. “Estamos orgulhosos por termos sido reconhecidos pela Forrester como líder em ETL, o que acreditamos ser um testemunho não apenas do sucesso atual de milhares de clientes em todo o mundo, mas da nossa visão de permitir que as empresas tirem proveito de novas oportunidades, como mídias sociais, dispositivos móveis, computação em nuvem e grandes volumes de dados”, afrma Chawla.



O relatório completo, incluindo o gráfico Wave, está disponível no site da Informatica em www.informatica.com/enterpriseetl_wave.







Recursos adicionais



· The Forrester Wave™: Virtualização de dados, Q1 2012



· Grupo de Virtualização de Dados no LinkedIn







Sobre a Informatica Corporation



A Informatica Corporation (NASDAQ: INFA) é a fornecedora independente líder mundial de software de integração de dados. Milhares de organizações ao redor do mundo contam com a Informatica para maximizar o retorno sobre seus dados e impulsionar seus principais imperativos de negócios. Em todo o mundo, mais de 4.630 empresas usam a tecnologia da Informatica para potencializar seus ativos de informação hospedados na empresa, em nuvem e nas redes sociais. Para mais informações, acesse www.informatica.com.



Vila Cultural recebe a Arte do Palhaço neste fim de semana





As atividades com Rafael Barros incluem apresentações de teatro e a oficina Jogos do Riso

A Vila Usina Cultural promove neste final de semana, dias 9, 10 e 11, a Arte do Palhaço, com Rafael Barros, incluindo apresentações de teatro e a oficina Jogos do Riso. As atividades vão acontecer na Vila Cultural, que fica na Avenida Duque de Caxias, 4.159.



A oficina Jogos do Riso, que acontecerá das 14 às 17 horas, nos dias 10 e 11, será realizada a partir de jogos que trazem alguns princípios ao desenvolvimento de comicidade pessoal. Aberta a pessoas que têm curiosidade sobre esse mundo e, também, para os que já tiveram contato com a arte do palhaço.



As apresentações de teatro serão realizadas nos dias 9, 10 e 11, às 20h30. Na peça “El General – O Espetáculo Mais Incrível do Mundo”, o palhaço se vê em apuros, ao se preparar para o maior espetáculo da Terra. O jogo e os imprevistos são partes essenciais dessa nova aventura, na qual o impossível se fará possível e o possível se fará ver.



Rafael Bastos é bacharel em Artes Cênicas, com Habilitação em Interpretação Teatral pela Universidade Estadual de Londrina. Ele também estudou com Ricardo Pucetti (LUME), Palhaço Tomate (Argentina), Cia. Familie Floz (Alemanha), Loco Brusca (Espanha) e Chacovachi (Argentina).



As inscrições para a oficina e entrada para apresentação da peça são gratuitas. As vagas são limitadas. Mais informações e inscrições pelo telefone 3324-7531, das 14 às 19 horas, ou pelo e-mail usinacultural@sercomtel.com.br.



A Vila Cultural conta com o patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic).






Semana da Mulher prossegue com novos eventos






Palestra, curso de capacitação, oficina de arte e cultura, são algumas das ações desenvolvidas nesta sexta-feira

Dentro da programação da 20ª Semana Municipal da Mulher, a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, promove diversas atividades, amanhã (9), a partir de às 8h30, em vários locais da cidade.



Para compor esta programação diversificada a Prefeitura contou com o apoio de vários parceiros envolvendo organizações não governamentais, instituições de ensino, sindicatos entre outras.



A programação desta sexta-feira inicia às 8h30, com uma palestra Gênero e Políticas Públicas para as Mulheres, com a Secretária Municipal de Políticas para as Mulheres Sueli Galhardi, no auditório do aeroporto José Richa.



Já a partir das 9h estará acontecendo um curso de capacitação da Rede Municipal de Enfrentamento à Violência Doméstica e Sexual, no auditório da Associação Médica de Londrina, Avenida Harry Prochet, 1.055.



Das 9h às 14h, a programação inclui uma oficina de Arte e Cultura: pintura e visita guiada ao Museu de Arte de Londrina, coordenada por Maria Terezinha de Lima, na rua Sergipe, 640.



A programação continua com o Encontro das Mulheres Beneficiárias do Programa Municipal de Transferência de Renda, com orientações sobre serviços, atividades artísticas e culturais, a partir das 14h. O evento, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, será no auditório do Sincoval.



Às 15h, estará acontecendo a oficina de Autoestima e a Beleza da Mulher Idosa, no Centro de Convivência da Pessoa Idosa, na rua Gabriel Matokanovic, 260, no jardim da Luz, em parceria com a Secretaria Municipal do Idoso.



A programação do dia será encerrada na Concha Acústica, com um show musical das bandas The Wild, Luana e Lobotomia, a partir das 18h, dentro do projeto Sexta na Concha, da Secretaria Municipal de Cultura.



A programação completa pode ser conferida no portal da Prefeitura, no endereço: www.londrina.pr.gov.br





Prefeito entrega mais duas composteiras






As composteiras, instaladas em escolas da rede municipal de ensino, desenvolvem conceitos de preservação ambiental nos estudantes

O prefeito Barbosa Neto entrega, amanhã (9), mais duas composteiras. A primeira será às 9h , na Escola Municipal Dalva Fahl, , localizada na rua Serafim França, 104, no jardim Três Marcos. Já a segunda será entregue na Escola Municipal Maria Tereza Amâncio, às 16h30, na rua Midori Koga, 486, jardim Santa Rita VI.



Desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação o objetivo do projeto é conscientizar os alunos em relação à preservação do meio ambiente e à destinação correta do lixo orgânico.



Cada composteira conta com uma tela para impedir que o material caia no chão e permita a circulação de ar, tornando mais rápida a decomposição. Em sua estrutura, são depositados restos de alimentos da merenda escolar pelos próprios alunos. A decomposição dos materiais faz com que seja formado um eficiente adubo.



A secretária municipal de Educação, Karin Sabec, destacou que a composteira é uma ferramenta utilizada pela Secretaria Municipal de Educação para desenvolver conceitos de preservação ambiental, reaproveitamento dos restos de comida da merenda escolar, transformados posteriormente em adubos.







Oficina de história da dança é realizada no Zaqueu






Em formato de grupo de estudos, as aulas abordarão as quatro etapas desta arte: dança étnica ou religiosa, folclórica, de salão e dança teatral

A Secretaria Municipal de Cultura informa que estão abertas as inscrições para a oficina de noções básicas de história da dança, que acontecerá a partir do dia 10, das 19h às 21h, no teatro Zaqueu de Melo, que fica na Avenida Rio de Janeiro, 413.



A oficina, que será ministrada pela bailarina Fátima Victor, tem o objetivo de promover uma visão investigativa do nascimento e evolução da dança na vida do ser humano.



Segundo Fátima, didaticamente, a oficina terá o formato de um grupo de estudos. As aulas abordarão as quatro etapas percorridas por esta arte até chegar às múltiplas formas de expressão nos dias de hoje: dança étnica ou religiosa, folclórica, de salão e dança teatral.



Ela informou que são aulas para investigar o entendimento das etapas e transposições que cada uma percorreu para atingir a contemporaneidade. Apesar de ser improvável realizar a tarefa de determinar quando o homem dançou pela primeira vez, a investigação mostra que a dança nasceu da religião ou junto com ela.



Fátima Victor atua nas áreas de coreografia, ballet clássico, dança contemporânea e pilates. Formada pelo curso de Danças Clássicas da Fundação Guaíra de Curitiba, dirigiu a filial desta escola em Londrina onde fundou o grupo Oficina de Dança. Viveu doze anos em São Paulo onde atuou como convidada do Balé da cidade e diretora do seu próprio grupo e espaço de formação.



A oficina será realizada nos dias 10, 11, 14, 15, 21, 22, 28 e 29. O investimento é de R$ 40,00, com emissão de certificados. Inscrições e mais informações pelo telefone 9662-4489.







Liga Metropolitana promove mais um torneio de basquete






Jogos serão realizados na Universidade Estadual de Londrina (UEL), com entrada franca; melhores colocados vão receber medalhas como premiação

Em parceria com a Fundação de Esportes de Londrina (FEL), a Liga Metropolitana de Basquete organiza mais um campeonato na cidade. Na sua 10ª edição, o torneio será realizado nos dois próximos sábados do mês, dias 10 e 17, com jogos no Ginásio Santana 1 e 2, da Universidade Estadual de Londrina (UEL).



Ao todo, 22 equipes da cidade e região estão inscritas e subdivididas por categorias. No dia 10 de março, competem atletas do ano de 94/95 e 98/99 no feminino e 96/97 e 00/01 no masculino. Já no dia 17, a ordem será invertida, sendo 94/95 e 98/99 no masculino e 96/97 e 00/01 no feminino.



De acordo com o presidente da Liga Metropolitana de Basquete, Fernando Serpe, as inscrições, para o primeiro dia de competição, já estão encerradas. “No entanto, aqueles que desejam competir no sábado dia 17, as inscrições podem ser feitas até a próxima quarta-feira, dia 14 de março”, informou.



“Através dos e-mails fernandoserpe@msn.com e lmblondrina@hotmail.com é possível solicitar a documentação. Os telefones (43) 3357-4299 e (43) 9954-4495 também estão disponíveis”, acrescentou o presidente da Liga.



A tabela e o regulamento já foram enviados aos representantes de cada equipe. Com entrada franca, os jogos começam a ser disputados a partir das 8h. O torneio conta com o apoio do Centro de Educação Física de Desportos da Universidade (UEL).





Sexta na Concha faz homenagem às mulheres






Programação desta sexta-feira fica a cargo da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres

Nesta sexta-feira (9), as bandas The Wild, Interferência Sonora e a cantora Luana estarão se apresentando na Concha Acústica de Londrina, a partir das 18 horas. O evento faz parte da 20ª Semana Municipal da Mulher, promovida pela Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres e integra o projeto Sexta na Concha, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura.



De acordo com Viviane dos Reis Martins, organizadora do evento, as três atrações são formadas por mulheres que já fazem um trabalho sobre a questão de gênero. “São pessoas que já têm visão apurada sobre a questão da mulher e são engajadas na luta pela igualdade de gênero”, disse.



Viviane que também é gerente da Casa Abrigo Canto de Dália explicou que o evento, além proporcionar aos presentes; em especial às mulheres, um momento de reflexão e lazer, tem outro objetivo. “Queremos também divulgar a produção cultural de bandas constituídas por mulheres, já que atualmente a hegemonia nesta área ainda é masculina” destacou.



O Sexta na Concha é um projeto permanente, que acontece toda sexta-feira, há mais de 10 anos, na Concha Acústica de Londrina. Para as bandas, cantores e grupos musicais locais é uma oportunidade de divulgar o trabalho que fazem. Para a população é mais uma oportunidade de lazer e entretenimento.







Ministro da Educação se reúne com secretários estaduais de educação
Florianópolis,

O Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed) está realizando,
em Natal (RN), a primeira reunião ordinária de 2012. O evento, que
acontece de 7 a 9 de março, reúne todos os secretários estaduais de
educação. Na manhã desta quinta-feira, 8, o Ministro da Educação, Aloizio
Mercadante, expôs as principais linhas de ação do MEC. Dentre os programas
apresentados estão a Alfabetização na Idade Certa; Pronacampo e Tablets
para Professores do Ensino Médio.



Durante o encontro, os secretários da educação manifestaram-se a respeito
do cumprimento do reajuste da Lei do Piso Nacional. Segundo os
secretários, a aplicação em todos os níveis das carreiras do magistério
criará dificuldades para os estados, considerando os limites da Lei de
Responsabilidade Fiscal e o comprometimento dos recursos do Fundeb com a
folha de pagamento, reduzindo a capacidade de investimentos em
infraestrutura escolar e em outras ações educacionais importantes.



Sobre o assunto foram discutidas alternativas, por parte do governo
federal, para auxílio aos estados. Ficou acertado que o MEC revisará a
portaria 213, que trata do complemento por parte da União aos estados com
dificuldades, e buscará novos recursos. O ministro se comprometeu a
mediar reuniões emergenciais entre o MEC, UNDIME, CONSED E CNTE para
negociação da aplicação da Lei do Piso.



"A reunião serviu para comprovar que a aplicação da Lei do Piso é um
problema nacional e que o comprometimento do ministro em encontrar
soluções é muito bem-vinda. Entretanto, este esforço exigirá paciência e
muita serenidade por parte da categoria do magistério público estadual
para evitar prejuízos nas atividades escolares dos alunos. Ainda assim, o
Governo de SC continuará trabalhando para apresentar um plano de aplicação
da lei aos professores na próxima semana," afirmou o secretário da
Educação, Eduardo Deschamps.
Prefeito torna Teste do Coraçãozinho obrigatório






Londrina é a primeira cidade do Paraná a tornar obrigatório o exame que rastreia anomalias no coração; uma em cada 100 crianças nascidas tem cardiopatias

O prefeito, Barbosa Neto, sancionou hoje (8), durante a coletiva de imprensa, a lei, aprovada pela Câmara Municipal, que torna obrigatório o teste do Coraçãozinho para todos os recém-nascidos nos berçários das maternidades do Município. Londrina é a primeira cidade do Estado do Paraná a contar com lei que obriga a realização do teste nos recém-nascidos.



Segundo dados da Associação de Assistência à Criança Cardiopata Pequenos Corações (AACC), no Brasil e no mundo, uma em cada 100 crianças nascidas sofre de alguma cardiopatia. Esse número não é diferente em Londrina. No ano passado nasceram 7.500 crianças sendo que 75 delas foram diagnosticadas com algum tipo de má formação no coração.



Durante a solenidade, o prefeito de Londrina elencou os exames realizados na rede pública de saúde como os testes do Pezinho, Orelhinha e do Olhinho e falou a respeito das ações que sua gestão tem realizado na área. “O teste do coraçãozinho é realmente um teste importantíssimo, no qual a Prefeitura aumenta a rede de proteção à saúde, salva milhares de vida e possibilita a diminuição de custos que haveria para o Sistema Único de Saúde (SUS) ou em hospitais particulares”, destacou Barbosa Neto.



O secretário municipal de Saúde, Edson de Souza, explicou que o teste do coraçãozinho consiste em um exame de triagem de simples execução que permitirá identificar possíveis problemas cardíacos e encaminhar, quando necessário, à rede de Assistência Especializada integrada à Secretaria de Saúde. “Com a lei, o procedimento passa a ser um protocolo a todas as crianças nascidas independentes de sinais clínicos, ampliando a avaliação e antecipando o diagnóstico”, explicou.



Segundo a coordenadora do núcleo da AACC, Vanessa Rodrigues, o teste é necessário, porque permite rastrear anomalias no coração e tratá-las a tempo. “A incidência de cardiopatias congênitas em recém-nascidos é oito vezes maior do que o número de crianças diagnosticadas com Síndrome de Down e quanto antes forem diagnosticadas, há mais chances para tratá-las”, disse.



O teste do coraçãozinho rastreia 75% das cardiopatias nos recém-nascidos, dura apenas um minuto para ser feito e é indolor. “Para o teste, coloca-se um sensor nos dedos da mão e do pé, onde é calculado o percentual de oxigenação do sangue. Caso o número seja inferior a 95%, o teste é refeito após quatro horas. Se for identificado alguma irregularidade, outros exames serão realizados”, explicou Vanessa Rodrigues.



O teste do coraçãozinho já está sendo feito há aproximadamente um mês na Maternidade Municipal, no Hospital Universitário (HU) e no Hospital Evangélico. Outros hospitais particulares como o Hospital Araucária e Mater Dei começaram a realizar o exame esta semana.













Projeto “Tecendo o Futuro” vai qualificar detentas






Ação vai oportunizar uma profissão a mulheres em situação de prisão; durante curso, as participantes poderão receber até um salário mínimo, além de terem a pena reduzida

O prefeito, Barbosa Neto, anunciou hoje(8), no Dia Internacional da Mulher, a ampliação do projeto “Tecendo o Futuro”, da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, que passa a ofertar qualificação profissional às detentas do 3º e 4º Distritos Policiais de Londrina.



Inédito no município de Londrina, o lançamento do programa de qualificação profissional, que acontece durante a 20ª Semana Municipal da Mulher, é uma parceria da Secretaria Municipal do Trabalho Emprego e Renda; Secretaria de Políticas para as Mulheres e da Vara de Execuções Penais (VEP).



Para a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Sueli Galhardi, a ação do projeto é uma iniciativa que possibilita às mulheres a garantia de uma oportunidade de emprego depois do cumprimento da pena. Serão oferecidos cursos profissionalizantes nas áreas de turismo e hotelaria, alimentação, construção e reparos, estética e costura industrial. Comum a todas as detentas, também será proporcionado os seguintes conteúdos: direito civil e trabalhista, empreendedorismo, preparação para o trabalho, inclusão digital, postura, seleção de pessoal, matemática, português, estímulo ao aumento de escolaridade e relacionamento interpessoal.



De acordo com a secretária municipal de Trabalho, Emprego e Renda, Neiva Vieira, as detentas, além da oportunidade de receber até um salário mínimo, vão trabalhar com carteira de trabalho e direitos trabalhistas. “Elas terão uma conta poupança para onde será destinado todo dinheiro. Para a autonomia de qualquer mulher, o trabalho é fundamental, principalmente, para evitar a reincidência infracional”, afirmou. “Cabe ao município e aos seus gestores públicos, pensar em estratégias que garantam a preparação para o trabalho, qualificação profissional e oportunidades para esse público específico”, completou.



Conforme Neiva Viera, a Vara de Execuções Penais fará a seleção das mulheres que serão conduzidas até o novo posto de trabalho. “Para cada três dias de serviço, será reduzido um dia da pena”, acrescentou a secretária.



A juíza de Direito da Vara de Execuções Penais (VEP) e da Corregedoria dos Presídios da Comarca de Londrina, Márcia Guimarães Marques da Costa, disse que “essa é uma oportunidade única para a cidade de Londrina, onde começa o entrosamento da Secretaria de Justiça, dos Poderes e da sociedade para que as pessoas que cometeram atos ilícitos possam ser reintegradas”.



O programa vai funcionar em uma das casas do Barracão da Prefeitura, que fica atrás da Companhia Cacique de Café Solúvel, na região oeste. Durante a coletiva, o prefeito assinou o termo de cessão do imóvel para o programa, onde as empresas participantes montarão suas ilhas de produção. A primeira empresa a fechar parceria com o projeto é o Grupo Couroada, que produz couro.



Projeto Tecendo o Futuro



O objetivo do projeto, iniciado em 2009, pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres é atuar junto às carceragens femininas do 3º e 4º Distritos Policiais de Londrina, para atender as principais demandas das detentas: informação e orientação para defesa de direitos, assistência à saúde e realização de atividades produtivas, apoio social, sociológico e psicológico com vistas à remissão de pena e à ressocialização.



Segundo a Secretaria da Mulher, o público beneficiado é de aproximadamente 150 mulheres e além da remissão de pena, que era o objetivo inicial, o trabalho contribui para a ressocialização das detentas, melhora a autoestima e a convivência entre o grupo.



Entre as ações já desenvolvidas pelo projeto está a revisão de processos resultando na libertação de 20 detentas; implantação de oficinas de crochê, artes plásticas e de musicalização, em parceria com o Festival de Música de Londrina, além de atendimento psicológico em parceria com a Faculdade Pitágoras através do curso de Psicologia.



Estiveram presentes na solenidade representantes do secretariado de Londrina, o coordenador da empresa parceira do projeto Tecendo o Futuro – Courada, Everaldo Kill, a juíza de Direito da Vara de Execuções Penais e da Corregedoria dos Presídios da Comarca de Londrina e representantes da sociedade civil.











Prefeito presta homenagem ao Dia Internacional da Mulher






Barbosa Neto fez questão de recepcionar as servidoras municipais, na entrada da Prefeitura

Entrega de flores, pétalas de rosas no chão, música clássica e reconhecimento. Foi assim que o prefeito Barbosa Neto recebeu as servidoras municipais no saguão da Prefeitura, hoje(8), quando é comemorado o Dia Internacional da Mulher. Ele estava acompanhado da secretária municipal de Políticas para Mulheres, Sueli Galhardi, que também parabenizou as mulheres pela data.



De acordo com Barbosa Neto, é uma justa homenagem. “Valeu ver a alegria das mulheres em serem homenageadas. No entanto, ainda é muito pouco diante do que elas representam e fazem pelo desenvolvimento de Londrina. Parabéns a todas as mulheres por este dia tão representativo”, afirmou.



Já secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Sueli Galhardi, destacou a importância do ato promovido pela Prefeitura. “Eu, como servidora pública municipal, sei da importância de sermos valorizadas como mulheres e profissionais. Este momento, por mais singelo que possa parecer, significa o reconhecimento da importância do nosso trabalho”, enfatizou.



Maria da Consolação, servidora da Secretaria Municipal de Fazenda há mais de 15 anos, sentiu-se motivada pelo gesto da administração. ”Foi o único prefeito que procurou agradar e valorizar a nós servidoras. Foi uma boa surpresa,foi lindo”, disse.



Durante a 20ª Semana da Mulher, também foi realizada a entrega de mil flores no Calçadão de Londrina. O “Ato Público: Dia Internacional da Mulher”, que aconteceu hoje (8) pela manhã, teve apresentações artísticas, prestação de serviços, entre outras atividades.



Lei Maria da Penha foi tema de debate na UNOPAR






O evento integrou a 20ª Semana Municipal da Mulher; participaram estudantes de diferentes cursos da universidade

A Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, em comemoração a 20ª Semana Municipal da Mulher, realizou na última terça-feira(6), um debate sobre a Lei 11.340/2006, conhecida como Lei Maria da Penha, para os alunos da Universidade do Norte do Paraná (UNOPAR).



A Lei surgiu em homenagem a Maria da Penha Maia que lutou por 20 anos para condenar seu agressor. Ela recebeu um tiro nas costas dado por seu marido, em 1983, que a deixou paraplégica. Sua história a transformou em símbolo de luta de enfrentamento da violência contra a mulher.



Segundo a Secretária, Sueli Galhardi, o evento foi muito positivo e de extrema importância, pois teve como finalidade levar aos alunos universitários a oportunidade de refletir e compreender a importância que a Lei tem para o enfrentamento da violência doméstica e familiar contra a mulher.



“Apesar de se tratar de uma lei nova e ser um grande avanço na luta das mulheres e da sociedade como um todo pelo direito a uma vida sem violência, ainda são necessários eventos como este para que se divulgar e informar sobre o que trata a Lei, pois ainda há resistência na aceitação por parte de muitos dirigentes em sua aplicabilidade, sob a alegação de que a mesma viola a igualdade entre homens e mulheres”, ressaltou a Secretária.



Durante o debate, a Juíza Zilda Romero abordou assuntos relacionados aos aspectos da lei e o funcionamento do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e Crimes contra Criança e Adolescente de Londrina.



O evento contou com as presenças da Reitora da UNOPAR, Wilma Jandre de Melo e de extensão a Sônia França além da Juíza, doutora Zilda Romero, do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher e Crimes contra Criança e Adolescente – 6ª Vara Criminal, conhecida como Vara Maria da Penha.



Aproximadamente 400 alunos dos cursos de Enfermagem, Estética, Fisioterapia, Pedagogia Presencial e EAD, Psicologia e Serviço Social EAD, estiveram presentes.











sexta-feira, 27 de abril de 2012

Dia da Mulher: Professora Júlia Wanderley é inspiração para nossa luta


O SISMMAC homenageia a luta das mulheres com a criação de uma personagem que leva o nome de Júlia Wanderley: a primeira mulher a formar-se professora no Paraná.

Você já deve ter reparado na presença recorrente de uma personagem em nossos materiais. Nas últimas edições do jornal Diário de Classe e no panfleto que explica à comunidade os motivos da nossa paralisação de 33 minutos, é a mesma professora que ilustra nossas páginas: a Júlia.

Como mais de 90% da nossa categoria, ela é uma mulher, ama a profissão, mas não fica parada frente às precariedades enfrentadas em nosso cotidiano. Nossa professora Júlia é uma militante comprometida com a qualidade da educação pública e está sempre está chamando outros professores e professoras para a luta por condições dignas de trabalho, maiores salários, correções no plano de carreira e em defesa do ICS.

Júlia Wanderley: uma trajetória de luta para chegar às salas de aula
Nossa querida professora Júlia não recebeu este nome por acaso. A personagem é uma homenagem à luta das mulheres e, em especial, a trajetória de Júlia Wanderley (1874-1918): primeira mulher no Paraná a formar-se professora, em 1893.

De Ponta Grossa, Júlia se mudou para Curitiba em 1879. Com apenas 16 anos, requereu permissão para prestar exames para ingressar no Curso Normal, que até então era frequentado só por homens. Enfrentando preconceitos, especialmente contra as liberdades da mulher, conseguiu matricular-se na Escola Normal, em 1890. Naquele ano, liderou o movimento para o ingresso de moças no educandário até então aberto somente para o sexo masculino.

Júlia Wanderley, além de uma dedicada professora, adorada por seus alunos, também escreveu sobre variados assuntos relacionados à educação e aos problemas sociais, tendo sido colaboradora de jornais em Curitiba, como Operário Livre e O Artista.

Mulher, feminista e defensora dos ideais socialistas, Júlia Wanderley é um exemplo da garra, coragem e desprendimento exigidos diariamente das mulheres trabalhadoras. Apesar de terem conquistado alguns direitos, as trabalhadoras ainda enfrentam discriminação, desigualdades salariais, violência doméstica e sexual e a sobrecarga de trabalho com o acúmulo de jornadas.

Mais do que comemorar, o Dia das Mulheres é uma data para refletirmos sobre a condição das mulheres trabalhadoras e nos unirmos para a luta por direitos!

Conheça mais sobre a vida de Júlia Wanderley
Uma das mostras atuais do Museu Paranaense, da Secretaria de Estado da Cultura, conta um pouco mais da vida da professora Júlia Wanderley. "Intelectuais e artistas: Mulheres do Paraná" homenageia personalidades do Estado de diferentes épocas e diversas áreas de conhecimento.

Entre as mulheres homenageadas estão as pintoras Iria Cândida Correa e Maria Amélia D´Assumpção, as professoras Zilda Arns, Cecília Westphalen e a poetisa Helena Kolody. A professora Júlia Wanderley também ocupa um espaço especial na exposição.

Lá é possível conhecer um pouco mais sobre a vida da primeira professora formada no Brasil e ver alguns de seus objetos pessoais e de sala de aula. Uma boa opção de passeio com os colegas de trabalho ou com a família. A mostra fica no Museu Paranaense até 1º de abril de 2012.

O Museu Paranaense está localizado na Rua Kellers, nº 289.

Prefeito Barbosa Neto inaugura 39ª horta comunitária em Lerroville


Vinte e oito famílias serão beneficiadas com a horta que, além de consumir, poderão comercializar  hortaliças
A população de Lerroville recebeu, na tarde de ontem (7), a 39º Horta Comunitária implantada pela Prefeitura de Londrina. A entrega foi feita prefeito Barbosa Neto, no programa Hortas Comunitárias.

Estiveram presentes, a secretária municipal de Agricultura e Abastecimento, Marisol Chiesa, os coordenadores do Programa Municipal de Hortas Comunitárias, Gabriel Benáglia e Carlos Eikiti Kirooka, o assessor da Secretaria de Agricultura, Pastor Kia Santana, que na ocasião ministrou uma bênção à nova horta,  e o líder comunitário Manoel Ximenes - o Manezão, entre outros.

Barbosa Neto destacou os benefícios que a atual administração trouxe para o distrito, como a implantação da Academia ao Ar Livre, o Parque Infantil  e o recapeamento da rodovia João Mendes que liga o distrito de Lerroville a Tamarana.

O prefeito anunciou também as próximas ações. “Tenho certeza que muitas pessoas vão abençoar as ações que ainda estão por vir aqui, como a construção do campo de futebol, a quadra de vôlei de areia e uma grande estrutura com pista de skate, pista de caminhada, a quadra poliesportiva, dentro de um complexo a ser inaugurada ainda este ano”, prometeu. 

Barbosa anunciou ainda a construção de uma creche, antigo sonho da população, a ser construída ainda este ano, com capacidade de atender 200 crianças.

Barbosa Neto agradeceu o apoio de toda a população, em especial ao Edno Felizardo e à dona Érica, que cederam a energia, e ao Deoclécio Massoni ,que cedeu a água do poço, o que foi decisivo na implantação da horta.

A Secretária Municipal de Agricultura e Abastecimento, Marisol Chiesa, lembrou a primeira reunião feita no Distrito para a implantação da horta. “A comunidade pediu e a horta está aí. Mas também porque a população se empenhou, trabalhou com toda a nossa equipe. O prefeito cobrou e a população ganhou”, disse.

Marisol destacou também a importância da horta para produção de alimentos saudáveis e o que a comunidade pode fazer com o que não for consumido.  “O excedente pode e deve ser comercializado, porque produtos são  alimentos seguros. Sem uso de agrotóxico, é difícil  encontrar. Esta é uma oportunidade de levar saúde para a população. Alimento de qualidade em quantidade suficiente”, finalizou.

A 39ª horta tem 28 canteiros distribuídos em 574 metros quadrados de terreno. Foram plantados vários tipos de hortaliças como a alface crespa e americana, cebolinha, almeirão e rúcula. Vinte e oito famílias serão beneficiadas com o programa.  Cada família é responsável por cuidar de um canteiro que mede em média 14 metros quadrados.

O Programa Hortas Comunitárias é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento e beneficia diretamente mais de 10 mil pessoas, entre familiares que cuidam do cultivo dos canteiros, alunos do ensino municipal das escolas, que já dispõem das hortas, e também os 3º e 4º distritos policiais de Londrina.

No programa, a Prefeitura viabiliza a aração da terra, adubação inicial com esterco, encanamento da água utilizada para irrigação das hortaliças e as mudas iniciais. A continuidade do plantio e manutenção da horta fica a cargo da comunidade que pode consumir, doar ou vender as hortaliças cultivadas.

A nova horta fica na rua Antônio Cardoso Pereira, esquina com Ângelo Basso, no distrito de Lerroville.
Udesc abre inscrições para solicitação de isenção da taxa de inscrição do 
vestibular de inverno 2012
Florianópolis, 
 
A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) recebe inscrições, de 8 
a 22 de março, para solicitação de isenção do pagamento da taxa de 
inscrição, de R$ 75,00, do vestibular de inverno 2012, que acontece no dia 
3 de junho. O benefício pode ser solicitado por pessoas de baixo poder 
aquisitivo (critério socioeconômico). De 12 a 30 de março, a Universidade 
receberá inscrições para isenção pelo critério doador de sangue.
 
 
 
Os interessados em obter a isenção pelo critério socioeconômico devem 
acessar o site http://www.vestibular.udesc.br/?id=1001,  imprimir e 
preencher o formulário de isenção e entregar junto com a documentação 
exigida, até o dia 22 de março, em dez unidades da Udesc nas cidades de 
Florianópolis, Joinville, São Bento do Sul, Lages, Pinhalzinho, Palmitos, 
Chapecó, Ibirama, Balneário Camboriú e Laguna. Os endereços e os 
documentos necessários podem ser encontrados no mesmo site, no item 
portaria da isenção.
 
 
 
A isenção da taxa será analisada pela assistente social da Udesc e é 
dirigida aos interessados, que tenham concluído ou estão concluindo o 
Ensino Médio, e que comprovem impossibilidade de pagamento. "Não terão 
direito a isenção da taxa os alunos que farão o vestibular por 
experiência", destaca a coordenadora do vestibular da Udesc, Rosângela 
Souza Machado. A Udesc também não aceitará documentos para a solicitação 
de isenção por correio.
 
 
 
Os pedidos deferidos serão divulgados a partir do dia 9 de abril no site 
do vestibular. A Coordenação do Vestibular da Udesc informa ainda que as 
inscrições para o vestibular de inverno acontecem de 9 de abril a 4 de 
maio.

Estádio do Café terá acesso gratuito à internet wirelless


Sercomtel vai disponibilizar programa Sercomtel ao Ar Livre, já no jogo do próximo jogo do LEC
A pedido do prefeito Barbosa Neto, a Sercomtel vai disponibilizar internet gratuitamente no Estádio do Café, por meio do programa Sercomtel ao Ar Livre, serviço de acesso público à internet, que utiliza tecnologia sem fio (wireless).

A partir do próximo domingo (dia 11), o torcedor que for ao jogo do Londrina Esporte Clube contra o Corinthians Paranaense terá acesso à rede mundial de computadores, com sinal de ótima qualidade, em um equipamento portátil, como notebook ou celular com tecnologia WLAN (Wireless Local Area Network).

Além do Estádio do Café, o prefeito solicitou que a Sercomtel estenda o benefício  às Festas Rurais organizadas nos distritos.

Conforme o presidente da Sercomtel, Roberto Coutinho, é importante que os interessados em acessar a internet no Estádio sejam cadastrados no programa Sercomtel ao Ar Livre ou que faça o cadastro. “Quem já for cadastrado, basta levar seu equipamento portátil”, afirmou.
Fiscalização evitará novos focos de aftosa 
 Proposta foi debatida por autoridades brasileiras e paraguaias no primeiro dia da reunião bilateral que acontece na divisa dos dois países até amanhã 
 
 Ponta Porã/MS  - Autoridades do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e do Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal (Senacsa, sigla em espanhol) concluíram que o aumento da fiscalização do trânsito e do comércio de animais é uma das melhores maneiras de coibir o contrabando e a propagação de doenças como a febre aftosa na região. A proposta de integrar o trabalho dos serviços veterinários, policiais e de inteligência dos dois países e de se criar um canal de troca de informações permanente foi discutida durante a reunião bilateral Brasil-Paraguai realizada a partir desta quinta-feira, 8 de março, no Sindicato Rural de Ponta Porã (MS).
“Com mais informações dos compradores e vendedores poderemos investigar possíveis infrações e estabelecer os processos cabíveis”, declara o diretor do Departamento de Saúde Animal (DSA), Guilherme Marques.
Na opinião de Marques, iniciativas como essa, somadas às ações que vêm sendo realizadas pelos países, deverão reduzir as chances de ocorrência de novos focos da doença e ajudar o Paraguai a recuperar o status de livre de aftosa com vacinação futuramente. Segundo ele, o Brasil já investiu R$ 10 milhões com o deslocamento de fiscais federais agropecuários, diárias de colaboradores eventuais e manutenção das Forças Armadas na fronteira desde setembro do ano passado, quando foi notificado o primeiro foco no lado paraguaio.
Para as autoridades brasileiras, as medidas tomadas pelo Paraguai - como a maior gestão na venda e armazenagem das vacinas – demonstram que o país vizinho está empenhado na erradicação de qualquer possibilidade de aftosa no seu território. O diretor do DSA avalia que ações como essas contribuirão para o fortalecimento de um sistema sanitário confiável, isento e sustentável.
De acordo com o presidente do Senacsa, Félix Otazú, o apoio técnico permanente do Brasil e a manutenção da compra de carne do Paraguai têm contribuído para o país superar esse momento difícil. Na opinião dele, a experiência brasileira no combate à aftosa é fundamental para definir critérios, rumos e correções para o fortalecimento da sanidade da região e do continente.
“A nossa relação com o Brasil nunca esteve tão próxima. Entendo esse relacionamento não só na sanidade animal, mas como um compromisso de uma região perante o sistema sanitário mundial. Não existe outro caminho que não seja trabalharmos de forma cooperada e por meio de alianças estratégicas com os países vizinhos”, ressalta.
O encontro, que se estende até esta amanhã, 9 de março, contou, ainda, com a participação de técnicos da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), que apresentaram as ações desenvolvidas na antiga Zona de Alta Vigilância (ZAV). Também participaram representantes da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo (Seprotur), do setor agroprodutivo, da Federação da Agricultura do Estado de Mato Grosso do Sul (Famasul) e da Superintendência Federal de Agricultura de MS.
“MÊS DA MULHER”: UBSs fazem coleta de preventivo em horário especial

A coordenação da Estratégia Saúde da Família divulga os dias de coleta de preventivo em horário especial, nas Unidades Básicas de Saúde. O atendimento está sendo realizado para que todas as mulheres possam fazer o exame preventivo ao câncer de colo de útero.  (sexta-feira 09/03), a coleta pode ser realizada na UBS Ana Maria Pepatto, no Jardim Trabalhista, das 8 às 21 horas. Amanhã (sábado 10/03), a coleta será feita na UBS Walter Lazarini, no Distrito de Pirapó, das 8 às 12 horas; na UBS Antônio Saccheli, no Jardim Colonial, das 8 às 13 horas e na UBS Padre Tadeuz, no Jardim Apucarana, das 13 às 17 horas. Na segunda-feira (12/03), terá coleta também na UBS Padre Tadeuz, no Jardim Apucarana, das 18 às 22 horas. Mais informações nas Unidades Básicas de Saúde. A UBS Maria do Café realiza a coleta todas as quartas-feiras, das 14 às 20 horas e todo último sábado do mês, das 9 às 17 horas
SEMATUR INSCREVE PARA Caminhada Rural do Café


A Secretaria de Meio Ambiente e Turismo (Sematur) da Prefeitura de Apucarana avisa que realiza neste domingo (11/03) a Caminhada do Café. Com destino à região da Serrinha, a saída será às 7 horas da Praça Walmor Santos Giavarina (Praça da Cascata), com percurso de 10 quilômetros. As inscrições devem ser feitas até as 18 horas de hoje (sexta-feira – 09/03), na Sematur. O custo é de apenas R$20 por pessoa, com direito a café da manhã, almoço e transporte. Entre os atrativos vão estar o Sítio São Vicente, Sítio Fenato, propriedades com lavoura de café e participantes do Projeto Oásis/Apucarana. Mais informações 3423-0142. Apoio: Emater.


UBS DO TRABALHISTA promove atendimento especial para mulheres


Em comemoraçãoo ao Dia Internacional da Mulher, a Unidade Básica de Saúde Ana Maria Pepatto, do Jardim Trabalhista, realiza  (sexta-feira - 09/03), atendimento especial às mulheres. Durante todo o dia, haverá coleta de preventivo, verificação de pressão, entre outras atividades e surpresas que foram preparadas às mulheres. Participe! Mais informações 3901 1033.
IPTU 2012 VENCE NESTE sábado em Apucarana


A Prefeitura de Apucarana avisa que o dia limite para pagamento do IPTU 2012 é neste sábado (10/03). Tanto para quem desejar pagar à vista e receber o desconto de 10%, quanto quem desejar parcelar, em até 10 vezes. Quem ainda não recebeu o carnê pelo Correio, deve retirar o carnê pessoalmente em guichê especial montado na sede da Codap (ao lado da prefeitura). Para facilitar o atendimento, o contribuinte deve levar o carnê do ano passado ou o contrato de compra e venda do imóvel (documentos que contêm o número da inscrição cadastral). De posse da inscrição cadastral, o contribuinte pode imprimir uma segunda via ainda do portal www.apucarana.pr.gov.br. Outras informações sobre o IPTU 2012, das 12 às 18 horas, pelo 3422-4000.


AME REALIZA ATIVIDADES de replanejamento do calendário escolar

A Autarquia Municipal de Educação (AME) realiza na manhã de  (sexta-feira – 09/03), quatro encontros dentro do cronograma de replanejamento do calendário escolar. Das 8 às 11h30, no Polo UAB, vão estar reunidos os educadores da Educação Infantil, com as professoras Élida Fenato e Sirlei Trizotti. No mesmo horário, mas no Colégio Nossa Senhora da Glória, as profissionais do Ciclo de Alfabetização (1º/3º ano), trabalham sob as orientações da professoras Solange Husczes e Daisy Navas Prates. A partir das 9 horas, no Sesc/Apucarana, vão estar em reunião os educadores do 4º ano – Projeto Dengue “Conhecer para prevenir”, sob a tutela da funcionária do Sesc, Sabrina Martins (SESC). No mesmo local e horário, os educadores do 5º ano trabalham com Michela Vieira Prestes, representante do Jornal (Tribuna do Norte
PREFEITURA RECUPERA RUAS NA região de faculdade e estádio


A Secretaria de Obras e Serviços Públicos informa que está em andamento trabalhos de recuperação da malha asfáltica no Jardim Flamingos e Jardim Independência. O serviço é executado pela Viater Pavimentação e Obras Ltda, vencedora da licitação, em área de aproximadamente 13.500 metros quadrados. Esta é a primeira etapa de um pacote de obras que vai atender aos jardins Cidade Alta, Itália e Pinheiros, onde recuperados na segunda etapa mais 25.854 metros quadrados de pavimento asfaltico. As duas frentes representam investimentos na ordem de R$790 mil, com recursos próprios. O prazo para conclusão do contrato é de 150 dias. Ao longo do ano, a prefeitura pretende investir até R$9 milhões, com recursos próprios e oriundos de convênio, em obras de recuperação, recape, lama asfáltica e asfalto novo.
VIVA APUCARANA – TERCEIRA etapa de 2012 será na região do Núcleo Marcos Freire


O Comitê Gestor do Programa de Governo Integrado “Operação Viva Apucarana: prefeitura nos bairros” informa que a terceira etapa de 2012 tem início segunda-feira (12/03) na região do Núcleo Marcos Freire. A concentração dos gestores e equipes de operários vai acontecer as 7 horas defronte à Escola Municipal Dr. Osvaldo dos Santos Lima, no Jardim Alvorada. A partir das 7h30, os gestores municipais vão estar à disposição da população, no gabinete itinerante instalado na instituição de ensino. Iniciado em 2011, o Viva Apucarana chega à sua 24ª etapa, atendendo principalmente demandas de infraestrutura urbana e limpeza pública. Nesta etapa também será contemplada a Vila Kaori Nakayama, Jardim Ouro Verde, Jardim Alvorada, Vila Planalto, Núcleo Mathias Hoffman, Recanto Mundo Novo, Vila Maristela e Mutirão Vale Verde. Serão atendidas direamente cerca de 5 mil pessoas.
COMITÊ GESTOR REALIZA reunião para firmar compromisso e fazer balanço do Fomenta 


O Comitê Gestor da Lei Geral Municipal das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) realiza (sexta-feira – 09/03), a partir das 8h30, no auditório da Acia, reunião para assinatura do Termo de Compromisso, análise geral sobre o"Fomenta Apucarana" e retomada das atividades Gerais do Comitê, que é formado por representantes da Prefeitura de Apucarana, Sebrae, Acia e Observatório Social (OSA).
Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Guaíra realiza cascalhamento de estradas no interior

 Foto: Ass Imprensa 
A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente começou o ano cascalhando estradas do São João, Cruzeirinho, Passo-Itá e São José para melhorar o tráfego na área rural. Nesta semana, algumas vias do distrito de Dr. Oliveira Castro, atendendo a uma solicitação dos moradores locais, também receberam melhorias.

De acordo com o secretário Rogério Xavier Lima, o cascalhamento irá melhorar o tráfego dos guairenses que moram na região. “Iremos beneficiar as famílias que utilizam as vias para escoamento de grãos e leite, e que em período de chuvas sofriam para trafegar na localidade”, ressalta.

Conforme a disponibilidade dos maquinários da secretaria que não param, outras estradas serão patroladas e cascalhadas.
Udesc lança edital do Programa de Auxílio Permanência Estudantil da 
universidade
Florianópolis, 
 
Nesta quinta-feira (8), a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) 
divulgou o edital do Programa de Auxílio Permanência Estudantil (Prape) da 
universidade. O programa dará auxílio financeiro, a partir do mês de abril 
deste ano, aos alunos de graduação que comprovarem vulnerabilidade 
socioeconômica para sua permanência na instituição.
 
O edital pode ser encontrado no site http://www.udesc.br/?id=768.
 
São 104 auxílios moradia, no valor de R$ 250, e 104 auxílios alimentação 
no valor de R$ 200, sendo que os acadêmico classificados podem receber um 
ou os dois auxílios dependendo do resultado socioeconômico.  O auxílio tem 
duração de 12 meses podendo ser renovado por períodos sucessivos, 
observando o prazo máximo para integralização curricular. Os alunos 
interessados devem fazer a inscrição na Direção de Extensão do Centro de 
Ensino onde está matriculado, de 9 a 21 de março, das 8 às 12h e das 14 às 
18h.
 
“A Udesc é uma universidade pública e gratuita, mas mesmo assim ela é cara 
para alguns alunos. Este é o segundo edital do programa que contribui para 
amenizar despesas como de alimentação e moradia de nossos alunos com 
dificuldade financeira”, afirma o reitor, Sebastião Iberes Lopes Melo.
 
Para o pró-reitor de Extensão, Cultura e Comunidade (Proex), Paulino 
Cardoso, o Prape está alinhado com o programa de Ações Afirmativas da 
universidade - lançado no ano passado com a adoção do sistema de cotas 
para alunos de escolas públicas e para os negros. “É a promoção da 
inclusão social e étnica respeitando a diversidade cultural e contribuindo 
para a busca da erradicação das desigualdades sociais. Nós facilitamos o 
acesso dos alunos e agora vamos garantir a permanência deles na 
universidade”, ressalta Paulino Cardoso.
 
O resultado do edital 1/2012 do Prape será divulgado pela Pró-Reitoria de 
Extensão, Cultura e Comunidade (Proex) da Udesc, no www.udesc.br e no Hall 
de Entrada da Reitoria da universidade, no Itacorubi, em Florianópolis, no 
dia 10 de abril, às 19h