terça-feira, 9 de agosto de 2016

Medalhistas dos Jogos Rio 2016 darão nomes a escolas, EDIs e Clínicas da Família



As escolas municipais, Espaços de Desenvolvimento Infantil (EDIs) e Clínicas da Família a serem entregues este ano receberão nomes dos ateltas brasileiros que conquistarem medalhas não Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. A decisão foi divulgada, nesta segunda-feira (8/08), em decreto no Diário Oficial do Município. 

O ato é justificado pela relevância do evento para a cidade e pela importância de  reconhecer o esforço e a superação de atletas brasileiros.
Centro Calouste Gulbenkian abre inscrições para Curso Livre de Teatro


O projeto Incubadora Cênica – Curso Livre de Teatro para Pessoas com e sem Deficiência está com inscrições abertas aos interessados no Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian, na Praça Onze. Com classificação etária livre, as aulas acontecem às segundas e quartas-feiras, das 14h às 18h, até 13 de setembro.

Sob direção artística de Mati Lima e elenco com Moira Braga (atriz com deficiência visual) e Felipe Pereira (ator/músico com deficiência visual), a iniciativa aborda acessibilidade e inclusão nas artes.

Inscrições e mais informações pelo email parciadeteatro@gmail.com ou na Rua Benedito Hipólito, 125. 

Artista plástica expõe em biblioteca da Ilha do Governador



A artista plástica Hebe de Matos está com trabalhos expostos na Biblioteca Popular Municipal Euclides da Cunha, na Ilha do Governador. A mostra pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e, aos sábados, das 10h às 13h, até o próximo dia 30/08. A classificação é livre e a entrada gratuita.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3368-7797. A biblioteca fica na Praça Danaides, s/n, no Cocotá.
Encontro de Carnavais levará alegria ao Boulevard 

A partir desta terça-feira (09/08), das 18h às 20h, uma nova atração promete lotar o Boulevard Olímpico: durante os Jogos, o projeto "Encontro de Carnavais" mostrará o samba carioca em 12 apresentações de blocos e escolas de samba. A iniciativa conta com direção musical de Pretinho da Serrinha e consultoria artística do jornalista Aydano Andre Motta, além da direção artística e coordenação dos blocos por Rita Fernandes. 

Até o dia 21 deste mês (data de encerramento dos Jogos Olímpicos), as escolas de samba sairão da Orla Conde, na altura da Candelária, enquanto os blocos de rua iniciarão o cortejo na frente do restaurante Albamar, na Praça Marechal Âncora. Os dois se encontrarão na Praça XV, onde acontecerá um show imperdível para cariocas e turistas. 

Programação: 

9/08: Paraíso do Tuiuti e Escravos da Mauá
10/08: Imperatriz Leopoldinense e Me Esquece
11/08: Mocidade Independente de Padre Miguel e Carmelitas
12/08: Salgueiro e Imprensa que eu Gamo
13/08: Portela e Bola Preta
14/08: São Clemente e A Rocha
16/08:Vila Isabel e Timoneiros
17/08: Grande Rio e Barbas
18/08: Unidos da Tijuca e Suvaco do Cristo
19/08: União da Ilha e Desliga da Justiça
20/08: Beija-Flor e Simpatia é Quase Amor
21/08: Mangueira e Cordão do Boitatá
Revitalização de praças prossegue durante a semana


Nesta semana (8 a 13/08), mais 22 praças da cidade receberão serviços de manutenção geral, incluindo pintura e reparo, além da substituição dos brinquedos danificados e mobiliários. O serviço será realizado por garis da Comlurb, que solicita aos frequentadores para que mantenham as praças limpas e preservem seus brinquedos e mobiliários. 

A Companhia vai atuar na Quadra Esportiva da Avenida Leão XIII, no Caju; Praça Zélia Duarte Borges, em Benfica; na praça da Avenida das Nações Unidas, em Botafogo; na área de lazer da Avenida do Canal do Anil, em frente ao nº 58, Gardênia Azul, em Jacarepaguá; na praça da Rua Pirina, no Pechincha, em Jacarepaguá; na praça da Comunidade Asa Branca, na Avenida Salvador Allende, em Vargem Grande; na praça da Rua Barão de Mesquita (Mc Donald's), no Andaraí; na praça da Comunidade Casa Branca, na Tijuca; na Praça Edmundo Rego, no Grajaú; na praça do Conjunto Habitacional Hanníbal Porto, em Irajá; e na Praça da Comunidade de Manguinhos.

Os serviços prosseguem na Praça Patrocina Pereira de Carvalho, Pitangueiras, na Ilha do Governador; Praça Oito de Maio, na Rua dos Diamantes, em Rocha Miranda; praças Sebastião Gerolimich e Granito, no Parque Anchieta; na praça do Conjunto Novo Mundo, na Reta João XXIII, Ruas 16, 17 e 18 e na Praça Cesarão (esquina das ruas 45 com 62), ambas em Santa Cruz; na Praça Villagio do Campo 1, na Rua Itaúnas, em Campo Grande; e na Praça do Skate, na Avenida 7 com Avenida 4, em Sepetiba. 

Também serão atendidas a Quadra dos Mineiros, na Rua São Luiz Gonzaga, no Tuiuti, em Benfica, e na Vila Olímpica da Mangueira.
Prefeitura reforça orientações para a saída dos eventos esportivos após a meia-noite

Foto: Renato Sette Câmara

A operação de transporte montada na cidade para o primeiro dia útil dos Jogos Olímpicos Rio 2016 foi considerada bem sucedida por não ter apresentado transtornos ao dia a dia da população. Para melhorar as informações sobre qual transporte pegar quando deixarem as competições após a meia-noite, a partir desta segunda-feira (08/08), avisos sonoros nas instalações e os telões das arenas irão avisar sobre a melhor forma de retorno para casa depois deste horário.

- O objetivo é melhorar as ações a cada dia para que o público possa transitar pela cidade sem transtornos - disse o secretário executivo de Governo, Rafael Picciani, em entrevista coletiva no Rio Media Center, nesta segunda-feira (08/08).

Ao chegar ao Terminal Centro Olímpico, na saída do Parque Olímpico da Barra, após meia-noite e meia, por exemplo, o espectador já deve saber que não terá tempo hábil para acessar a Linha 4 do metrô, que encerra suas atividades à 1h na Estação Jardim Oceânico. Por isso, ao chegar na estação ele deve utilizar o serviço de BRT Expresso, que liga a região ao centro da cidade, com 8 paradas ao longo da Zona Sul.

As únicas exceções para o horário de funcionamento da Linha 4 do metrô ocorrerão nos dias 12, 13 e 21 de agosto, quando haverá um grande número de competições noturnas no Parque Olímpico da Barra. Nestas datas, assim como ocorreu no sábado passado (06/08), será possível embarcar na Estação Jardim Oceânico até às 2h.

O secretário estadual de Transportes, Rodrigo Vieira, explicou, no entanto, que devido ao tempo necessário para manutenção dos trens e das vias, não seria possível manter este horário prolongado durante os 17 dias de competições.

Na saída do Maracanãzinho depois da meia-noite, como a Linha 2 do metrô encerra as atividades neste mesmo horário, a orientação para quem vai para a Zona Norte é dar preferência ao uso de trens da Supervia, nas estações São Cristóvão e Maracanã. Haverá também reforço na operação dos ônibus nesta direção. Para quem vai para a Zona Sul, a melhor opção é utilizar o metrô, saindo da Estação São Francisco Xavier, já que a Linha 1 terá seu horário de funcionamento estendido até 1h30, durante os Jogos.

Já quem sai da Arena de Copacabana em direção à Zona Oeste, após a meia-noite, deve optar pelo uso de ônibus.

O secretário Picciani voltou a agradecer a colaboração do carioca que tem deixado o carro em casa, e reforçou o uso do transporte público como melhor forma de circular pela cidade no período dos Jogos.

Nos primeiros três dias de competições, o Metrô Rio registrou 530 mil usuários a mais do que em dias comuns. Só a Linha 4 transportou cerca de 112 mil pessoas no domingo (07/08). Já na SuperVia, o número de passageiros extras chega a 247 mil no mesmo período.

Durante o fim de semana, os serviços especiais criados para os Jogos registraram o fluxo de 328 mil pessoas. O Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), que circula pelo Centro, transportou 79 mil passageiros.

Patrulha Ambiental resgata gavião carcará em Campo Grande


Guardas da Patrulha Ambiental - parceria da Guarda Municipal e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente - resgataram um gavião carcará, nesta segunda-feira (08/08), em uma residência em Campo Grande, Zona Oeste da cidade. Os agentes foram acionados por meio da Central de Atendimento da Prefeitura 1746.

Segundo o morador que fez a solicitação, o animal pousou no guidão da bicicleta e permaneceu lá, bastante calmo, até a chegada dos agentes. A ave de rapina aparentava ser domesticada e foi conduzida para o Centro de Recuperação de Animais Silvestres (CRAS), da Universidade Estácio de Sá, de onde será leva para o CETAS, do IBAMA, que recebe animais desse tipo.

A captura e a criação de aves de rapina ou qualquer tipo de animal silvestre sem autorização é proibido pela legislação brasileira e pode por a vida dos animais em risco, pois não saberão executar tarefas como a busca por alimentos e a proteção contra predadores caso se percam ou sejam abandonados.
Memorial da Glória exibe exposição sobre a vida de Getúlio Vargas



O Memorial Getúlio Vargas, na Glória, tem exposição permanente sobre a vida e a obra do ex-presidente da República, patrono do centro cultural, que passou 31 dos seus 45 anos de vida pública no Rio.

Com curadoria de José Murilo de Carvalho, entrada gratuita e classificação livre, a mostra - com fotos e reportagens - pode ser visitada de terça a domingo, das 10h às 17h, na Praça Luís de Camões, perto do antigo Hotel Glória. 

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 2237-5234 e 2245-7577.

Exposição apresenta obras inspiradas na figura geométrica do cubo



A exposição "Ocupacubo", do Grupo Dez ao Cubo, fica em cartaz até esta quarta-feira (10/08), com entrada gratuita, no Centro Municipal de Cultura e Cidadania Calouste Gulbenkian, na antiga Praça 11. A mostra retrata o que pode ser feito com estéticas em relação ao cubo, figura geométrica que é instrumento de pesquisa dos artistas. A classificação é livre. 

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 2224-2628/8300 e 2234-5747. O Centro Calouste Gulbenkian fica na Rua Benedito Hipólito, 125, esquina com a Rua Marques de Pombal. 
Prefeitura define forma de distribuição de 589 autonomias de táxi



A Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) publicou, nesta segunda-feira (08/08), no Diário Oficial do Município, decreto que define a forma de distribuição das autonomias de táxi com base na Lei Complementar Nº 159/2015, além da lista dos auxiliares candidatos a receberem as novas autonomias. Ao todo, serão entregues 589 autorizações, sendo 284 cassadas por caducidade (veículos que estavam ser fazer vistoria há dois anos ou mais, ou inoperantes) e 305 novas, criadas a partir da proporcionalidade de táxis por habitantes.

O profissional taxista que abriu processo administrativo ou judicial até 31/12/2014, e tem, no mínimo, cinco anos de tempo de serviço como motorista auxiliar, tem até três dias úteis, a contar da data de publicação, para se apresentar no Guerenguê com a documentação necessária. Já os que estão na listagem dos auxiliares, devem aguardar a convocação pelo órgão municipal em Diário Oficial.

Em março deste ano, a SMTR deu início ao processo de cassação de 441 autorizações de táxis que, sem vistoria há dois anos ou mais, não estavam autorizados a operar o serviço de transporte de passageiros, embora constassem no cadastro da SMTR. A ação tem como objetivo dar oportunidade a motoristas auxiliares que atuam no sistema há anos de se tornarem autorizatários.

Das 441, 229 não recorreram, 55 apresentaram recursos que foram indeferidos por apresentarem justificativas insuficientes, e outros 157 tiveram as autorizações mantidas após análise dos recursos. Com isso, 284 autorizações de táxis cassadas serão disponibilizadas a motoristas auxiliares - obedecendo o critério de antiguidade no sistema. A relação foi publicada no Diário Oficial do dia 26/07. 

Na mesma edição, foi divulgado o resultado da avaliação dos recursos apresentados por motoristas auxiliares que contestaram suas respectivas posições na lista de cadastro por antiguidade no sistema da secretaria. Ao todo, foram abertos 55 processos, dos quais 24 foram deferidos e 31 foram indeferidos por não apresentarem documentação necessária ou entregarem documentação inválida a fim de comprovar o tempo de serviço.

Ao retirar do sistema táxis inoperantes, dando lugar a novos, a SMTR permite aumentar a oferta de veículos aos usuários na busca por um serviço cada vez melhor a cariocas e visitantes.

Lista de autonomias que serão entregues:

Pessoas com deficiência: 58

Lista dos auxiliares por antiguidade: 476

Pessoas que tem processo judicial e/ou administrativo até dezembro de 2014: 55

Total: 589
Prefeitura apresenta operação da cidade para esta terça-feira



A Prefeitura do Rio apresentou, na manhã desta terça-feira (09/08), a operação da cidade para o dia de hoje quando acontecem as competições de Vôlei de Praia em Copacabana, Vôlei no Maracanãzinho; e Vela na Marina da Glória. Na ocasião, também foram divulgadas as alterações do trânsito para as provas de Ciclismo Contrerrelógio, que acontece nesta quarta-feira (10/08), entre o Recreio dos Bandeirantes e Barra de Guaratiba.

Para o Vôlei de Praia em Copacabana, a Avenida Atlântica terá interdição junto à orla entre a Avenida Princesa Isabel e a Praça Almirante Júlio Noronha. A pista ficará totalmente fechada até o próximo sábado (13/08). As vias no entorno do Maracanãzinho serão fechadas diariamente, até 21/08, das 6h à 1h, para as partidas de Vôlei.

Já para as provas de Vela, na Marina da Glória, uma faixa do Aterro do Flamengo fica interditada, sentido Centro, em frente à Marina da Glória, até o dia 18/08.

Até a próxima sexta-feira (12/08), para montagem de estrutura da prova de Ciclismo Contrarrelógio, no Pontal, a Avenida Lúcio Costa segue fechada, no sentido Reserva, entre a Avenida Gilka Machado e Avenida Albert Sabin, no Recreio dos Bandeirantes. Nesta quarta-feira (10/08), para esta mesma prova haverá interdições em vias dos bairros do Recreio dos Bandeirantes e de Barra de Guaratiba, a partir da 0h. Durante os bloqueios, as restrições de circulação contemplam também os moradores.

Em coletiva no Rio Media Center, na Cidade Nova, o secretário-executivo de Governo, Rafael Picciani, fez uma avaliação geral do comportamento da cidade nesse momento de competições:

- Tivemos um final de semana intenso após a cerimônia de abertura com a prova de rua mais desafiadora que foi o ciclismo de estrada e o início das competições em todas as arenas. E agradecemos aos cariocas que tiveram um comportamento louvável e colaboraram com as medidas propostas pela prefeitura utilizando o transporte público e diminuindo o uso de veículos nas ruas da cidade.

O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que tem sido uma das atrações preferidas de cariocas e turistas neste momento olímpico, já transportou mais de um milhão de passageiros, desde o início das operações, em junho deste ano. Só neste sábado e domingo (06 e 07/08), cerca de 80 mil pessoas usaram o VLT.

Para atender ao grande fluxo de passageiros com segurança, foi organizado esquema especial de operação entre a Rodoviária e o Santos Dumont, ampliando o horário de funcionamento desde as primeiras horas da manhã até o fim dos eventos no Boulevard Olímpico. A operação de atendimento ao público também foi reforçada. Além dos vendedores Riocard, 50 pessoas da concessionária foram incluídas na operação somente para auxiliar nas vendas avulsas de cartões. O intervalo entre as composições é de 8 a 20 minutos, o que significa uma redução de até 60% no tempo de espera em relação ao início da operação. Nesses dois dias, o VLT contabilizou 385 viagens, com tempo médio de percurso de 30 minutos.

Os Lives Sites também têm atraído muitas pessoas em busca de diversão e de um espaço aberto para assistir às competições dos Jogos Rio 2016. Nesta segunda-feira (08/08), 70 mil pessoas circularam pelo Boulevard Olímpico do Porto Maravilha. O auge do dia foi a transmissão da conquista da primeira medalha de ouro para o Brasil. O público vibrou com a vitória da judoca Rafaela Silva e cantou emocionado o hino nacional na cerimônia de premiação. O fim da noite foi animado pelos sambistas Dudu Nobre e Ferrugem. O Parque de Madureira, na Zona Norte, recebeu 10 mil pessoas nesta segunda-feira (08/08), quando a programação contou com a apresentação pop eletrônica da cantora Noga Erez, de Israel. O Boulevard Olímpico de Campo Grande, na Zona Oeste, não teve shows na segunda-feira.

O balanço da limpeza da cidade até esta segunda-feira (08/08), apresentou saldo positivo, com a participação do público descartando corretamente o lixo e com a operação da Comlurb transcorrendo conforme planejado. A companhia está recolhendo mais lixo das papeleiras e dos contêineres do que da varrição. Até a manhã desta segunda-feira, foram removidas 38,39 toneladas do Parque Olímpico, Vila dos Atletas, Centro Internacional de Transmissão (IBC) e Complexo de Deodoro. No total, foram recolhidas 212,09 toneladas dos principais locais de competição e concentração de pessoas. Nos Lives Sites, foram retiradas 35,71 toneladas de lixo, desde o dia 04/08.

As 235 equipes do Lixo Zero, sempre formadas por um Agente de Fiscalização da Comlurb e um Guarda Municipal, estão atuando nos principais acessos às arenas olímpicas e nos Lives Sites, multando quem faz descarte irregular de lixo. No domingo (07/08), 247 pessoas foram autuadas, sendo 49 estrangeiros. Ao todo, 1.258 pessoas foram multadas.
Agentes da Seop, também com o apoio de guardas municipais e fiscais do Lixo Zero, da Comlurb, multaram 263 mijões, desde a abertura dos Jogos até domingo (07/08), em regiões onde ocorreram eventos olímpicos: Boulevard Olímpico da Praça Mauá, orla da Zona Sul, Praça São Salvador, Lapa, entorno das casas temáticas e pontos turísticos. Todos foram multados em R$ 510 pelas equipes do Lixo Zero.

Também no domingo, dia com diversas provas e muito vento em toda a cidade, as equipes da Comlurb foram mobilizadas para resolver prontamente as consequências da ventania no circuito de ciclismo, e removeram galhos ao longo do trajeto no Alto da Boa Vista, mais especificamente na Estrada da Vista Chinesa, onde foi retirada a vegetação caída e repassada a varrição. Houve queda de uma palmeira imperial na Rua Lauro Muller, em Botafogo, e a queda de outro vegetal na Estrada das Agulhas Negras, em Campo Grande. Os casos foram solucionados sem maiores transtornos para cidade. No Parque Olímpico, onde os estádios são abertos, o vento virou contêineres, espalhou lixo e folhas, mas a equipe foi mobilizada e rapidamente a limpeza foi restabelecida.

Dois estacionamentos clandestinos foram interditados nesta segunda-feira (08/08). Um deles funcionava irregularmente na Rua Ubaldino do Amaral, esquina com a Rua do Resende, no Centro do Rio. Em Deodoro, outro estacionamento com alvará em desacordo para a atividade também foi interditado na Rua Salustiano Silva, 510 e 550, esquina com a Avenida Duque de Caxias.

A fiscalização para coibir o estacionamento em local proibido, próximo aos lugares de eventos da Rio2016, rebocou 40 veículos e multou 118. Na ação contra o comércio ambulante irregular, foram apreendidos 58 óculos de sol, dois carregadores de celular e dois paus de selfie.

No primeiro dia útil de competições olímpicas (08/08), 45 pessoas buscaram atendimento em 13 unidades da Secretaria Municipal de Saúde. Desses, nove eram estrangeiros, sendo quatro americanos, um argentino, um canadense, um equatoriano, um francês e um sírio. A maior parte dos atendimentos foi feita por unidades da região da Barra da Tijuca e Zona Sul do Rio. Os homens foram quem mais buscaram atendimento: 31 estiveram nas unidades. Os principais casos foram resfriados e mal-estar.
 
Avenida Brasil recebe manutenção na iluminação pública

A Avenida Brasil recebe na noite desta terça (09/08) e quinta-feira (11/08), das 22h às 4h, serviços de manutenção na iluminação pública, no trecho entre Padre Miguel e Campo Grande.

Durante a operação da Rioluz serão executados serviços de troca de lâmpadas apagadas e reparos em cabos danificados.
 
Lona Cultural da Maré tem inscrições abertas para diversos cursos infantis e de adulto



A Lona Cultural Municipal Herbert Vianna, na Maré, disponibiliza cursos gratuitos para crianças e adultos em sua programação, em parceria com o Centro de Artes da Maré. Os interessados têm como opções aulas de dança de hip-hop e estileto, oficina de conserto e manutenção de bicicletase o projeto Nenhum a Menos com reforço escolar, iniciaçã musical e apoio pedagógico.

As inscrições podem ser feitas pelo telefone 3105-6815 ou na sede deste espaço cultural que fica na Rua Evanildo Alves.
Empresas dispõem de nova ferramenta para seleção de candidatos



A Secretaria Municipal de Trabalho e Emprego (SMTE) apresenta, nesta quarta-feira (10/08), em seu site, uma nova ferramenta voltada a empregadores que precisam contratar. A partir de amanhã, um banco de cadastro de trabalhadores, com perfis, experiências e grau de instrução de candidatos que estão buscando emprego ficará à disposição das empresas que cadastram suas vagas na secretaria. Destinado aos empregadores e candidatos, o serviço será gratuito.
 
Além disso, as vagas dessas empresas serão amplamente divulgadas para que os interessados se inscrevam. Para realizar o cadastro, a empresa precisa apenas preencher uma ficha disponível no site e encaminhá-la para o e-mail empregadorsmte@gmail.com. Em seguida, é preciso entrar em contato pelos telefones (21) 2976-7379 / 7368 / 7356. O serviço tem como objetivo agilizar o processo de escolha e contratação de trabalhadores para as empresas.

Os empregadores contam, ainda, com uma estrutura de oito postos de atendimento - , situados na Tijuca, Campo Grande, Jacarepaguá, Méier, Centro, Ilha do Governador e Guadalupe - que realizam uma prévia seleção e enviam os candidatos de acordo com o perfil definido para os processos seletivos realizados pelos contratantes. 
Quarta-feira é dia de "Observação do Céu" no Planetário da Gávea


Astrônomos do Planetário da Gávea realizam, nesta quarta-feira (10/08), às 18h30, nova edição do projeto "Observação do Céu", com identificação de astros e estrelas. A entrada é gratuita, mas haverá distribuição de senha meia hora antes da atividade. 

A  observação do céu acontece toda quarta-feira na Praça dos Telescópios, a não ser que as condições climáticas estejam desfavoráveis ou seja feriado neste dia.

Mais informações sobre esta e outras atividades oferecidas no local podem ser obtidas pelo telefone 2274-0046. O Planetário fica na Rua Vice-Governador Rubens Berardo, 100, perto da PUC-Rio. 
Grafitti Lanalaje é atração permanente do Centro 

No terraço do Imperator Centro Cultural João Nogueira, no Méier, o projeto Grafitti Lanalaje – criado pelo artista CH2 – é atração permanente, com classificação livre e entrada gratuita. Periodicamente um novo artista grafiteiro é convidado para ilustrar aquele espaço recreativo aberto ao público.

O projeto pode ser visitado de segunda a sexta-feira, das 13h às 22h, e, aos sábados e domingos, das 10h às 22h.

O Imperator fica na Rua Dias da Cruz, 170. Mais informações pelos telefones 2597-3897 e 2596-1090.
 

UPP BATAN REALIZA VERSÃO DAS OLIMPÍADAS PARA A COMUNIDADE



 Com o objetivo de estimular o esporte e alimentar o espírito olímpico, policiais responsáveis pelos projetos de prevenção da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Batan, em Realengo, na Zona Oeste, prepararam a versão local dos Jogos Olímpicos. As competições começarão neste domingo (7/8), quando serão realizadas as primeiras disputas do taekwondo. Na segunda-feira (8/8), haverá a cerimônia de abertura da Olimpíada do Batan.

Os alunos da escolinha de futebol, dos projetos esportivos de jiu-jitsu, taekwondo, natação e muay thai, além da brinquedoteca, já estão inscritos na Olimpíada que será aberta para toda a comunidade. Além das crianças, adolescentes e jovens atendidos pelos projetos esportivos desenvolvidos pela UPP, qualquer morador pode procurar a sede da unidade e fazer a sua inscrição. As disputas acontecerão até o dia 23 de agosto e todos os vencedores serão premiados com medalhas.

As modalidades que estarão em disputa na Olimpíada do Batan são: futebol, jiu-jitsu, taekwondo, natação, muay thai, tênis de mesa, queimada e atletismo. Os jogos, assim como a cerimônia de abertura das competições, serão realizados na sede da UPP Batan. Para o comandante da unidade, capitão Ronald Carvalho, o Rio vive um momento propício ao fomento do esporte para a vida dos cidadãos e a UPP quer aproveitar a oportunidade para estar ainda mais próxima dos moradores.

- Os projetos esportivos desenvolvidos pela UPP visam revelar talentos, mas acima de tudo ensinar valores de cidadania. Como as modalidades são disputadas na sede da UPP ela acaba virando uma extensão da casa dos moradores. Isso quebra paradigmas e destrói resistências, uma vez que os pais são incentivados a acompanhar o desenvolvimento dos filhos. Isso muda a visão que se tem da polícia. E durante as Olimpíadas queremos ver a comunidade, mais uma vez, tomando o espaço da UPP que também é dela. Os jogos não serão só para os mais jovens, os adultos terão papel fundamental na torcida durante as competições - disse o comandante.

Serviço:Assunto: Abertura/Olimpíada Batan
Data: Segunda-feira, 8 de agosto
Horário: 10h
Local: UPP Batan
Endereço: Rua Abigail Pereira, nº 135 - Realengo
Nota 


Foi com muita tristeza que recebi a noticia da morte do Dr. Ivo Pitanguy, neste sábado. Referência internacional na cirurgia plástica, o médico brasileiro não foi apenas um profissional preocupado com a estética, mas dedicou sua vida à recuperação e reabilitação de pessoas vítimas de queimaduras e desastres, tendo estabelecido um serviço pioneiro para os mais pobres na Santa Casa de Misericórdia, entre tantas outras iniciativas.

Neste momento de profunda dor, quero me solidarizar com os familiares e amigos do Dr. Ivo Pitanguy. Ele fará falta a todos nós.
 

Luiz Fernando Pezão
Iniciativa vai reunir produtos da agricultura familiar fluminense de 12 a 14 de agosto

 Já está tudo pronto para a participação dos produtores rurais e agroindústrias familiares incentivadas pelo Prosperar, programa da secretaria estadual de Agricultura, nas feiras "Rio Alimentação Sustentável". Realizadas em parceria da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico Solidário/ Prefeitura do Rio de Janeiro com o Programa Rio Rural, da Secretaria  de Agricultura, as feiras, acontecerão simultaneamente de 12 a 14 de agosto, das 9h às 17hs, na praça do Ó, na Barra da Tijuca, e Largo do Machado, no Flamengo. 

A iniciativa é parte da estratégia para o fomento da cadeia de alimentos saudáveis e sustentáveis no Brasil, formada por uma aliança de 35 organizações da sociedade civil, governo, instituições de pesquisa e os principais selos de certificação, sob coordenação do WWF-Brasil e da Conservação Internacional (CI-Brasil).

Nesta quarta-feira (03), os produtores e agroindústrias familiares participantes receberam orientação do serviço de Vigilância Sanitária do município do Rio de Janeiro, sobre procedimentos de manipulação e cuidados com alimento em eventos deste tipo.

Quem passar pelas feiras terá a oportunidade de adquirir produtos de qualidade, orgânicos e certificados. Queijos, doces em compota, bananadas, goiabadas, geleias variadas de frutas, antepastos, cachaças, café, produtos orgânicos, entre outros, produzidos no estado estarão disponíveis com preços acessíveis.

O evento conta com apoio do ministério do Meio Ambiente

Mais informações pelo site http://rio-alimentacaosustentavel.org.br ou pela página do Facebook: Rio Alimentação Sustentável.
Candidatas podem se inscrever no Prêmio MPE Brasil RJ até 21 de agosto

Mais importante premiação para micro e pequenas empresas, cooperativas e associações produtivas, o Prêmio MPE Brasil RJ está com prazo de inscrição prorrogado. Agora, as candidatas podem se inscrever até o dia 21 de agosto. A conquista do prêmio na etapa estadual já garante aos vencedores o direito de usar o selo do MPE Brasil RJ, o que permite aos ganhadores mais destaque no mercado. Os vencedores estaduais também participarão do evento de reconhecimento nacional, além da disputa da etapa nacional, em Brasília, no primeiro trimestre de 2017. A inscrição é gratuita.

O MPE Brasil RJ é uma realização da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Sebrae-RJ, Firjan e Gerdau-Cosigua.

A premiação tem como o objetivo de promover o aumento da qualidade, da produtividade e da competitividade entre as empresas, estimular a inovação em processos e produto e/serviços, além de disseminar os conceitos e as práticas de gestão. Em nível nacional, o MPE Brasil é promovido nas 27 unidades da federação.

As categorias do MPE Brasil são as seguintes: comércio, indústria, serviços, serviços de turismo, serviços de TI, serviços de saúde, serviços de educação e agronegócio. A competição também inclui dois reconhecimentos especiais - destaque em responsabilidade social e destaque de inovação.

Para participar, é necessário ter receita bruta anual de até R$ 3,6 milhões, ter completado pelo menos um ano fiscal de atividade, possuir domicílio no estado do Rio de Janeiro e comprovar regularidade fiscal e estatutária.

A inscrição para o prêmio vai até 31 de julho. Mais informações sobre o MPE Brasil RJ podem ser obtidas no sitehttp://mpepremio.postbox.com.br/login.
Flávia Saraiva e Rebeca Andrade arrancam aplausos da torcida presente na Arena Olímpica

As ginastas da seleção brasileira encantaram o público presente na Arena Olímpica neste domingo (07/08), dia da estreia da equipe verde-amarela no individual geral da modalidade. Flávia Saraiva e Rebeca Andrade, que integram o Talentos RJ, programa de apoio ao esportista da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje), foram umas das mais aplaudidas e responderam com acenos e sorrisos à recepção da plateia.

Após a rotação nos quatro aparelhos - trave, solo, salto e barras assimétricas, as ginastas comemoraram o quarto lugar na classificação geral por equipes, o que as confere, momentaneamente, para a final da competição.

Rebeca ficou na primeira colocação no individual geral, enquanto Flávia conquistou o sétimo. Na trave, a pequena notável também teve uma boa posição, terminando, até o momento, no primeiro lugar.

- Eu me sinto muito feliz e é uma sensação muito grande disputar minha primeira olimpíada no meu país. A gente não ficou tão nervosa porque estamos bem treinadas. O público me ajudou muito e, mesmo com a minha queda, não foi motivo para tirar minha concentração e eu consegui terminar minha prova sem maiores problemas - comentou Flávia sobre o incidente nas barras assimétricas.

Rebeca Andrade contou que estava muito feliz com a escolha da música que apresentou no solo. Fã da cantora Beyoncé, a ginasta descreve a sensação após a prova.

- Eu me senti uma diva no solo e eu fiquei muito feliz em representá-la - finalizou Rebeca. 
Alunos conheceram, pela primeira vez, o Boulevard Olímpico


Na manhã deste sábado (06), a Casa Brasil abriu as portas para o evento Jiu-Jitsu: esporte brasileiro, esporte olímpico. O evento, que propõe a divulgação e promoção do Jiu-Jitsu como esporte olímpico no futuro, contou com a presença do ministro do esporte, Leonardo Picciani, além de alguns atletas, representantes de federações esportivas e jovens da comunidade da Maré, alunos da Escolinha de Lutas José Aldo, projeto da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje).

Praticante da arte marcial, Picciani propôs um movimento para levar ao Comitê Olímpico Internacional (COI) a proposta de incluir a modalidade nos Jogos de 2020. Além disso, ele também comenta sobre a intervenção inclusiva, como grande ferramenta para fomentar o esporte e despertar interesse nos jovens.

- É muito importante disponibilizar aos jovens a prática das artes marciais e também de outras modalidades. Especialmente hoje, é bom falarmos sobre o Jiu-Jitsu e como esse projeto vem transformando os alunos, traçando novos objetivos, criando foco, disciplina etc. Tudo o que é fundamental para o desenvolvimento deles. O secretário Marco Antônio Cabral e a Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude são grandes parceiros do Ministério do Esporte, sobretudo nas ações de inclusão social, o que é sempre feito de forma fantástica – disse o ministro, que recebeu a faixa preta ao lado de grandes atletas do Jiu-Jitsu.

- Tornar o Jiu-Jitsu um esporte olímpico é a missão da Federação Sulamericana. E hoje, com o apoio do ministro Picciani e do Governo do Estado, demos um grande passo para tirar esse sonho do papel. As pessoas precisam conhecer o Jiu-Jitsu mais a fundo, saber que ele é muito mais que uma arte marcial, é um instrumento de educação, cultura, saúde e integração social - disse Cleiber Maia, presidente da SJJSAF (Sport Jiu-Jitsu South American Federation)

Incluir é investir!

A Escolinha de Lutas José Aldo funciona há mais de um ano, na Maré, investindo em crianças e jovens em prol da socialização e para tirá-los da ociosidade. Nas mais diversas faixas etárias, os alunos aprendem boxe, judô, luta olímpica e Jiu-Jitsu, em aulas que acontecem de segunda à sexta-feira, em dois turnos.

Além do grande número de meninas buscando iniciar na prática, o ambiente também é favorável para alunos com necessidades especiais. O Subsecretário de Planejamento e Gestão da Seelje, Rafael Thompson, também esteve presente no evento e fez questão de ressaltar o mérito da escola, considerando as questões da inclusão de maneira geral.

- É muito bacana proporcionar essa oportunidade para estas crianças, pois assim eles conhecem atletas e fazem uma forma de intercâmbio desse esporte. Conhecer mais sobre o esporte, é mais uma motivação e fundamental para que eles se mantenham firmes e fortes na escolinha – afirmou Thompson.

Com apenas 9 anos de idade, a aluna Thamires Ramos conta que iniciou no Jiu-Jitsu há quatro meses, e que além de já sentir muitas mudanças, está bastante satisfeita com as aulas.

- Quando eu soube da Escolinha, logo me animei. Mesmo tendo menos meninas do que meninos, aqui é um espaço aberto para todo mundo e cada vez mais eu faço amizades – disse a menina, que se mostra bastante animada com o evento e já sonha em se tornar campeã olímpica no futuro.

Ao longo do dia, houve demonstrações da modalidade e a programação ainda contou com oficinas e lutas. A Casa Brasil fica no Pier Mauá e é destinada aos visitantes durante o período dos Jogos Rio-2016.
    Atletas e integrantes das comissões participam de campanha para compor acervo da biblioteca

     Para além da convivência que os Jogos Olímpicos vão propiciar entre os cariocas, turistas e atletas, também há a expectativa de que as delegações que estão chegando ao Rio contribuam com um outro tipo de troca entre o Brasil e os estrangeiros. Durante as Olimpíadas e Paralimpíadas, a Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro, por meio da Superintendência da Leitura e do Conhecimento, promoverá a ação "Livros do Mundo", para receber doações de obras literárias representativas de diversas culturas. Essas doações irão enriquecer o "Espaço Mundo", uma seção especial da Biblioteca-Parque Estadual, que contempla os grandes clássicos da literatura internacional em seu idioma original.
    As delegações olímpicas, paralímpicas, oficiais de arbitragem, jornalistas e demais participantes foram convidados a trazer um livro que ajude os brasileiros, e em especial os cariocas, a conhecer um pouco mais sobre os seus países. As publicações devem abordar suas culturas em tempos passados e atuais nas línguas nativas. Será, ainda, uma oportunidade para os atletas e autores deixarem suas obras como legado aos moradores e visitantes da cidade. O espaços de doação na Vila Olímpica e no Rio Media Center serão restritos aos que têm acesso às áreas. Os cariocas e turistas também interessados em colaborar, podem fazer as doações no posto da própria biblioteca.

    Este acervo em constante construção é uma janela para o mundo que possibilita aos leitores da BPE e demais associados uma viagem a diversos países. É um espaço que oferece ao público uma visão de diferentes culturas por meio de personagens e da literatura. Além disso, é também uma oportunidade para os estudantes de idiomas e estrangeiros, em visita ou residentes, aprimorarem seus conhecimentos acerca de outras culturas com um acervo de clássicos da literatura universal, entre outras linguagens artísticas.

    Postos de doação:
    Biblioteca-Parque Estadual (aberto ao público)
    Endereço: Av. Presidente Vargas 1.261, Centro, Rio de Janeiro, RJ.

    Vila Olímpica e Paralímpica (acesso restrito)
    Endereço: Rua Salvador Allende 3.200, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, RJ.

    Rio Media Center (acesso restrito)
    Endereço: Rua Madre Tereza de Calcutá 180, Cidade Nova, Rio de Janeiro, RJ.
    Informações - Superintendência da Leitura e do Conhecimento: +55 (21) 2216-8500.
    Ações visam a divulgação do turismo regional

     Danças típicas, churrasco gaúcho, vinhos regionais e oficina de chimarrão. Estes foram os pontos altos do Rio Média Center neste domingo, que, organizado pela Secretaria de Estado de Turismo e pela Prefeitura do Rio, trouxe para o local as peculiaridades do Rio Grande do Sul.

    - Também estivemos hoje com o estado da Paraíba e o município de Petrópolis, para onde foram enviados 16 jornalistas para conhecer a cultura local e promover o destino em seus veículos estrangeiros - explica o secretário de estado de Turismo, Nilo Sergio Felix.
    Secretário da Casa Civil destacou as obras em equipamentos esportivos

    D.O Notícias conversou com o secretário-chefe da Casa Civil, Leonardo Espíndola, sobre o maior evento de esportes que a cidade do Rio de Janeiro sedia desde sexta-feira (5/8): a Olimpíada. Amante do mundo dos esportes e coordenador do Governo do Estado para os Jogos Olímpicos, ele falou sobre os equipamentos esportivos reformados, obras de mobilidade e saneamento que se tornaram legados, assim como a integração entre os três poderes, considerada fundamental para que o evento internacional se tornasse realidade.

    D.O Notícias – O que os Jogos representam?
    Leonardo Espíndola – O Rio foi escolhido como cidade sede da Olimpíada em outubro de 2009, em Copenhague. Aquele foi um momento único, que reuniu os entes governamentais e o Comitê Organizador Brasileiro. Foi uma grande vitória trazer os Jogos pela primeira vez para a América do Sul e isso foi fruto da união de esforços. O Rio se tornou a vitrine do mundo nos últimos tempos. Grandes obras foram tiradas do papel, grandes investimentos foram realizados. Estamos deixando legados importantes para o estado e a cidade.

    D.O Notícias – Que legado destacaria? 


    Espíndola –
     Acredito que o principal seja o da mobilidade. A Linha 4 do Metrô, inaugurada no dia 30 de julho, vai beneficiar mais de 300 mil pessoas por dia, mudando a forma como as pessoas se locomovem na cidade. Mas houve uma série de outros investimentos como equipamentos esportivos e os avanços do ponto de vista de saneamento.

    D.O Notícias – Fale sobre os equipamentos esportivos coordenados pelo Governo do Estado: o Maracanã, o Maracanãzinho e o Estádio de Remo da Lagoa.
    Espíndola – O Maracanã recebeu a abertura e receberá o encerramento dos Jogos, além do futebol. O estádio sofreu um processo de reforma iniciado em 2009. O Maracanã foi completamente remodelado, está muito mais confortável, seguro, adequado, seguindo todos os padrões que a nossa população merece e que eventos desta magnitude muitas vezes impõem. Temos ainda o Estádio de Remo, que deixará um legado muito importante tanto para o remo como para a canoagem. As garagens das embarcações foram reformadas, uma nova torre de chegada foi construída e mais infraestrutura foi colocada a serviço destes esportes. E temos o Maracanãzinho, que sofreu reformas, especialmente na sua cobertura. É dito por diversos organizadores que é o estádio mais bonito da Olimpíada depois do Maracanã. Em termos de estruturas esportivas, nossos três equipamentos vão corresponder totalmente às expectativas daqueles que vão comparecer aos Jogos.
     
    D.O Notícias – E os legados ambientais?
    Espíndola – Dentro do programa de despoluição da Baía de Guanabara, tivemos algumas iniciativas importantes. É bom ressaltar que nas seis raias que são usadas para a prática do iatismo teremos plenas condições para a prática do esporte, sem nenhuma intercorrência. Há ainda a questão do lixo flutuante e para minimizar o impacto instalamos 17 ecobarreiras na foz dos principais rios que desaguam na baía. Temos 13 ecobarcos operando no período olímpico (para a coleta do lixo flutuante que extravasa das ecobarreiras). Contamos ainda com um sistema de sobrevoo das áreas de competição, portanto, todo trabalho tem sido feito. Em relação à qualidade da água, estamos monitorando há cinco anos e esta qualidade melhorou. O último grande desafio era a questão da Marina da Glória, onde construímos uma galeria de cintura para resolver o problema do despejo clandestino de esgoto em galerias de águas pluviais que desaguam no local. A obra coordenada pela Cedae foi muito elogiada e as áreas dentro da Marina já estão dentro dos padrões da Organização Mundial de Saúde. Podemos citar ainda avanços como o esgotamento do Eixo Olímpico, investimento da Cedae que atenderá a uma área onde estão concentradas as principais atividades olímpicas. O sistema com duas elevatórias também vai permitir que novos empreendimentos surjam na Barra da Tijuca, ajudando a promover a melhoria da qualidade do sistema lagunar da Barra, Recreio e Jacarepaguá. Este é outro legado que ficará para a Zona Oeste do Rio de Janeiro.
     
    D.O Notícias – Os Jogos Olímpicos ganharam um espaço dedicado à promoção de negócios no Boulevard Olímpico. Como funciona?
    Espíndola – Criamos o Espaço Rio de Janeiro em parceria com o Sistema Fecomércio RJ. No local, temos diversos investidores e empresários do nosso estado. É um espaço onde apresentamos nossas potencialidades nas mais diversas áreas: Óleo e Gás, Logística, Startups, Indústria Criativa, Turismo, entre outras. A ideia é aproveitarmos a oportunidade de usar a Olimpíada para convocarmos os interessados a fazerem uma interface com o empresariado local.
    Para chamar atenção do público, foi lançada a ação educativa #PokeStop

    Atenção galera! O Pokemon GO não é só distração. Quem quiser aderir à grande mania precisa estar atento à direção dos veículos, assim como cuidado com atropelamentos ao andar nas ruas da cidade – principalmente as crianças.

    Sabendo da sua responsabilidade e que o Pokemon GO chegou ao pais na noite desta quarta-feira (3/8), o Detran-RJ vem alertar o público para que se divirta muito. Porém, brinque com cuidado e oriente seus filhos a se divertirem com atenção e segurança. Para chamar atenção do público, o Detran-RJ fará uma campanha educativa #PokeStop pelas redes sociais (Facebook, Twitter e Instagran), alertando para os cuidados que se deve ter.

    - O uso crescente do celular tem feito com que a combinação celular/direção aumente em mais de 400% as chances de acidentes, de acordo com pesquisas realizadas pela Universidade de Utah, nos Estados Unidos - disse o coordenador- geral de Educação do Detran, João Marcelo Gueiros.

    Amanda Tinoco, de 36 anos e moradora da Tijuca, perdeu em 2014 o filho único de 16 anos, Gabriel, não muito longe de casa. Ele foi atropelado por um ônibus ao atravessar uma rua da redondeza enquanto jogava no celular. O menino tentava descobrir um portal do jogo chamado Ingress, do Google, e que é precursor do Pokemon GO. O portal que ele descobrira ficava não muito distante do local do acidente.

    O número de acidentes com pedestres nessa situação vem crescendo bastante e já está comprovado que ao digitar uma mensagem o tempo de reação fica reduzido em 35%.

    Na terça-feira, 19 de julho, o Departamento de Polícia de Baltimore publicou um vídeo do flagrante de um carro cujo piloto se distraiu com o jogo e bateu na viatura policial. 
    Município de Magé e estado da Paraíba chamam atenção de jornalistas no centro de mídia, no Centro do Rio

     Comida orgânica, carne de sol, forró e futebol. Esta mistura marcou a segunda-feira no Rio Média Center, que teve como atrações o município de Magé e o estado da Paraíba. Organizado pela Secretaria de Estado de Turismo e pela prefeitura do Rio, os eventos voltados para a promoção do turismo regional focaram na cultura gastronômica e em curiosidades sobre personalidades do esporte.


    O atleta Sérgio Cordeiro, campeão mundial de triatlo, natural de Magé, visitou o RMC, e falou aos jornalistas sobre sua carreira e relação com o meio ambiente em seu município natal. Outra grande atração levada foi um ator caracterizado de Garrincha, outro filho ilustre da cidade. O personagem chamou atenção de diversos jornalistas, especialmente da América do Sul, interessados em histórias e detalhes da vida do jogador, ícone do clube do Botafogo.


    - Poucos conhecem, mas Magé dispões de inúmeros atrativos e exclusividades turísticas. Além de todo seu conteúdo histórico, relacionado ao período colonial, há enorme riqueza em biodiversidade, trilhas e belo trabalho voltado para a produção de produtos orgânicos. O RMC destaca sua importância pela capacidade de apresentar aos jornalistas do munido todo uma realidade que nós cariocas muitas vezes desconhecemos - explica Nilo Sergio Felix, secretário de estado de Turismo.


    As particularidades do estado da Paraíba também fizeram parte da programação. Degustação de comidas típicas e forró animaram a tarde dos profissionais que trabalhavam no espaço. Foram distribuídos também kits compostos por água de coco e cocada.
    Mais de 350 atletas competiram no local e destacaram a qualidade da água

    A Baía de Guanabara recebeu ontem as primeiras competições de vela dos Jogos Olímpicos Rio 2016. A região da Marina da Glória e da Praia do Flamengo abrigaram dez baterias nas modalidades RS:X feminino e masculino: Laser masculino e Laser Radial feminino, que reuniram mais de 350 atletas.

    Desde 2007, o Governo do Rio tem avançado no tratamento de esgoto e na coleta de lixo flutuante na Baía de Guanabara. Foram investidos R$ 2,5 bilhões para a construção, ampliação e ativação de estações de tratamento de esgoto (ETEs) no entorno da Baía (Penha, Alegria, São Gonçalo, Pavuna, Sarapuí, Ilha do Governador e Icaraí, em funcionamento; e Alcântara, em construção) e com a implantação da galeria de cintura na Marina da Glória, uma linha coletora de proteção que impede – em tempo seco – o despejo clandestino de esgoto nas galerias de águas pluviais que deságuam na Baía.

    O bicampeão olímpico britânico Nick Dempsey (Atenas 2004 e Londres 2012) competiu na modalidade RS:X e elogiou o trabalho feito na Baía de Guanabara.

    – Foi um começo de competição absolutamente perfeito – afirmou Nick.

    A velejadora brasileira Patrícia Freitas, também da classe RS:X ressaltou as melhorias na qualidade da água.

    – A água estava ótima, não tive nenhum problema e nem vi nenhuma outra competidora com problemas durante a competição – disse Patrícia.

    Moradora da Gávea, na Zona Sul do Rio, Juliana Montenegro foi à região da Marina da Glória para acompanhar a competição de vela.

    – A água da Praia do Flamengo está limpa, diferente do que vimos nos últimos anos – afirmou Juliana.

    Ecobarcos e ecobarreiras

    Além das obras de melhorias, o Governo do Rio também atua na contenção do lixo flutuante na Baía de Guanabara. Atualmente, 13 ecobarcos, uma balsa e 17 ecobarreiras instaladas na foz dos principais rios e canais que deságuam na baía recolhem lixo diariamente. Nos dias de provas, entre 11h e 18h, os ecobarcos ficam no entorno das raias competição para evitar que qualquer tipo de material prejudique o desempenho dos atletas.

    Desde 23 de junho, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) realiza quatro coletas diárias (às 10h, 12h, 14h e 16h) na Marina da Glória para medir a quantidade de enterococos na água, uma bactéria de origem fecal. E desde 20 de julho, o órgão faz o monitoramento diário de todos os locais de competição, com amostras dentro dos padrões de qualidade brasileiros e da Organização Mundial da Saúde (OMS).
    Oriunda da Cidade de Deus e integrante do Talentos RJ, brasileira é ovacionada


     

    Da Cidade de Deus para o mundo. Rafaela Silva, nascida e criada na comunidade da Zona Oeste do Rio de Janeiro, escreveu mais um capítulo na história do judô brasileiro. A atleta conquistou a medalha de ouro, a primeira do Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016 e a vigésima da modalidade neste tipo de competição. Carioca, de 24 anos, Rafaela faz parte da equipe do programa Talentos RJ, do Governo do Estado por meio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, e não conteve as lágrimas ao ouvir o hino nacional no pódio. O tempo todo, a judoca foi incentivada pela torcida, que a ovacionou ao final da última luta.

    – Me dediquei bastante este ano. Depois que conquistei a vaga, tinha um objetivo, que era representar bem todo o povo brasileiro e sair com uma medalha. E agora, ela está aqui –afirmou a mais nova campeã olímpica, na categoria até 57 kg (peso leve).
     
    Caminho para o ouro
    Atual número 14 do ranking mundial, Rafaela contou o tempo todo com a força da torcida presente desde cedo na Arena Carioca 2. Na primeira luta do dia, vitória por Ippon em cima da alemã Miryam Roper. Nas oitavas e quartas de final, a judoca brasileira não se intimidou e, por dois wazaris, venceu, respectivamente, a sul-coreana Jandi Kim e a húngara Hedvig Karakas.
     
    Na semifinal, a brasileira precisou de mais tática para derrubar a romena Corina Caprioriu. A luta foi para gold score (morte súbita) e a menina da Cidade de Deus mostrou a que veio: fechou a disputa mais uma vez em um wazari. Na final, a atleta enfrentou ninguém menos que a líder do ranking mundial, Sumiya Dorjsuren, da Mongólia.
     
    – Ainda tenho alguns familiares na Cidade de Deus e que não puderam vir hoje aqui. Se uma criança de lá tem um sonho, mesmo que demore, como eu não consegui realizar em Londres, mas quatro anos depois, consegui realizar o meu. Se elas têm esse sonho, é acreditar e batalhar que ele pode se realizar –ressaltou Rafaela Silva.

    Brasileiros buscaram empate, mas cubanos fecharam o jogo em dois sets a um



    Em uma partida bastante acirrada, a dupla venceu apenas um dos três sets contra os cubanos Nivaldo Diaz e Sergio Gonzalez / Fotos: Rogério Santana



    Quarta dupla brasileira a entrar em quadra, Pedro e Evandro buscaram até o fim, mas a vitória escapou por pouco na estreia nos Jogos Olímpicos Rio 2016, na tarde deste domingo (07/08), na Arena de Copacabana. A partida, muito disputada, terminou 2x1 para a dupla cubana Diaz e Gonzalez, com parciais de 24x22, 23x21 e 15x13. Esta é a primeira participação da dupla, que faz parte do programa Talentos RJ, da Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje), voltado para esportistas de alto rendimento.
    Na avaliação de Evandro, a estreia foi boa, apesar da derrota. Segundo o jogador, a falha da dupla ficou por conta do sistema defensivo, que não funcionou no jogo.

     



    Pedro e Evandro ainda se mostram bastante confiantes para a próxima disputa



    - Por incrível que pareça, todos os torneios que ganhamos, nós começamos perdendo. Foi assim no Grand Slam do Rio, em que perdemos dois jogos na chave e, ao final, ficamos no segundo lugar. Não digo que iremos sair daqui vitoriosos, mas isso muito bem pode acontecer de novo. Funcionamos bem com a corda no pescoço. A minha família e a do Pedro estavam aqui e isso é fundamental para nós, pois eles mandam muita energia positiva e isso faz a diferença. A torcida foi algo surreal, abraçando a gente - comentou o jogador.
     
    O próximo desafio da dupla é nesta terça-feira (09/08) contra os canadenses Schalk e Saxton.
    Prefeitura anuncia serviço complementar de BRT para quem deixar Parque Olímpico após 1h

    O metrô registrou, entre os dias 5 e 7 de agosto, 530 mil entradas adicionais no sistema. A informação foi divulgada pelo secretário de Transportes, Rodrigo Vieira, durante entrevista coletiva no Rio Media Center para apresentar, junto com o secretário executivo de Governo da Prefeitura do Rio, Rafael Picciani, e o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão, o balanço da mobilidade nos primeiros dias de Jogos Olímpicos.

    - Conseguimos absorver esses passageiros sem gerar impacto, mantendo a qualidade e a regularidade do serviço em todas as linhas. Por três dias, o metrô transportou mais de 1,5 milhão de pessoas, somando usuários tradicionais do sistema e moradores àqueles originados pela Olimpíada. No domingo, foram mais de 112 mil passageiros somente na Linha 4 - informou o secretário.

    O sistema ferroviário também registrou, no mesmo período, aumento de embarques. Nos três primeiros dias de competições, foram registradas 244 mil entradas a mais que a média.

    - Estamos oferecendo mais de 3 milhões de lugares nos trens diariamente e trabalhando com intervalos menores. O Governo do Estado está plenamente satisfeito com seus modais e trabalhando de forma integrada com a Prefeitura para promover ainda mais mobilidade a quem mora na cidade ou vem assistir aos Jogos - afirmou Rodrigo Vieira.

    Durante a entrevista, Rafael Picciani anunciou ainda que, a partir desta segunda-feira (8/8), os espectadores terão uma nova opção de transporte caso deixem o Parque Olímpico após 1h, horário de encerramento de operação da Linha 4: um serviço especial do BRT que vai do complexo esportivo até a Central do Brasil.

    - Serão oito paradas na Zona Sul e três no centro da cidade, incluindo pontos próximos às estações do metrô. Estamos reforçando essas informações com avisos sonoros em todos os modais de transporte, além dos sistemas de som e telões das arenas esportivas para garantir o retorno de todos os espectadores - disse Picciani.

    O secretário executivo de Governo agradeceu a colaboração do carioca ao deixar o carro em casa e reforçou o uso do transporte público como melhor forma de circular pela cidade no período dos Jogos. No fim de semana, os serviços especiais de BRT criados para a Olimpíada registraram fluxo de 328 mil pessoas e o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), que circula pelo centro, transportou 79 mil passageiros.

    Transporte público para ir e voltar das competições

    Quem deixar o Maracanãzinho depois da meia-noite em direção à Zona Norte deve optar pelos trens da SuperVia, nas estações São Cristóvão e Maracanã, já que a Linha 2 do metrô encerra as atividades neste mesmo horário. Haverá também reforço na operação dos ônibus nesta direção. Para quem vai para a Zona Sul, a melhor opção é o metrô, de preferência saindo da estação São Francisco Xavier. Durante os Jogos, a Linha 1 terá seu horário de funcionamento estendido até 1h30.

    Para quem sai da Arena de Copacabana em direção à Zona Oeste, a melhor opção são os ônibus regulares.

    Novo esquema também nos trens de Deodoro

    A SuperVia alterou nesta segunda-feira o planejamento do ramal Deodoro para atender ao público que for ao Parque Olímpico de Deodoro e Centro Olímpico de Hipismo. Das 16h às 21h30, as viagens deste ramal serão encerradas na estação Magalhães Bastos. As partidas dos trens acontecerão com intervalos de oito minutos.

    Após o evento no Parque Radical, para o retorno do público, serão oferecidas viagens extras com partidas de Ricardo de Albuquerque para as estações terminais Japeri e Central do Brasil, de acordo com a demanda de passageiros.

    A concessionária está monitorando o fluxo de passageiros e trens extras podem ser disponibilizados para reforçar o atendimento ao público. Todas as viagens são em trens com ar-condicionado.

    Quem for às competições no Maracanãzinho e no Sambódromo poderá contar com os trens regulares. Logo após os jogos de vôlei, serão oferecidas partidas extras da estação Maracanã para Santa Cruz e Japeri, de acordo com a demanda. As demais estações do sistema funcionarão para desembarque.