terça-feira, 7 de julho de 2015

FMC recebe duas homenagens no Prêmio Andef 2015 
 
 
 
O Prêmio Andef, promovido pela Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef), comemorou sua 18ª Edição e foi marcado pelo lançamento do Projeto “Todos Somos Defesa Vegetal”, iniciativa de âmbito nacional que visa unir todos os segmentos, pessoas e instituições ligadas ao setor produtivo em prol do objetivo comum de valorizar, defender e difundir os conceitos de boas práticas na agricultura.
Entre os premiados da noite, a FMC Agricultural Solutions foi indicada com o Projeto Família Calda, inédito no país, que recebeu destaque na categoria indústria, Maria Fernanda de Deus (foto), coordenadora de regulamentação, que representou a FMC nesta categoria e Maurício Lofrano, Representante Técnico Comercial da FMC, que foi indicado ao prêmio Defesa Vegetal na categoria Profissional, com o Projeto Jovem Florestal, trabalho realizado junto à APAE/Taiaçu (SP).
Destaque na categoria indústria: Projeto TecnoCalda
A Categoria Indústria reconhece o trabalho conjunto de todo setor no estímulo à adoção das inovações tecnológicas e seu uso consciente na produção de alimentos, fibras e energias renováveis. Desta forma, em 2010, o projeto de sustentabilidade TecnoCalda implementado pela FMC, a fim de promover um manejo estratégico da lavoura, fornece soluções integradas para auxiliar os clientes agrícolas a usarem produtos químicos de forma mais econômica e sustentável, integrando a logística de armazenagem, o preparo da calda automatizado e a disponibilização do produto nos pulverizadores em um só local. Com isso, foi possível criar um projeto inédito no País e lançar conceito de “fazenda responsável”.
O projeto, implementado em lavouras de cana, soja e algodão, é dividido em três frentes: TecnoCalda, adotado em lavouras dos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, com dois projetos em cada estado; SmartCalda, presente em quatro lavouras do estado de São Paulo, e o RodoCalda, promovido nos estados de São Paulo e Mato Grosso.
O Coordenador de serviços de Marketing da FMC, Douglas Kuada, destaca a importância desta iniciativa. “Trata-se de uma proposta inovadora que tem dado certo. A Família TecnoCalda, em suas três frentes, é baseada em princípios de sustentabilidade que possibilitam menos desperdício de embalagens, preparação automatizada mais rápida, segura e eficiente do tanque de pulverização, menos roubos e controle de estoque mais fácil, rápido e preciso. Essas características atendem às exigências do mercado em relação às questões socioambientais (legislação, engenharia e educação), e garante sustentabilidade e rentabilidade às empresas agrícolas, já que é possível aliar a gestão de negócios com a gestão ambiental”, afirma Douglas.
Destaque na categoria profissional: Maurício Lofrano
A Categoria Profissional homenageia todos aqueles que se esforçam para levar conhecimento sobre o campo para as pessoas de dentro e de fora da porteira, ou seja, produtores rurais, engenheiros agrônomos, técnicos agrícolas, e também pessoas que moram na cidade ou que não tenham contato com o campo.
A partir do Projeto Jovem Florestal, destinado aos alunos dos municípios de Taiaçu e Taiuva (SP), que são atendidos pela APAE Taiaçu, a FMC aplicou suporte financeiro à instituição e educativo aos alunos, trabalhando sua conscientização sobre as consequências do desmatamento e da poluição de rios e nascentes, e ensinando técnicas de plantio, desde a escolha das sementes até a limpeza de mudas, a importância das árvores no meio ambiente e a distinção sobre as diversas espécies existentes no Planeta. Com isso, foi criado também o Viveiro de Mudas APAE, composto de árvores para reflorestamento, para Áreas de Proteção Permanente (APP), pequenas hortaliças, entre outras. Essas atividades têm resultado no reflorestamento de áreas degradadas e próximas às nascentes de água, plantio nas escolas e comercialização de mudas.
Maurício Lofrano esteve à frente do Projeto Jovem Florestal. Ele comemora a premiação e destaca a importância do projeto para o cidadão. “Poder auxiliar no desenvolvimento das pessoas, acompanhar de perto a integração dos alunos à sociedade e ver sua evolução, além de realizar ações para a natureza e para os adultos do futuro, tem sido para mim uma grande experiência”, explica.
Lofrano afirma que as pessoas evoluem quando participam de um projeto como este, que é fundamentado nas premissas da sustentabilidade, com o tripé ambiental, econômico e social. “A Natureza pediu e a ajuda está vinda das mãos dos responsáveis por plantar nosso futuro, alunos da APAE de Taiaçu estão envolvidos nos reflorestamento de regiões desmatadas e junto com a FMC estão dando vida nova ao meio ambiente”, complementa Lofrano.

Thais Frausto

Nenhum comentário:

Postar um comentário