sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Clínica de Hematologia da Fepps recebe pacientes e familiares em comemoração ao Dia das Crianças

Atividades lúdicas e brinquedos animaram os pacientes infantis no Galpão do Sanatório Partenon
Atividades lúdicas e brinquedos animaram os pacientes infantis no Galpão do Sanatório Partenon - Foto: Divulgação/Fepps -
Na manhã desta sexta-feira (16), a Clínica de Hematologia da Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em Saúde (Fepps) realizou um evento em comemoração ao Dia das Crianças no Galpão do Sanatório Partenon. A atividade ocorreu em parceria com a Associação dos Hemofílicos da Região Nordeste do Estado.
Para receber os pequenos, foram disponibilizados piscina de bolinhas e um escorregador inflável, em forma de leão, além de presentes e dois recreacionistas da equipe "A Turma do Babinho". As crianças também receberam balões em formas diversas - como espadas, corações e cachorrinhos modelados na hora - e pinturas no rosto, conforme os personagens de preferência - do Olaf, do filme Frozen, ao super herói Homem Aranha. Também foi oferecido um café da manhã com pães, bolos, doces e salgados.
Lucimar, mãe de Milena, 4 anos, conta que o atendimento da clínica a ajudou a entender a doença e agora consegue atender melhor as necessidades da filha. Ao descobrir a enfermidade, ela diz que se sentiu desesperada, por não saber como agir, mas com o apoio da equipe, a hemofilia deixou de ser um “bicho de sete cabeças”. A mãe ficou aliviada ao encontrar o atendimento necessário para a filha pelo SUS, pois não poderia arcar com os custos do tratamento particular.
"Hoje, com o apoio da clínica, estou conseguindo 'tirar de letra'. No início eu não me via fazendo o treinamento para poder aplicar a medicação e agora já penso totalmente diferente. Também consigo passar tranquilidade à Milena, e isso ajuda muito”, completou Lucimar.
A Clínica de Hematologia, que funciona junto ao Hemocentro do Rio Grande do Sul, possui 90 pacientes com idade de até seis anos. Entre as autoridades presentes, estavam a presidente da Federação Brasileira de Hemofilia (FBH), a gaúcha Tânia Pietrobelli, que também é mãe de um hemofílico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário