sexta-feira, 30 de outubro de 2015

PF deflagra 2ª fase da Operação Tempestade de Areia em Minas Gerais


Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal deflagrou ontem, 26/10, a segunda fase da Operação Policial Tempestade de Areia, com objetivo de combater a extração ilegal de areia na bacia hidrográfica do Rio Paraopeba, em Minas Gerais.
Houve apreensão de dragas, máquinas e balsas, que atuavam ilegalmente na extração de areia nas cercanias do Ribeirão Macacos, na bacia do Rio Paraopeba na região de Cachoeira da Prata/MG. Foram cumpridos, ainda, dois mandados judiciais de busca e apreensão em duas empresas em Belo Horizonte/MG, ligadas à extração ilegal de areia na região, e em um depósito de areia também na Capital.
A Operação Tempestade de Areia tem identificado diversas extrações ilegais de areia na região. Os criminosos utilizam empresas em nome de “laranjas” para ocultarem os verdadeiros donos do empreendimento. As investigações continuarão e novas fases poderão ser deflagradas, de acordo com a continuidade dos trabalhos.
Os envolvidos responderão por usurpação de bens pertencentes à União, lavra ilegal de recurso mineral, falsidade ideológica e ocultação de bens, podendo cumprir até 18 anos de reclusão e um ano de detenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário