domingo, 28 de junho de 2015

Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional é aprovado por secretários de Estado

Santa Catarina passa a contar oficialmente com um Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional. O documento foi aprovado nesta terça-feira, 23, na primeira reunião do pleno secretarial da Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan/SC), com a presença de seis secretários de Estado, que ocorreu na sala de reuniões da Secretaria da Fazenda, no Centro Administrativo, em Florianópolis.


Foto: Divulgação / SST

A reunião foi coordenada pela secretária de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação (SST), Angela Albino. Participaram também os secretários João Matos (Administração), Nelson Serpa (Casa Civil), Antonio Gavazzoni (Fazenda), Murilo Flores (Planejamento), Moacir Sopelsa (Agricultura e da Pesca); o secretário executivo de políticas de combate à fome, Rafael Palmares, e o gerente de Combate à Fome, Flávio Souza.
A secretária destacou que a aprovação do plano contribui para a construção das políticas necessárias para erradicação da pobreza extrema e miséria no Estado.
O Plano Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional foi lançado em dezembro de 2014 e é resultado das deliberações da Conferência Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional e das discussões do Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea/SC). O plano promove a segurança alimentar e nutricional e garante o direito à alimentação adequada e saudável dos catarinenses. Com validade até 2019, ele será executado de acordo com o que estiver previsto no Plano Plurianual.
Santa Catarina aderiu ao Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan) em 2011 e assumiu o compromisso de elaborar o plano. Os municípios de Canoinhas, Criciúma, Formosa do Sul, Forquilhinha, São José do Cedro, Palmitos, Blumenau, Passos Maia, Lages, Lindóia do Sul e Sul Brasil aderiram ao Sisan.

Nenhum comentário:

Postar um comentário