domingo, 28 de junho de 2015

Moradores de Pouso Redondo são ouvidos pela Defesa Civil sobre barragens previstas para o município

Na tarde dessa quinta-feira, 25, o secretário de Estado da Defesa Civil, Milton Hobus, foi até Pouso Redondo, no Alto Vale do Itajaí, para ouvir moradores que pedem informações sobre o projeto de quatro barragens.
A iniciativa prevê a construção de duas estruturas de contenção de cheias no município. Os moradores querem entender o projeto e solicitam que um barramento seja retirado do projeto inicial.
Os estudos preveem a necessidade de construir duas barragens, mas o secretário, sensível ao pedido, determinou que seja reavaliado o projeto, com análise de outros prontos possíveis. “Vamos demonstrar toda nossa boa vontade de continuarmos fazendo as coisas de forma correta. Esse projeto não é contra Pouso Redondo nem a favor de Rio do Sul. É um conjunto sistêmico de obras que foi indicado”, enfatizou.
O secretário lembrou ainda que outras ações já estão em fase de estudo, como a situação da bacia do Rio Itajaí-Açu, de Taió a Lontras. O secretário destacou que outros estudos alternativos serão feitos para buscar soluções para o sistema de prevenção previsto pela Defesa Civil de Santa Catarina, para o Vale do Itajaí.
Barragens previstas para Pouso Redondo
Para se ter uma ideia da dimensão das duas barragens, o “eixo 2” prevê uma estrutura de 33 metros de altura, com 520 metros de comprimento e uma área de abrangência de 58,51 hectares. A barragem terá capacidade de armazenar 4,78 milhões de metros cúbicos de água. 
Com a construção desta estrutura, teria um volume estimado de 20 propriedades afetadas pela obra. No entanto, todas estão cientes do projeto e serão indenizadas de acordo com os valores de mercado.
Já o “eixo 4”,  que tem apresentado resistência, atingiria 29 propriedades. O barramento prevê uma área de ocupação de 92,87 hectares. A estrutura projetada contaria com 740 metros de extensão, 19,5 metros de altura e capacidade de armazenamento de 4,37 milhões de metros cúbicos de água.

Nenhum comentário:

Postar um comentário