domingo, 28 de junho de 2015

Projeto da Udesc para criar rota de integração do leite no Oeste de SC é tema de reunião em Brasília

Representantes da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) participaram nesta terça-feira, 23, de uma reunião no Ministério da Integração (MI), em Brasília, para acompanhar o trâmite do financiamento para o Projeto Rota do Leite, que visa consolidar uma rota de integração do produto na faixa de fronteira do Estado.
O projeto inclui a estruturação – com a construção de instalações físicas e a aquisição de equipamentos – do Núcleo de Ciência, Tecnologia e Inovação do Leite (NCTI do Leite) no município de Pinhalzinho, no Centro de Educação Superior do Oeste (CEO) da Udesc.
Pela Udesc, participaram do encontro a coordenadora de Projetos e Inovação, Carla Roczanski, e a professora Ivoneti Ramos, diretora de Extensão do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag).

Na Secretaria de Desenvolvimento Regional do MI, elas foram recebidas pelo coordenador-geral de Programas Macro-Regionais, Alexandre Bastos Peixoto, e pelo assessor técnico José Joaquim Carneiro Filho.
Após implantada, a rota de integração do leite contemplará diretamente 82 municípios da faixa de fronteira no oeste catarinense, beneficiando aproximadamente 88,2 mil famílias de baixa renda da região inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Ministério do Desenvolvimento Social (CadÚnico/MDS).
O projeto tem a coordenação geral do professor Weber da Silva Robazza, da Udesc Oeste, acompanhamento do vice-reitor Marcus Tomasi, e conta com o apoio, dentre diversos parceiros, da Secretaria de Estado do Planejamento (SPG/SC), por meio do diretor de Desenvolvimento Regional, Norton Flores Boppre, e da representante da universidade junto a SPG, Marzely Gorges Farias.
Laboratórios e serviços
A estruturação do NCTI do Leite visa a capacitação, o incremento da produtividade, a agregação de valor e a eficiência dos empreendimentos associados à rota do produto.
Previsto para entrar em funcionamento em 2017, o espaço será utilizado para prestar serviços para indústrias da região e terá um laboratório-escola para uso do curso de Engenharia de Alimentos da Udesc Oeste e outro de pesquisa e inovação para o desenvolvimento de produtos derivados do leite.
Na Udesc Esag, a iniciativa conta com o apoio do diretor-geral, professor Arnaldo José de Lima, desde sua concepção, em março de 2014, sendo que os docentes Ivoneti Ramos e Valério Turnes participaram das etapas de elaboração do projeto. Ivoneti segue no acompanhamento das etapas de aprovação junto ao MI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário