quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Proposta de criar unidade de conservação no Piauí é tema de debate

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável realiza hoje audiência pública sobre a criação de unidade de conservação federal com o fim de proteger a região do Alto do Rio Poty, no estado do Piauí. O encontro foi pedido pelo deputado Rodrigo Martins (PSB-PI).
“A caatinga, único bioma exclusivamente nacional, é o menos protegido dos nossos biomas, apesar da importância da sua flora e fauna para a ciência e para o desenvolvimento social e econômico sustentável do semiárido nordestino”, afirmou Martins. Segundo ele, o Piauí, em particular, carece de unidades de conservação, e as existentes estão situadas na parte norte do Estado. “A região do alto rio Poty encontra-se em um vazio de áreas protegidas”, disse.
O deputado destacou a importância da biodiversidade da região e sua “grande beleza cênica”. “Além disso, várias rochas possuem inscrições rupestres muito antigas, esculpidas em baixo-relevo, diferentes, portanto, daquelas encontradas nos Parques Nacionais de Sete Cidades e da Serra da Capivara”, acrescentou Martins.” Esses fatos recomendam a criação de uma unidade de conservação para proteger a biodiversidade, o patrimônio arqueológico e os atrativos cênicos do alto rio Poty.”
Foram convidados para a audiência:
  • A secretária de Biodiversidade e Florestas do Ministério do Meio Ambiente, Ana Cristina Barros;
  • O presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Cláudio Maretti;
  • O diretor-presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu Guillo;
  • A presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Jurema de Sousa Machado;
  • O coordenador de Turismo e Meio Ambiente da Prefeitura Municipal de Buriti dos Montes, Benedito Rubens Luna de Azevedo;
  • O presidente da Fundação Rio Parnaíba (Furpa), Francisco Soares.
O encontro será realizado no plenário 2 às 11 horas.
Da Redação-SC

Nenhum comentário:

Postar um comentário