quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Governo incentiva inclusão profissional de pessoas com deficiência

No ano passado, mais de mil pessoas foram inseridas no mercado de trabalho e outras seis mil tiveram seus currículos encaminhados. A contratação desses trabalhadores é uma questão de responsabilidade social e um diferencial competitivo, de acordo com o MTur



Bruno Ribeiro é o primeiro turismólogo com Sindrome de Down do país. Crédito: Hesíodo Góes/SeturelPE


Por Carolina Valadares

Na próxima sexta-feira (25), o Ministério do Turismo participa, pela primeira vez, do “Dia D”, o Dia da Inclusão Social profissional das pessoas com deficiência, junto ao Ministério do Trabalho. Neste dia, os postos do Sistema Nacional de Emprego (SINE) dedicarão o atendimento aos trabalhadores com deficiência.

Para realizar a ação, o Ministério do Turismo mobilizou o setor e as associações de pessoas com deficiência do país. Esta não é a primeira vez que o país se mobiliza pela inclusão profissional destes trabalhadores. No ano passado, 790 empresas ofereceram vagas durante o evento, mais de mil pessoas foram contratadas no mercado e outras seis mil encaminhadas.

Conforme a lei 8.213/91, empresas com mais de 100 pessoas devem ter um ou mais profissionais com deficiência em seu quadro de pessoal. “A contratação desses trabalhadores é uma questão de responsabilidade social e um diferencial competitivo paras as empresas”, afirma a coordenadora de programas de Incentivo a Viagens, Rafaela Lehmann.

A Empresa de Turismo de Pernambuco, por exemplo, contratou o primeiro turismólogo com Síndrome de Down do país, Bruno Ribeiro, de 23 anos. “Estou gostando do trabalho, é uma boa oportunidade de desenvolver projetos. Acho importante haver iniciativas que promovam a inclusão, para que as pessoas possam ver o nosso potencial”, disse.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 45 milhões de pessoas com deficiência. Muitas delas aptas a desenvolver atividades profissionais.

Os candidatos às vagas podem comparecer aos postos do SINE de sua cidade com a carteira de trabalho, o RG, o CPF, e no caso de beneficiário reabilitado do INSS, levar também o certificado emitido pelo INSS. O cidadão deve também atualizar o cadastro no Sistema Mais Emprego.

As empresas de turismo interessadas precisam atualizar o Cadastro do Empregador, no site do Ministério do Trabalho e Emprego.

Nenhum comentário:

Postar um comentário