terça-feira, 9 de agosto de 2016

Equipe do 4º DIP prende irmãos com 581 trouxinhas de drogas e 630g de pasta-base de cocaína

FOTO: ERLON RODRIGUES/PC-AM
FOTO: ERLON RODRIGUES/PC-AM
A Polícia Civil do Amazonas, por meio do delegado Ricardo Cunha, titular do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), falou na tarde desta segunda-feira, dia 8, durante coletiva de imprensa realizada às 15h, no prédio da Delegacia Geral, zona centro-oeste de Manaus, sobre as prisões, em flagrante, dos irmãos Frank Relle Castro da Silva, 20, e Wilson Castro da Silva, 21, envolvidos com o tráfico de drogas no bairro Gilberto Mestrinho, zona leste.
De acordo a autoridade policial, os irmãos foram presos na manhã de hoje, dia 8 de agosto, por volta das 10h, na casa onde moravam, situada na rua 11 de Agosto, Comunidade Nova Vitória, bairro Gilberto Mestrinho, zona leste da capital. Ricardo Cunha informou que as prisões ocorreram após delações feitas à equipe do 4º DIP.
“Recebemos informações de que os irmãos estariam comercializando entorpecentes na residência deles e fomos averiguar a denúncia. No imóvel, fomos recebidos por uma adolescente de 13 anos, namorada de Wilson. Durante revista na casa apreendemos 630 gramas de pasta base de cocaína, 340 trouxinhas de cocaína e 241 trouxinhas de oxi. Além da droga, achamos apetrechos para embalo dos entorpecentes, como linhas, tesouras e sacos plásticos”, explicou Ricardo Cunha.
O titular do 4º DIP afirmou que, em depoimento, os irmãos revelaram que estavam envolvidos com a prática ilícita há pouco tempo. Em consulta ao Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) foi constatado que eles não tinham passagem pela polícia. “Eles assumiram a autoria do crime, mas negaram a participação da adolescente no delito. Os infratores argumentaram que entraram para o mundo do crime porque estavam desempregados”, disse Cunha.
Frank e Wilson foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Caso seja constatado que Wilson manteve relações sexuais com a adolescente ele será indiciado por estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis na unidade policial, os irmãos serão encaminhados à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário