quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Considerada uma das mais importantes companhias circenses da atualidade, a Cia Suno apresenta no SESC Barra Mansa três espetáculos de seu repertório. Nessa mostra, o público poderá conferir gratuitamente espetáculos de estética híbrida e lúdica, que trazem beleza e leveza traduzidas na dança, números de riscos, contorção, mágica, mímica, palhaçadas, malabarismos e acrobacias.

CIA SUNO: 18 ANOS DE PALHAÇADA

O SESC Barra Mansa recebe no mês de janeiro uma das companhias circenses mais importantes da atualidade: a Cia Suno (SP). Comemorando 18 anos de existência, a companhia apresenta no Teatro do SESC três espetáculos de seu repertório, gratuitamente.

No dia 17, o espetáculo apresentado é “Fiorella D>”. O divertido espetáculo traz à cena as agruras de Fiorella, que comemora seus 18 anos e convida seus amigos para sua festa, porém, nenhum dos convidados comparece. A palhaça completa anos, faz uma festa e ninguém vem, só a banda que ela contratou!!!! A partir daí sucede show de variedades com uma palhaça só. Fiorella, vivida por Helena Figueira, tenta entreter seus únicos convidados, realizando números circenses de habilidades diversas. Mágica, contorcionismo, acrobacia, malabarismo e equilibrismo são trazidos à cena com muito humor e perspicácia.

Dia 24, dois divertidos palhaços  entram em cena carregando madeiras para uma obra. Na peça “Carpinteiros em Domicílio”, eles realizam números de bicicleta acrobática, rola-rola e acrobacias diversas, sempre interagindo com o público. Neste espetáculo a Cia Suno se propõe a demonstrar habilidades técnicas de circo utilizando uma roupagem diferente. Neste processo a ideia é utilizar o palhaço longe do universo do circo e como ele lida com os elementos do dia-a-dia sem estar se apresentando.

Encerrando a mostra, a Cia Suno apresenta no dia 31 o lúdico “A Bailarina e o Palhaço”. Inspirado nas tantas histórias de amores sublimes e desvairadas paixões, o espetáculo traz o singelo e clássico amor entre o Palhaço e a Bailarina, representado através de um belo adágio acrobático. Dois artistas circenses em cena, utilizando o público na ação, desenvolvem uma comédia romântica dividida em três pequenos atos narrados por um espectador.

Composta por uma atriz dramática e circense, formada pelo CPT e pela École National du Cirque Annie Fratellini (Helena Figueira) e um artista acrobata com domínio das técnicas de malabares (Duba Becker), a Cia Suno foi fundada em 1998 por um grupo de amigos que sonhavam criar um núcleo de pesquisa cênica na cidade de Santos.

Inicialmente, a Cia dedicou-se a pesquisas sobre o teatro do absurdo, realizando estudos sobre “Fando e Lis”, “Piquenique no Front” e “O Arquiteto e o Imperador da Síria”. Logo após, iniciou um trabalho sobre “Esperando Godot”, onde integravam as artes circenses e dramáticas. O espetáculo que recebeu três prêmios de melhor ator (Victor Nóvoa) e indicações de melhor direção e melhor ator coadjuvante. Iniciava aí a “Identidade” da Cia Suno: mesclar a riqueza poética do circo com a linguagem teatral, sem perder a essência da máscara. Todas as peças realizadas pela companhia, desde então, têm uma temática, uma história.

Hoje a Cia Suno tem doze espetáculos em seu repertório. Há desde o lúdico "A Bailarina e o Palhaço", que conta uma linda história de amor entre esses tradicionais personagens do universo infantil; como o dinâmico "Estripulias no Circo", que apresenta a história da criação do circo em ordem cronológica, passando pelo circo de cavalaria inglês, circo chinês, russo, até a linhagem mais moderna e inusitada. 

Além de se dedicar à arte circense nestes dezoito  anos de existência, a Cia Suno assinou a coreografia da comissão de frente das Escolas de Samba X9 Santista (2008) e Gaviões da Fiel (2009, 2010, 2011, 2012, 2013, 2014 e 2015). Também foi convidada pelo Ministério do Turismo e Embratur para representar a arte circense brasileira em Lisboa, Madrid e Argentina.

SERVIÇO
Onde: SESC Barra Mansa - Av. Tenente José Eduardo, 560 – Barra Mansa - (24) 3324-2630
O quê: “Fiorella D>” (17/01), “Carpinteiros em Domicílio” (24/01) e “A Bailarina e o Palhaço” (31/01), sempre às 15h30
Para quem: Livre
Quanto: Grátis (Retirada de ingressos com 01h de antecedência)

Nenhum comentário:

Postar um comentário