terça-feira, 17 de novembro de 2015

Governo do Estado realiza a terceira etapa de entrega de netbooks educacionais

A Secretaria da Educação iniciou nesta terça-feira (10) a terceira etapa da distribuição de netbooks para escolas da rede estadual. O governador José Ivo Sartori e o secretário de Educação, Vieira da Cunha, estiveram em Pelotas e Rio Grande realizando atos simbólicos.

Em Pelotas, a atividade ocorreu na Escola Estadual de Ensino Médio Coronel Pedro Osório. Estabelecimentos de ensino de 15 municípios da região de abrangência da 5ª Coordenadoria Regional de Educação receberam 1.170 netbooks. Os equipamentos fazem parte do programa Laboratórios Móveis, no qual ficam conectados a armários que podem ser transportados e utilizados em mais de uma sala de aula.

Já na área de abrangência da 18ª CRE, cuja sede é Rio Grande, 2.555 netbooks chegaram a 14 escolas de quatro municípios. Além do programa Laboratórios Móveis, a região será beneficiada pelo programa Um Computador por Aluno, que entrega uma máquina para cada estudante matriculado na instituição. A solenidade de entrega dos equipamentos ocorreu na Câmara de Vereadores.  

“Entregar computadores aos estudantes é bem mais do que ofertar equipamentos. É devolver à comunidade escolar o que ela precisa para avançar na preparação dos nossos estudantes. Isso significa acesso a mais informações, a novas descobertas e ao estímulo ao aprendizado”, afirmou Sartori.

Nesta terceira etapa, o investimento chega a R$ 9,6 milhões. O montante possibilitou a aquisição de 10.130 netbooks, que beneficiarão 163 escolas. Além de Pelotas e Rio Grande, equipamentos foram entregues nas regiões de Uruguaiana, Bagé, Santo Ângelo, Santana do Livramento, São Luiz Gonzaga, São Borja e Ijuí.

Outras duas entregas foram realizadas em julho e outubro. Ao longo de 2015, 28,6 mil netbooks foram adquiridos, para 666 escolas. Os recursos totalizam R$ 27 milhões e são provenientes do Orçamento do Estado e de empréstimos tomados junto ao Banco Mundial (Bird). O consultor do Bird para área da educação, Michael Drabble, acompanhou as atividades no sul do Estado.

“Apesar da crise financeira que o Rio Grande do Sul atravessa, estamos investindo um volume significativo de recursos na compra de equipamentos e na formação de professores para o uso de novas tecnologias. Penso que nós, a partir da execução destes projetos, estamos fazendo a nossa parte para tornar a atividade em sala de aula mais eficiente e prazerosa”, afirma Vieira.

Ainda este ano, lousas digitais serão adquiridas pelo Estado e destinadas prioritariamente para as cem instituições que fazem parte do Programa Escola em Tempo Integral, que será implantado a partir de 2016.

Qualificação dos professores
Até o momento, mais de 10 mil professores participaram de formações para a utilização de novas tecnologias em sala de aula. Além de instruções sobre o uso dos equipamentos, os docentes recebem qualificação para a utilização pedagógica dos objetos de aprendizagem e ferramentas educacionais disponíveis nos netbooks.
As formações são desenvolvidas por meio dos Núcleos de Tecnologia Educacional (NTEs), que funcionam em cada CRE e possuem contato direto com as escolas.
São disponibilizados cerca de 2 mil objetos de aprendizagem, que podem ser instalados nos netbooks e utilizados de maneira off-line, ou seja, sem a necessidade de conexão com a internet. As ferramentas incluem jogos, editores de texto, imagem, áudio e vídeo. O trabalho é desenvolvido sob o paradigma da educomunicação, que valoriza o aluno na produção do conhecimento.

Interação através de portal
Desde o dia 15 de outubro, mais de 80 mil usuários, entre eles os 75 mil professores da rede estadual, já estão cadastrados no Portal Educom Tchê, um ambiente virtual onde os docentes podem compartilhar ideias, planos de aula, vídeos, fotos entre outros conteúdos interessantes.
O objetivo a ferramenta, segundo o secretário Vieira da Cunha, é estimular e facilitar a transmissão de práticas exitosas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário