segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Sessão Solene homenageia Dia Nacional da Consciência Negra ­



A Sessão Solene em homenagem ao Dia da Consciência Negra aconteceu hoje, 19/11, por requerimento da deputada Tia Eron (PRB-BA) e lembrou também o dia 20 de novembro, data da morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares, principal representante da resistência negra na luta contra a escravidão, que morreu em 20 de Novembro de 1695.
Durante a cerimônia, entidades, autoridades e parlamentares assinalaram a data como uma forma de trazer ao debate a situação da população negra brasileira para que as pessoas reflitam sobre a inserção e valorização do negro na sociedade, pela igualdade racial e pelo fim do racismo.
Na opinião da deputada Tia Eron “a sessão solene para além de comemorar, também reconhece a importância da cultura afro-brasileira e faz uma reflexão sobre o protagonismo dos negros e o impacto que tiveram na evolução da cultura brasileira e nos diversos campos da ciência, da política, da religião e da gastronomia”.
O senador Hélio José (PSD-DF) afirmou que “não se pode aceitar nenhum tipo de discriminação” e se solidarizou com as vítimas desse crime inafiançável que é a prática do racismo. Já o procurador do Ministério Público do Trabalho, Wilson Prudente lembrou a importância do relatório da Comissão da Verdade da Escravidão Negra no Brasil, e segundo ele “há uma tentativa de desconstruir a ideia da escravidão, que no Brasil foi mitologizada”, declarou.
Estiveram presentes também a ministra Nilma Lino Gomes do Ministério das Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos, o Embaixador da República do Mali, Mamadou Macki Traoré, a consulesa da França Alexandra Loras, da perita do Comitê Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (CNPCT), Deise Benedito, além da deputada Benedita da Silva (PT-RJ), da senadora Regina Souza (PT-PI) e outros parlamentares.
Na ocasião a ministra Nilma Lino exibiu a campanha “Novembro pela Igualdade Racial”. Para Nilma a campanha “é uma demonstração de que a preocupação de combater o racismo se transformou numa ação transversal que envolve todo o governo federal”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário