quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Regina Sousa lamenta tratamento na mídia para a marcha das mulheres negras

  
Da Redação e Da Rádio Senado 

A senadora Regina Sousa (PT-PI) lamentou que a imprensa tenha ignorado as reivindicações das participantes da marcha das mulheres negras, em Brasília, ocorrida ontem.
Segundo a senadora, o conflito entre as participantes da marcha e um grupo de pessoas acampado em frente ao Congresso Nacional há mais de um mês é que foi o único destaque dado.
Regina Sousa ressaltou que as manifestantes chamam atenção para o racismo, que se revela em diversos momentos do cotidiano, como aumento do número de mortes no parto de mulheres negras; intolerância com os que professam religiões de origem africana; falta de discussão do Estatuto da Igualdade Racial nas escolas; e assassinatos de jovens negros no país.
A senadora lembrou que ainda é muito comum a prática do racismo de forma sutil, que se manifesta por meio de piadas contra os negros ou de outras formas, como a que ela mesma foi vítima.
— Eu tenho o exemplo de mim mesma que quando eu me tornei senadora, uma pessoa me deu um cartão de um cabeleireiro para dar um jeito no meu cabelo. E eu respondi que o meu cabelo estava no jeito, porque esse é o meu cabelo de negra. Não tem para onde, não vou transformá-lo em outro cabelo. Então, quer dizer, essas sutilezas existem e a gente encara como natural.
Agência Senad
o

Nenhum comentário:

Postar um comentário