quarta-feira, 26 de agosto de 2015

SOFIA COPPOLA ganha mostra integral
no Cine Humberto Mauro

Evento: Mostra (des)Encontros com Sofia Coppola
Local: Cine Humberto Mauro – Palácio das Artes – Av. Afonso Pena, 1.537
Período: 28 de agosto a 2 de setembro
Entrada gratuita



Retratando uma geração que está permanentemente buscando atribuir sentido à existência, Sofia Coppola tornou-se um dos grandes nomes do cinema contemporâneo mundial. Com a proposta de desvendar a produção da diretora, o Cine Humberto Mauro apresenta a mostra (des)Encontros com Sofia Coppola, que traz sua filmografia na íntegra. Serão exibidos cinco longas metragens em formato digital, destacando os principais filmes de sua carreira, como Encontros e Desencontros, As Virgens Suicidas Maria Antonieta.

Inserida no show business desde muito jovem, seja acompanhando o seu pai, o diretor Francis Ford Coppola, nos sets de filmagem ou realizando pequenas participações em diferentes filmes, Sofia Coppola transitou pelos universos da fotografia e da moda antes de dedicar-se ao cinema. As consequências dessas influências são facilmente percebidas em seus trabalhos, repletos de referências à cultura pop e com uma estética muito própria.

Mesmo carregando uma tradição cinematográfica familiar muito forte, as semelhanças com Francis Ford Coppola não ultrapassam o seu sobrenome. “Sofia Coppola vem desenvolvendo uma trajetória independente da carreira do seu pai. Em suas obras, a diretora imprime um estilo muito característico. Influenciada por Michelangelo Antonioni, por exemplo, Coppola mostra a falta de perspectivas de uma juventude burguesa”, explica o curador da mostra e gerente do Cine Humberto Mauro Philipe Ratton. 

Ao valorizar uma perspectiva mais introspectiva, Coppola traz personagens deslocados de seus ambientes e que estão procurando encontrar suas identidades, algo comum da geração jovem que a cineasta pretende retratar. O vazio também tem grande destaque em seus filmes: a ausência de significados em ações e a fragilidade das relações humanas é outro aspecto que ressalta a instabilidade de uma geração constantemente perdida, como transparece em filmes como Bling Ring. “Sofia Coppola é geralmente relacionada ao vazio, seus filmes captam muito bem a falta de sentido e a crise existencial de sua geração”, complementa Philipe.

Os filmes de Sofia também procuram dialogar com o silêncio, estabelecendo uma forte relação com a solidão. Retratando o comportamento típico de uma época em que todos estão conectados à tecnologia a todo instante, as obras ressaltam a dificuldade de estabelecer conexões realmente significativas.

Para discutir a dificuldade de se relacionar com o outro e com o espaço que os personagens habitam, Coppola valoriza gestos e detalhes, sempre acompanhados pelas trilhas sonoras contemporâneas - que são um componente essencial de seus filmes - como ocorre em Um Lugar Qualquer Encontros e Desencontros. Esse diálogo com a contemporaneidade é uma característica tão forte em suas obras que acontece até mesmo na releitura moderna da história da princesa Maria Antonieta, em que mesmo representando a corte francesa no século XVIII, a cineasta explora o universo atemporal da juventude com um humor levemente ácido e elementos da cultura pop atual.

SOFIA COPPOLA - Cineasta e roteirista, Sofia Coppola nasceu em 1971 em Nova York. Filha do diretor Francis Ford Coppola, Sofia cresceu no ambiente do show business e, em 1999, iniciou a sua carreira como diretora. Desde então, realizou cinco filmes e concorreu a importantes prêmios, vencendo o Oscar de Melhor Roteiro Original em 2003 por Encontros e Desencontros e o Leão de Ouro, no Festival de Veneza de 2010, por Um Lugar Qualquer.

CINE HUMBERTO MAURO – Possui 129 lugares e modernos equipamentos de projeção e som. Recebe público fiel, que comparece às suas diversas atividades como festivais, lançamentos de filmes, cursos de cinema, debates e seminários. O espaço conta, ainda, com sessões permanentes de cinema e realiza, a cada ano, grandes mostras sobre cineastas e gêneros relevantes na história do cinema mundial, além de produzir o Festival Internacional de Curtas Metragens de Belo Horizonte - o FESTCURTASBH. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário