quarta-feira, 26 de agosto de 2015

PF reprime crimes ambientais e fraudes contra fiscalização ambiental

Teresina/PI - A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (26) a operação Forjas* com o objetivo de reprimir a prática de crimes ambientais e fraudes contra os órgãos de fiscalização ambiental em nove estados brasileiros. A investigação aponta danos ambientais calculados em aproximadamente R$ 53 milhões levando-se em consideração o custo estimado para recuperação das áreas degradadas.
Foram cumpridos 24 mandados de busca e apreensão, sendo 12 de prisão temporária, 11 de prisão preventiva e 11 de condução coercitiva nos Estados do Piauí, Bahia, Pernambuco, Ceará, Maranhão, Pará, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul, sendo a maior parte no Estado do Piauí nos municípios de Teresina, Oeiras, Floriano, Picos e São Raimundo Nonato. Dentre as prisões decretadas constam 02 servidores públicos federais da área de fiscalização ambiental.
A operação Forjas visa desarticular grupo criminoso que atua principalmente na simulação, falsificação e comercialização de créditos de produtos de origem florestal a partir de licenciamentos ambientais no Estado do Piauí, com o intuito de acobertar desmatamentos ilegais geralmente em outros Estados da Federação. O esquema visa, sobretudo, abastecer empresas siderúrgicas com carvão vegetal produzido clandestinamente em áreas mais próximas daquele mercado consumidor para isso utilizando-se dos documentos obtidos no Piauí.


*O nome da operação faz alusão ao verbo “forjar” em razão da principal prática criminosa de adulterar, manipular e simular créditos florestais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário