quarta-feira, 26 de agosto de 2015

6 dicas para engajar funcionários

Oferecer um salário maior nem sempre é a maneira mais eficaz de motivar funcionários e mantê-los na empresa. O primeiro item avaliado por investidores em uma startup para criar e manter uma equipe de sucesso, é engajar, de verdade, os colaboradores.
A seguir, confira seis conselhos de especialistas para fazer com que os funcionários se tornem fãs do seu empreendimento.

1) Faça com que todos entendam a missão e os valores da empresa
Nem sempre os colaboradores sabem os objetivos e princípios do lugar em que trabalham. Essa falta de alinhamento distancia a empresa do profissional. É importante que todos conheçam as missões e os valores da organização. "Só assim eles saberão o que exatamente se espera deles", explica Sylvia Ignácio da Costa, professora do curso de Gestão de RH da Universidade Anhembi Morumbi. Essa conexão também é positiva para a produtividade, pois quando o funcionário compreende o propósito de empresa, há um engajamento e o negócio se desenvolve melhor.

2) Se o funcionário desconhece algum assunto, ajude-o
As pessoas são o diferencial competitivo da organização, por isso, a gestão do conhecimento deve ser um cuidado constante do empresário. É preciso aprimorar o aprendizado do funcionário. Ao perceber essa preocupação, ele fica mais motivado. Além disso, desenvolver pessoas também é um fator de retenção. Quando o funcionário percebe que sai de um patamar profissional para outro, ele se sente incentivado.

3) Crie um espaço onde seja possível sugerir e testar novas ideias
Abra oportunidades para que os funcionários – em especial os mais jovens – possam levantar ideias e testá-las na prática. Isso faz com que o profissional se sinta parte do desenvolvimento da empresa e se engaje. Novas maneiras de realizar determinada tarefa podem surgir dos próprios responsáveis pela função. Mas é preciso estimular a equipe a ter ideias. "Empresários muito centralizadores perdem talentos", ressalta a consultora do Sebrae-SP, Esmeralda Queiroz.

4) Deixe claro que os erros dos funcionários também são seus erros
O espaço de sugestões dos colaboradores pode aumentar a possibilidade de haver erros no caminho. Se uma ideia não deu certo, o líder precisa ter a noção de que a decisão de executá-la teve o seu aval. "O gestor é tão responsável quanto. Tem que haver um compartilhamento do insucesso", afirma Esmeralda.

5) Saiba dar e receber feedback
O líder deve reconhecer a iniciativa de um funcionário ao sugerir uma ideia, mesmo que não tenha dado certo. Essa atitude tem um impacto emocional muito grande e estimula a participação e o engajamento dos funcionários. O empreendedor deve fazer com que o profissional se sinta percebido, enxergado. "O dono tem que dar e receber o feedback. Caso contrário, o colaborador se sente apenas uma peça", conta Sylvia.

6) Seja presente
O responsável pelo negócio deve ficar mais próximo das pessoas no seu dia a dia e não restringir os momentos de troca de ideias às reuniões e ocasiões especiais. Essa disponibilidade já é um fator importante para estimular seus funcionários. No entanto, a coordenadora do Núcleo de Estudos e Negócios em Desenvolvimento de Pessoas da ESPM, Adriana Gomes, também recomenda usar a brecha na agenda para ouvir os colaboradores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário