terça-feira, 4 de agosto de 2015

Empresas de telecomunicações mantêm investimentos diante de exigências dos consumidores


Ele alertou que alterações que sejam feitas nos contratos de concessão e no plano de metas de universalização devem manter o ambiente de competitividade e não criar barreiras ou empecilhos à expansão das empresas.
O coordenador de infraestrutura da Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas (Telcomp), João Moura, avalia que o mercado consumidor cada vez mais exigente por novos serviços leva as operadoras a manterem seus planos de investimentos, mesmo com a crise. "O mercado de telecomunicações está muito aquecido. A demanda para mais e novos serviços é intensa e abrangente na sociedade", disse, durante audiência pública para discutir a qualidade da banda larga no Brasil, promovida pela comissão especial da Câmara dos Deputados sobre telecomunicações.
Moura também elogiou a Lei Geral das Antenas (13.116/15) que, segundo ele, reduz custos e riscos para ampliação das redes móveis.
O representante das empresas também minimizou o grande número de reclamações apresentados aos órgãos de defesa do consumidor. "Nós temos um padrão de rede bastante avançado e 300 milhões de usuários. As constantes inovações em produtos e planos exigem tempo para assimilação pelo cliente", ponderou.
A audiência ocorre no plenário 8.

Nenhum comentário:

Postar um comentário