sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Clube de Empreendedores: o que é, e para que serve?

Empreendedora explica no que consiste a iniciativa, que busca aumentar o networking e a colaboração entre profissionais.


Empreender nem sempre é fácil. Além dos obstáculos monetários que essa jornada pode ter, outro problema que algumas pessoas enfrentam é a falta de networking. Possuir uma lista de contatos estratégicos, sejam eles empreendedores, jornalistas ou consumidores, é uma grande ferramenta para fortalecer seus ideais no negócio ou obter algum facilitador específico para a empresa. Caso um empreendedor novato no mercado não possua uma boa relação com outros empreendedores, dificilmente ele terá sucesso.
Segundo a empreendedora Amanda Costa, encontrar pessoas de confiança e com o mesmo perfil empreendedor que o seu por perto é uma boa maneira de procurar apoio para trilhar o sucesso. "Nem sempre é fácil achar pessoas que não queiram somente 'puxar seu tapete', mas é possível. Por isso, acredito que a criação de um Clube de Empreendedores é uma ótima forma de criar um bom networking, fazendo com que sua iniciativa se torne mais conhecida e você crie mais e melhores contatos", conta.
Ela, que é fotógrafa de famílias e editorial, explica que a ideia de criar clubes de empreendedores não nasceu no Brasil, sendo desenvolvida em universidades de renome, como Harvard, MIT e Stanford, que já têm seus próprios clubes. "No Brasil, a USP possui um projeto próximo a isso, com intuito de fomentar o espírito inovador e facilitar o contato entre graduandos e pós-graduandos. Além de ser ótimo para conhecer outros empreendedores, também é interessante para trocar ideias e colocá-las à prova, ouvindo a opinião de outras pessoas que também estão inseridas no mercado. Dividir conhecimento e experiências é uma das principais vantagens da criação de um Clube de Empreendedores", afirma.
A profissional, que criou um clube neste formato e estimula outras pessoas a fazerem o mesmo, também lembra que a existência do clube de empreendedores facilita a organização de cursos e workshops. "Se muitas pessoas do clube estão interessadas em aprender algo novo, torna-se possível organizar turmas para aprender e ensinar novas habilidades, por exemplo. E, apesar do que muitos podem pensar, um clube não precisa começar em um espaço físico, com reuniões presenciais. Um grupo no Facebook ou um mailing específico para isso também podem servir a esse propósito, afinal, a tecnologia deve auxiliar a troca de informações", observa.
Amanda finaliza, lembrando que qualquer pessoa pode começar um Clube de Empreendedores, basta ter iniciativa. "Acredito que pró-atividade é tudo, então sugiro que, caso você queira participar de um clube, mas não esteja achando um com seu perfil  profissional, crie seu próprio grupo! É fácil e muito útil para sua carreira", conclui.
Serviço: Amanda Costa
Fotógrafa de Família
Fone: 21 981418482
Email: contato@amandacosta.com
http://www.amandacosta.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário