quarta-feira, 1 de julho de 2015

Representantes de empresas depõem à CPI da Máfia das Próteses; acompanhe


Teve início há pouco audiência pública da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Máfia das Próteses para ouvir os seguintes representantes de empresas de implantes:
- o administrador da Strehl, Fernando Strehl;
- o representante da Medicato Produtos Médicos, Daniel Borba;
- o proprietário da Litormed Comércio de Produtos Médicos, Alexandre Fontele;
- o diretor financeiro da Biocath Comércio de Produtos Hospitalares, Gabriel Anselmo.

Os depoimentos foram pedidos pelos deputados Geraldo Resende (PMDB-MS), Dr. João (PR-RJ) e André Fufuca (PEN-MA).

As fraudes investigadas pela CPI foram denunciadas no início do ano em reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo. Segundo a atração, a máfia das próteses foi constatada em cinco estados, onde médicos obrigam pacientes a passar por cirurgias e implantes de próteses, muitas vezes sem necessidade. Os profissionais receberiam dos fabricantes entre 15% e 50% do valor dos produtos.
A reunião ocorre no plenário 6.
Mais informações a seguir
Reportagem - Emanuelle Brasil
Edição - Marcelo Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário