sábado, 4 de julho de 2015

Produtores doam 250 kg de vegetais a Casa da Criança Peniel durante evento gastronômico

horti-site1
O encerramento da Semana Nacional de Gastronomia e Turismo, ocorrido nesta quinta-feira (2), foi coroado com o ato de solidariedade dos produtores familiares participantes do programa Hortifruti Legal, do Senar/MS - Serviço de Aprendizagem Rural. O grupo montou uma cesta simbólica com os hortifrutigranjeiros comercializados no evento e fez uma doação para Casa da Criança Peniel, entidade que atende 48 crianças e adolescentes carentes na Capital. Ao todo, foram doados 250 quilos de frutas, legumes e verduras.
De acordo com o coordenador da entidade, Fernando Loureiro Mendes, a iniciativa dos agricultores pode ser parte da solução para situação de risco enfrentada por muitas crianças e jovens. “A doação feita por
estes produtores será muito proveitosa, pois temos que abastecer quatro unidades de acolhimento que atendem crianças com idade entre 0 e 17 anos”, revelou durante o evento promovido pelo Senac - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, entre os dias 29 de junho e 2 de julho.
A Casa da Criança Peniel atende crianças e adolescentes em situação de risco direcionadas pelo Juizado da Infância e Adolescência e possui convênio com a SAS - Secretaria Municipal de Assistência Social. O público recebe alimentação, assistência médica e atendimento educacional até que complete 18 anos. “Nós que estamos na ponta deste atendimento necessitamos sempre de doações, que podem variar de alimentos, roupas até materiais de limpeza e higiene pessoal”, complementou o coordenador.
Para o agricultor familiar Flávio Silva, morador no Assentamento Melodia, em Ribas do Rio Pardo, contribuir com a causa destas crianças é motivo de alegria. “É com imenso prazer que participei desta contribuição, já que também recebi apoio para estar aqui. Nada mais justo que passar adiante o ato de gentileza”, reforçou.
Uma expressiva comercialização de produtos e uma boa oportunidade de dar visibilidade para a produção e comercialização. Esta é a avaliação dos produtores assistidos pelo Senar/MS - Serviço de Aprendizagem Rural sobre a participação da Semana Nacional de Gastronomia e Turismo. Nos quatro dias de feira, os participantes da instituição arrecadaram aproximadamente R$ 10 mil, com a visita de mais de 1,3 mil pessoas.
Hortifruti Legal - Os produtores rurais do Programa Hortifruti Legal levaram verduras e legumes que foram vendidos durante os quatro dias de evento. Na avaliação do coordenador do projeto, Francisco Paredes, a Semana Nacional superou as expectativas de todos. "Foi um verdadeiro sucesso. Tanto a nossa equipe do Senar/MS, como os produtores ficaram satisfeitos com o resultado financeiro, assim como com a visibilidade que obtiveram junto ao público", ressaltou.  O Hortifruti Legal é realizado pelo programa de ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural, sua metodologia que inclui orientação e capacitações levou a equipe a desenvolver um projeto de intermediação para venda da produção.
Delícias Regionais - Durante os quatro dias de evento, mais de 1,3 mil pessoas puderam conhecer as iguarias oferecidas pelo projeto Broto Frutos. Foram vendidos e degustados desde brigadeiro de baru e pequi a torta integral de legumes. A professora de língua portuguesa, Edna Bazachi, aprovou os doces, até então desconhecidos. "Eu gosto de experimentar sabores diferentes e acho que tem muita coisa a ser explorado em nossa região. Por isso, achei muito interessante a iniciativa deste evento".
Cozinha Pantaneira - Mais de 2,5 mil guarnições foram  distribuídas pelo Cozinha Pantaneira, durante evento, pelo famoso 'Seo Helinho'. Por 12 anos, Hélio Martins Lopes, foi condutor de comitiva pantaneira, o último peão do grupo que tem a responsabilidade de não deixar nenhum animal para trás. A necessidade de manter os peões bem alimentados fez com que pegasse gosto pela cozinha e hoje é um especialista em comida típica do Pantanal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário