quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Telmário condena atitude de ministro do TCU que revelou seu voto sobre contas de Dilma

Da Redação e Da Rádio Senado
O senador Telmário Mota (PDT-RR) afirmou em Plenário que o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, quebrou a liturgia do cargo ao antecipar seu voto no julgamento das contas da presidente Dilma Rousseff. Telmário opinou que a antecipação do voto representa uma situação inédita que quebra a liturgia do cargo de ministro do Tribunal de Contas.
- Reprovo, sim, um ministro se colocando como se político fosse. É fácil. É só ele renunciar ao cargo de ministro e voltar às urnas e disputar. Aí sim - disse o senador.
Telmário Mota ressaltou que os tribunais de contas são órgãos auxiliares do Legislativo e seus pareceres devem basear-se em dados técnicos, mas é o Congresso que deve dar a última palavra. O senador considerou “natural” que a presidente tenha pedido a suspensão do julgamento no TCU por sentir-se prejudicada pela parcialidade do ministro.
Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário