sexta-feira, 26 de junho de 2015

Professores da rede municipal participam de oficina de fantoches

Cerca de 60 professores da rede municipal apucaranense concluíram, na noite desta quarta-feira (24/06), a Oficina de Confecção e Manipulação de Fantoches, que foi ofertada através de parceria entre a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) e a Autarquia Municipal de Educação (AME).
Ainda no mês de maio, o primeiro grupo de professores participou da capacitação, que tem duração de três dias, mas outras três edições precisaram ser realizadas na sequência para atender a todos os interessados.  A oficina foi coordenada pelo professor Ivan José Coser, responsável pelo projeto de Novos Talentos da UTFPR, e ministrada pelo professor Marcelo Ferreira da Silva, do Laboratório de Cultura, Artes e Têxteis da mesma instituição.
De acordo com os participantes, nos três dias, os grupos aprenderam a fazer os moldes, a cortar e a colar as espumas e a montar os bonecos. Já na noite de ontem, uma palestra os ensinou a manipular corretamente os fantoches para a contação de histórias.
Eles também destacam a qualidade do curso. “A oficina foi excelente! Todos os materiais utilizados foram concedidos de forma gratuita e, depois de prontos, nós ainda pudemos levar os fantoches para casa. Se houverem outras capacitações como esta, eu certamente participarei”, garantiu uma das inscritas.
A diretora-presidente da AME, professora Marli Fernandes, enaltece a parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná. “Essa instituição é uma colaboradora constante da educação municipal. Somente em 2015, além da oficina de fantoches, a UTFPR já ofereceu os cursos de Taxonomia de Bloom e de Epistemologia de Ciências para os diretores e coordenadores escolares da rede”, disse.
Ela também frisa a importância da utilização do teatro de fantoches em sala de aula. “Os bonecos são uma ferramenta pedagógica muito útil no processo de ensino e aprendizagem, na medida em que o professor os usa para estimular ludicamente seus alunos a refletirem sobre situações, princípios e valores apresentados nas histórias”, explicou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário