sexta-feira, 26 de junho de 2015

Fernando Pimentel afirma que Justiça deve garantir os direitos individuais dos cidadãos



Durante solenidade de entrega do Grande Colar da Defensoria Pública, governador lamenta fato de investigações se tornarem espetáculos “midiáticos e pirotécnicos”

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, alertou para a necessidade de a Justiça garantir os direitos individuais definidos pela Constituição Brasileira. “Nós temos que estar atentos ao que tem ocorrido. Sem dúvida nenhuma, perde a Justiça quando os inquéritos se transformam em espetáculos midiáticos, pirotécnicos, jogando no lixo as regras judiciais, até do sigilo”, afirmou, durante a cerimônia de entrega do Grande Colar da Defensoria Pública, nesta sexta-feira (26/6), em Belo Horizonte.

Segundo o governador, a Justiça perde quando permite “mandados de busca contra cidadãos que não têm antecedentes criminais, possuem patrimônio declarado e domicílio fixo e que são, até o momento, apenas investigados”.

Ainda na avaliação de Pimentel, a Justiça não pode permitir que se crie um “regime de exceção”. “A investigação tem que ser feita. Que seja feita, mas temos que preservar as garantias individuais dos cidadãos brasileiros. Hoje, pode ser contra um, amanhã será contra todos”, completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário