sexta-feira, 22 de abril de 2016

Universidade de Londrina confirma reabertura do Centro de Tratamento de Queimados

O Centro de Tratamento de Queimados (CTQ), do Hospital Universitário da Universidade Estadual de Londrina (UEL) será reaberto após as nomeações e posse dos 94 agentes universitários, anunciados pelo governador Beto Richa, na última terça-feira (19). A análise qualitativa para os cargos foi feita pela reitora da UEL, Berenice Quinzani Jordão, a diretora superintendente do HU, Beth Ursi, e a Pró-reitoria de Recursos Humanos (PRORH), com o apoio da equipe técnica da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI).

A avaliação técnica considerou a especificidade dos cargos necessários para atender as necessidades emergenciais do hospital. Dentre os 94 servidores a serem nomeados pelo governador, estão médicos intensivistas e ortopedistas, fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, de laboratório e de manutenção, motorista de ambulância, entre outros. "A boa notícia é que além do ganho quantitativo, que vem com a reposição de mais de noventa servidores para nosso quadro, estes nomeados estão também qualificados para assumir muitas das funções e atividades que garantem a manutenção dos serviços e a qualidade no atendimento do Hospital", disse Berenice Jordão.

A expectativa da reitora da UEL é de que, após as nomeações autorizadas, os novos servidores tomem posse em um prazo de 30 dias.

Desde a última segunda-feira (18) o CTQ está com os 16 leitos ocupados e deixou de receber novos pacientes e o Pronto Socorro ficou restrito ao atendimento referenciado para casos de alta complexidade encaminhados pelo Samu, Siate e Central de Regulação de Leitos. "No Centro de Queimados, os tratamentos são prolongados e duram em média 45 a 50 dias”, explica a diretora superintendente do HU, Beth Ursi. Portanto, as novas internações acontecerão com o tempo necessário para as novas contratações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário