quarta-feira, 20 de abril de 2016

Batalhão Ambiental realiza ações comunitárias e preventivas em ramais

Braço da Polícia Militar do Acre (PMAC) em missões de cunho ambiental na Segurança Pública, o Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) é responsável por ações preventivas e ostensivas que envolvam crimes contra animais silvestres, desmatamento e atendimento à população que reside em locais de difícil acesso. Neste domingo, 17, equipes realizaram ações comunitárias em ramais da Rodovia Transacreana.
Os policiais possuem uma formação específica para o trabalho desenvolvido pelo BPA, o que inclui treinamento com aparelhos de geolocalização por satélite (GPS), sobrevivência em área de selva e patrulhas em barcos, quadriciclos e a cavalo, o que permite a realização de missões em quaisquer regiões.
(Foto: Cedida)

Eles visitam as residências e conversam com a população sobre segurança pública e preservação do meio ambiente. Segundo os policiais, a proximidade permite maior confiança das pessoas no trabalho desenvolvido pela PMAC.
“Para citar como exemplo, foi possível recebermos a denúncia sobre um cidadão que estaria causando transtornos no Ramal do Milton e portava uma arma de fogo. Ele não foi encontrado, mas seu pai entregou uma escopeta que estava entre os pertences do filho”, explicou o comandante do BPA, major Carlos Negreiros.

Encurtando as distâncias

Além da apreensão da arma de fogo, os policiais conversaram com alunos de uma escola local que estavam tendo aula de piscicultura. “Isso contribui para estreitar uma relação de confiança”, argumentou Negreiros.
Além das características abordagens realizadas pela Polícia Militar, as patrulhas de policiamento ambiental são realizadas diariamente e se preocupam também com a apresentação de palestras, visitas a comércios e reuniões com líderes comunitários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário