terça-feira, 17 de novembro de 2015

Estado prioriza formação profissional dos servidores públicos

A especialização resultou no aumento do salário de Aurineide. (Foto: Maria Meirelles)
Especialização resultou no aumento do salário de Aurineide (Foto: Maria
Meirelles)
A formação profissional dos servidores públicos acreanos tem sido priorizada pelo governo do Estado, que desde 2011 já qualificou mais de 15 mil, por meio da Fundação Escola do Servidor Público do Acre (Fespac).
As qualificações perpassam as mais diversas áreas e vão desde uma capacitação profissional às pós-graduações.
O empenho dos servidores é refletido em seu crescimento no ambiente de trabalho, por meio das promoções por méritos, para ocupantes de cargos de níveis médio e superior.
Os números apontam um saldo positivo para 2015. Até novembro deste ano, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) já especializou 1,2 mil servidores, enquanto outros 120 concluíram formação em mestrado.
Na área da saúde, os resultados também são satisfatórios. Nos últimos quatro anos, 421 médicos concluíram a residência.
As qualificações perpassam as mais diversas áreas (Foto: Arquivo Secom)
As qualificações perpassam as mais diversas áreas (Foto: Arquivo Secom)
Aurineide Malveira é gestora pública há oito anos. Em 2012, teve a oportunidade de cursar uma especialização em Gestão Pública com Ênfase em Controle Externo. “Fiz o curso totalmente gratuito. Se não fosse essa oportunidade, acho que não teria conseguido”, conta.
A especialização resultou no aumento de 7,5% no salário de Aurineide, que em abril deste ano foi contemplada com outra promoção, como prevê a lei do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR).

Mais 10 mil pós-graduados

Lançado na Assembleia Legislativa do Acre, durante a última semana, o programa online em Governança Pública e Gestão Administrativa vai abrir 10 mil vagas para pessoas de todo o Acre, entre servidores públicos e sociedade civil, totalmente gratuito, na modalidade de extensão e com opção para pós-graduação paga.
A expectativa é de que cinco mil vagas sejam ocupadas por servidores públicos. Para a modalidade de pós-graduação, a Fespac vai destinar três mil. As outras duas mil vagas, totalmente gratuitas, serão para servidores que queiram fazer extensão em Governança Pública: Gestão Administrativa.
Para a diretora-presidente da Fespac, Heloísa Pantoja, o Plano de Desenvolvimento e Valorização do Servidor Público consolida uma política que estabelece as diretrizes do processo de educação permanente. “O modo de trabalho de hoje requer informações rápidas, exigindo dos profissionais formações sempre atualizadas”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário