sábado, 10 de outubro de 2015

São João Batista busca apoio para selo de procedência do setor calçadista

Empresários de São João Batista estiveram na Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS) para dar continuidade ao projeto que garantirá à região o selo de procedência do ramo calçadista. “O Governo do Estado apoia a iniciativa. Vamos unir forças para conquistar o selo, já que o Vale do Rio Tijucas é referência no setor, destacando-se como um dos mais importantes polos calçadistas do país”, salientou o secretário da SDS, Carlos Chiodini.
O projeto Indicação de Procedência de São João Batista para Calçados (IPSJB), orçado em R$ 540 mil, é dividido em nove etapas, envolvendo investigação histórica e cultural, estudo geográfico, caracterização das especificidades do produto, marketing, condensação de dados, rastreabilidade e capacitação.
São João Batista e os municípios próximos produzem aproximadamente 25 milhões de pares de calçados ao ano, sendo o terceiro maior polo do Brasil, atrás de Franca (SP) e Novo Hamburgo (RS). Ao todo, são 150 fabricantes, dos quais 140 são micro e pequenas empresas (MPEs).
A indicação de procedência é conferida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial, órgão do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, a um local que se torna conhecido por produzir, extrair ou fabricar determinado produto. Entre as vantagens do selo, destaca-se o aumento do valor agregado, estímulo à melhoria qualitativa dos produtos, acesso ao mercado e reconhecimento internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário