sábado, 10 de outubro de 2015

‘O serviço público do Brasil está falindo’, diz Colombo no programa Com a Palavra

A Previdência Complementar e o horário de trabalho do funcionalismo público estadual são os principais temas do Com a Palavra, o Governador desta semana. No programa, Raimundo Colombo reforçou a necessidade de tomar medidas urgentes para amenizar o rombo com o pagamento de aposentados e pensionistas. “O serviço público do Brasil está falindo, e um dos principais problemas é o da Previdência”, disse ele, lembrando que Santa Catarina registrou déficit previdenciário de cerca de R$ 3 bilhões no ano passado. Por isso, o Governo sugere a criação de regime de Previdência Complementar para futuros servidores. “Isso vai projetar o caixa do Estado para daqui 30 anos. Alé lá, vai ser muito difícil manter o sistema sobrevivendo, mas o que a gente pode fazer nesse momento é cuidar do futuro”, afirmou.
Sobre o novo horário de trabalho dos servidores públicos estaduais, o governador explica que o momento econômico exige mudanças: “Com uma crise como esta, a gente precisa dar exemplo, tomar atitude e recuperar um processo de parceria mais intensa com a sociedade, então temos algumas alternativas de horário, ampliando o existente que hoje é de seis horas. A grande maioria vai ficar do meio-dia às 19h, mas também haverá quem fará expediente pela manhã e à tarde nunca menos de sete horas”.
Outro assunto da entrevista foi o pacote de convênios do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam). Segundo Colombo, apenas quatro cidades ainda não receberam recursos por problemas de burocracia, que logo devem ser superados. Os outros 291 municípios já assinaram o convênio, receberam os recursos e estão realizando ou inaugurando obras.
“Só para ter uma ideia, são cerca de 600 quilômetros de asfalto sendo feitos, é mais do que todo o trecho da (BR) 101 em Santa Catarina. É um programa extraordinário”, afirmou. O Fundam é um programa do Governo do Estado que está disponibilizando R$ 605 milhões a fundo perdido aos municípios de Santa Catarina para investimentos em áreas estratégicas.
Foto: Julio Cavalheiro/Secom
O governador ainda explicou como será o novo radar meteorológico de SC. Segundo ele, o equipamento ficará na região Oeste e será semelhante ao de Lontras, no Alto Vale do Itajaí. O radar é um instrumento fundamental para que a Defesa Civil possa emitir alertas a curtíssimo prazo com precisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário