quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Aécio Neves analisa julgamentos no TCU e no TSE das contas e da campanha de Dilma

Da Redação e Da Rádio Senado |
O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que "as manobras desesperadas” da presidente Dilma Rousseff para impedir o julgamento das contas de seu governo pelo Tribunal de Contas da União (TCU) representam um esforço de desmoralização das instituições brasileiras. Ele assinalou a confluência do parecer desfavorável no TCU com o julgamento da campanha de Dilma no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e a rebelião da base governista na Câmara dos Deputados contra a votação dos vetos presidenciais, situação que considera “vexatória” para o governo.
O senador negou que o relator no TCU das contas de Dilma, Augusto Nardes, faça o jogo da oposição. Para ele, o relatório de Nardes tem embasamento técnico e seu entendimento de que o governo cometeu irregularidades contábeis foi acompanhado por todos os ministros. Aécio acrescentou que os indícios “cada vez mais evidentes” de desvio de verba da Petrobras para a campanha de Dilma levam o Tribunal Superior Eleitoral, pela primeira vez na História, a investigar a eleição de um presidente diplomado e empossado.
- Isso não se dá porque A ou B podem ter uma preferência ou votado no candidato derrotado ou mesmo na candidata vitoriosa. Isso se dá porque os indícios de utilização de recursos da propina da Petrobras são cada vez mais evidentes - afirmou o senador.
Agência Senado

Nenhum comentário:

Postar um comentário