sábado, 19 de setembro de 2015

CEEE alerta para cuidados com a segurança na aviação civil

A Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica (CEEE-GT) levou orientações sobre os cuidados que os pilotos da aviação civil, especialmente os de aviões agrícolas, devem ter ao trafegar próximo a linhas de transmissão de energia elétrica. A palestra foi feita durante o Seminário Técnico de Aeronavegabilidade Continuada Saertec de Operadores Agrícolas, evento promovido pela Associação Nacional da Aviação Civil (Anac), realizado nesta sexta-feira (11), na sede da Associação em Porto Alegre.
O engenheiro da Companhia Guilherme Rosa Balestrin fez a palestra Linhas de Transmissão de Energia e Aviação Agrícola, cujo foco é a prevenção de acidentes envolvendo aeronaves de pulverização agrícola em linhas que compõem a Rede Básica de Transmissão da CEEE-GT, que têm tensões de operação em 230 mil volts – o equivalente a 2 mil vezes a tensão corrente das tomadas domésticas.
O tema foi abordado pela terceira vez neste ano em seminários deste segmento, com o objetivo disponibilizar informações e conscientizar os pilotos quanto aos riscos nos voos e a necessidade de estarem sempre atentos às sinalizações das linhas de transmissão para evitar qualquer tipo de contato.
O Seminário abordou ainda assuntos como manutenção, inspeções e preservação, falhas de manutenção, além da recuperação de aeronaves após acidentes e contou com um público de 90 participantes, especialmente formado por pilotos da aviação agrícola.
Segundo Guilherme Balestrin, para a CEEE foi importante participar mais uma vez neste tipo de Seminário, que demonstra a preocupação da Companhia em poder levar informações aos públicos mais diversos e com mensagens específicas. “A repercussão foi positiva porque a comunidade deste segmento está carente de informações sobre energia elétrica. Neste ano, foi a terceira vez que a CEEE-GT participou em eventos específicos ligados à aviação”, declarou.
Guilherme salienta que o mais importante é a participação do público que passa a ter esclarecimentos necessários para um voo tranquilo. Ele lembrou que no último verão ocorreram dois acidentes fatais com aeronaves que se chocaram contra linhas de transmissão da Companhia, no Rio Grande do Sul. Desde março, a Empresa procurou representantes da aviação agrícola para poder intensificar encontros que levem informações para que este público também tenha mais segurança.
Para isso, a Empresa organizou uma ação junto às entidades que congregam o segmento da aviação agrícola gaúcha, a fim de  prestar todos os esclarecimentos, mostrando traçados, configuração e formato das torres e linhas de transmissão. Estes dados passaram a integrar o rol de informações do GPS dos pilotos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário