sábado, 4 de julho de 2015

Vila Aparecida passa por mutirão e receberá creche
 
Anúncio do início das obras da Creche Vila Aparecida foi divulgado durante mutirão de serviços

foto/divulgação: Petra Mafalda/PMF

Projeto da Creche da Vila Aparecida foi apresentado aos moradores

Mais de 200 pessoas trabalharam nesta sexta-feira (3) numa operação conjunta envolvendo várias secretarias da Prefeitura em Vila Aparecida, região continental da cidade. A exemplo do que foi feito no Monte Cristo no início do mês passado, a PMF realizou um mutirão de serviços no bairro, envolvendo limpeza, pavimentação e drenagem. Além disso, foi anunciado o início das obras da creche local.

As equipes concentraram os trabalhos na rua da Fonte. Toda a via foi desobstruída e a pavimentação em lajota foi trocada. A Comcap levou 20 funcionários e a limpeza e roçagem passou por todas as ruas. Mas a notícia mais esperada veio com a chegada do prefeito Cesar Souza Junior: a obra da creche deve começar em até 60 dias.

“O edital já está lançado, a creche terá 200 vagas para tempo integral e irá atender à demanda dos moradores da Vila Aparecida. A qualidade será a mesma da Hassis, da Costeira do Pirajubaé, ou seja, uma referência”, disse o prefeito.

Inauguração já no próximo ano


Segundo Cesar Souza Junior, o prazo de execução da obra é de 12 meses, mas a expectativa é de que as crianças possam ser atendidas já no próximo período letivo. A abertura dos envelopes com proposta para empresas interessadas em construir a Creche Vila Aparecida ocorrerá no dia 20 de julho.

A creche terá uma área de 1.699 metros quadrados e um investimento estimado de R$ 3,7 milhões. A unidade vai contar com 13 salas de aula em 2 pavimentos, sala para amamentação, direção, coordenação, sala multimeios, pátio coberto, playground, cozinha e estacionamento.

O pequeno Arthur, de 6 meses, poderá ser um dos primeiros alunos da creche.

“É muito difícil conseguir vaga para bebês, estou esperando, vai ser maravilhoso”, comentou o pai do menino, Cesar Augusto, que mora há 12 anos na Vila Aparecida e trabalha dia sim, dia não, para conseguir cuidar do filho.

Habitação
Durante a ação desta sexta-feira, a Secretaria de Habitação apresentou o projeto de infraestrutura e habitações concebido para a Vila Aparecida. Além da construção de unidades unifamiliares e multifamiliares, a proposta prevê serviços de terraplenagem, drenagem, pavimentação, abertura de vias para interligar os espaços, construção de muros de contenção, instalação de redes de abastecimento de água e coletora de esgoto, além de urbanização, sinalização das vias e construção  de um galpão de reciclagem.
A parte relacionada à infraestrutura e à construção de cerca de 80 unidades unifamiliares está em fase final de aprovação do projeto junto à Caixa Econômica Federal (CEF). A etapa seguinte é a captação de recursos.
A urbanização prevê a construção de praça, centro comunitário, a criação de uma área verde de lazer e a recuperação ambiental das áreas de risco (onde hoje existem várias casas), o que motivará a remoção de aproximadamente 160 famílias.
No caso das unidades multifamiliares, o projeto global contempla pequenos condomínios de quatro pavimentos, totalizando 160 unidades habitacionais, com um total de 32 vagas de estacionamento e um salão comunitário.

“Para a construção destas unidades, precisaremos aguardar a chamada pública do Programa Minha Casa Minha Vida 3, o que está programado para o segundo semestre deste ano. Só então é que poderemos submetê-lo à Caixa Econômica”, explicou o secretário de Habitação, Domingos Zancanaro.

Mutirão

- A Secretaria Municipal de Saúde ofereceu serviços de vacinação contra a gripe 13 pessoas foram vacinadas (dez adultos e três crianças) e aferição de pressão arterial (oito pessoas);
- A Secretaria de Obras, em parceria com o setor de obras da Secretaria do Continente, realizou serviços como desobstrução na rede de esgoto, conserto de sete bocas-de-lobo e pavimentação com lajotas da rua da Fonte, principal via de acesso ao bairro;
- Equipes da Comcap realizaram serviços de limpeza, capina e roçagem em oito ruas. Foram usados no recolhimento do lixo cem sacos. Além disso, foram retiradas quatro caçambas de entulho e rejeitos em terrenos baldios na comunidade;
- A Secretaria de Educação levou para o evento o projeto Biblioteca Itinerante, com recreação e atividades lúdicas. Uma turma de 20 crianças da Creche Nossa Senhora Aparecida, do Pantanal, fez uma apresentação do Boi de Mamão;
- O projeto Floripa Letrada fez distribuição de 150 livros à comunidade;
- A Secretaria Municipal de Assistência Social esteve presente por meio do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de Capoeiras, oferecendo diversos benefícios socioassistenciais (foram atendidas cinco pessoas);  
- A equipe do Instituto de Geração de Oportunidades de Florianópolis (IGEOF) ofereceu orientações sobre inscrições em cursos profissionalizantes e cadastramento para vagas de emprego. Foram atendidas seis pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário