quinta-feira, 2 de julho de 2015

PF desarticula associação criminosa por falsificação de moeda em São Paulo


São Paulo/SP – A Polícia Federal deflagrou na manhã de hoje, 2, a Operação Ventania, para desarticular quadrilha especializada na falsificação e distribuição de cédulas de Real em São Paulo. Estima-se que o grupo tenha colocado em circulação o equivalente a R$ 32 milhões em notas falsas, ao longo de 4 anos. Sete pessoas foram presas e 5 estão foragidas.
Cerca de 44 policiais federais cumpriram 10 mandados de prisão preventiva e 2 mandados de prisão temporária na cidade de São Paulo, além de 11 mandados de busca e apreensão, sendo 9 na capital e 2 em Paulínia/SP.
O inquérito policial teve início há cerca de um ano, quando o Banco Central do Brasil informou a Polícia Federal da existência de notas falsas que vinham sendo tiradas de circulação em todo Brasil, havendo suspeitas de que teriam a mesma origem. De acordo com a legislação, todo dinheiro falso detectado em circulação deve ser encaminhado ao Banco Central pelos bancos comerciais.
A investigação aponta que o grupo produzia as cédulas na cidade de São Paulo e as remetia para distribuidores, que as vendiam numa proporção de 10 notas falsas por 1 nota verdadeira. A entrega era feita pessoalmente ou por serviço expresso postal, caso o comprador estivesse em outra localidade. Estima-se que, desde 2011, o grupo tenha colocado em circulação mais de 300.000 em notas falsas de R$ 100 e 45.000 notas falsas de R$ 50, em todos os estados do Brasil.
Os presos serão indiciados pelo crime de falsificação de moeda e organização criminosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário