quinta-feira, 2 de julho de 2015

Matilde Campilho, destaque da nova poesia em português, vai à Flip 2015

Matilde Campilho, destaque da nova poesia em português, vai à Flip 2015

(Foto: Vera Sepúlveda)

Ela vive entre Lisboa, sua cidade natal, e o Rio, sua cidade adotiva. Fala com dois sotaques, a depender do interlocutor: lisboeta ou carioca. Sua poesia está em versos impressos no papel ou em videopoemas publicados no YouTube. Mas foi em livro que a poeta Matilde Campilho, nascida em 1982, afirmou-se como uma das mais interessantes novidades da poesia contemporânea. Jóquei, sua primeira coletânea de poemas, ganha edição brasileira em abril, pela Editora 34. De certa forma, trata-se de um retorno à casa: o livro foi gestado em uma temporada brasileira planejada para durar quinze dias, mas que acabou terminando três anos depois.

Jóquei reúne poemas de diferentes feições, marcados por diálogos, homenagens a grandes poetas, com influência de filmes e canções. A diversidade de temas e formas é uma decorrência, segundo a autora, das leituras que fez no período de realização do livro - e de seu deslocamento geográfico. “Eu comecei essa obra no Rio e só terminei em Portugal. Acho isso simbólico da minha poesia”, disse em entrevista ao Jornal do Comércio, de Pernambuco.

Se o Rio fez a cabeça de Matilde, o livro de Matilde está fazendo a cabeça dos leitores de poesia do Rio. Publicado pela editora portuguesa Tinta-da-China em 2014, a estreia de Matilde Campilho foi recebida por seus pares cariocas, entre eles Carlito Azevedo, como uma revelação da lírica em língua portuguesa. Já em sua terceira edição em Portugal, verdadeira proeza para qualquer livro de poemas, Jóquei entra como favorito no páreo dos melhores lançamentos de poesia nas livrarias brasileiras.
A poeta afirmou certa vez, em entrevista ao Jornal do Comércio: “Queria que as pessoas perdessem o medo da poesia”. Parece que estão perdendo mesmo.


Matilde Campilho em 5 datas

1982. Nasce em Lisboa
2010. Muda-se para o Rio de Janeiro
2012. Começa a escrever Jóquei
2013. Adaptação do poema Honey Boo para HQ
2014. Publica a edição portuguesa de Jóquei (Tinta-da-China)

Livro
2015. Jóquei (Editora 34)

Na internet
youtube.com/user/macmakuu

Nenhum comentário:

Postar um comentário