sábado, 4 de julho de 2015

Indústria de reciclagem lança neste sábado pedra fundamental de unidade em Paranaíba

Campo Grande (MS) – A indústria de reciclagem Latasa lança neste sábado (4) a pedra fundamental de uma unidade em Paranaíba. A solenidade será às 14h. O empreendimento terá R$ 30 milhões em investimentos e vai gerar cerca de 100 empregos na região. De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Elias Verruck, a instalação de indústrias no interior do Estado integra a proposta de diversificação da matriz econômica sul-mato-grossense prevista no plano de governo da gestão do governador Reinaldo Azambuja.
“A Latasa é uma indústria pioneira no país. Essa unidade em Paranaíba vai processar 60 toneladas por dia para fabricar lingote de alumínio. Isto somente na primeira fase. Isto é a diversificação e descentralização da indústria, motivada pelo Proind (Programa Estadual de Apoio à Industrialização) que está dentro do Pronova”, destacou o secretário Jaime Verruck.
O Pronova – Programa de Desenvolvimento da Nova Economia Sul-Mato-Grossense – está sendo implantado pelo governo do Estado e tem por objetivo fomentar a economia e diversificar o potencial industrial sul-mato-grossense, promovendo o crescimento e o desenvolvimento econômico. Dentro do Pronova está o Programa Estadual de Apoio aos Pequenos Negócios (Propeq), lançado no dia 24 de junho.
Indústria de Reciclagem
A Latasa é parte do Grupo Recicla BR, que agrega ainda as grandes indústrias Stihl e Minas Zinco. Seus 22 centros de coleta, distribuídos em treze estados, e seus três centros de fundição, sendo dois na cidade de Pindamonhangaba/SP e um em Itaquaquecetuba/SP, a empresa processa mais 200 mil toneladas de alumínio por ano.
De acordo com Mario Fernandez, CEO (Chief Executive Officer – presidente) do Grupo ReciclaBR, a escolha de Paranaíba para a construção da planta de reciclagem e beneficiamento de alumínio se deu por sua localização privilegiada – ao sul de MS e proximidade à divisa com o Estado de São Paulo.  “É com grande satisfação que lançamos a pedra fundamental da fábrica da Latasa em Paranaíba. Esta é uma conquista da prefeitura, do governo estadual e da população sul-mato-grossense. Uma conquista deste porte não é fácil, porém, são os desafios que nos motivam”, disse Mario Fernandez.
No mercado desde 1991, a empresa consolidou-se por ser pioneira na implantação do sistema integrado de coleta e fundição de sucata de latas de alumínio. Os centros de coleta Latasa compram vários tipos de sucata de alumínio de pequenos, médios e grandes fornecedores e cooperativas e, a partir dessa etapa, todo o processo é realizado pela empresa, que produz com a matéria prima reciclada metal líquido, lingotes, ligas de alumínio, deox, dross e placas RSI. O sistema integrado possibilita que da coleta, passando pela reciclagem, até finalmente voltar às prateleiras dos supermercados, o processo leve em torno de 30 dias.
Participam da solenidade de lançamento da pedra fundamental, o governador Reinaldo Azambuja, o secretário Jaime Verruck, outras autoridades do governo do Estado, empresários e diretores do grupo ReciclaBR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário