sábado, 4 de julho de 2015

Decreto institui Sistema de Inteligência da Sejudh

Foi publicado no Diário Oficial da última quinta-feira (02.07) o decreto que institui o Sistema de Inteligência da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sisjudh-MT). O objetivo do decreto assinado pelo governador Pedro Taques é fortalecer a rede de inteligência do Sistema Penitenciário, representado pela Diretoria de Inteligência.

De acordo com o decreto, a Diretoria também realizará um exercício permanente e sistemático de ações especializadas para a identificação, acompanhamento e avaliação de ameaças reais ou potenciais na esfera da segurança do sistema socioeducativo, de direitos humanos, defesa do consumidor e das políticas sobre drogas.

O gerente da Inteligência da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Flávio Augusto de Amorim explica que essa coleta de informações orientará a produção e a salvaguarda de conhecimentos necessários à decisão, ao planejamento e à execução da política institucional de Justiça e Direitos Humanos do Estado de Mato Grosso.

“A inteligência municia a tomada de decisão das unidades penitenciárias. Coletando e repassando informações sobre internos, agentes, as qualidades e fragilidades de cada unidade. Sendo esse decreto, instrumento para um atendimento mais pronto a esses locais”, comenta o gerente da Inteligência da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Flávio Augusto de Amorim.

Hoje, a rede de inteligência da Sejudh conta com 45 agentes e sete Núcleos de Inteligência Regional, sendo esses nas Penitenciárias Central, Feminina e Centro de Ressocialização de Cuiabá e Várzea Grande, nas Penitenciárias de Rondonópolis, Sinop, Água Boa e Cadeias Públicas de Tangará da Serra, Cáceres e Juína, e o Centro de Detenção Provisória de Pontes e Lacerda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário