quarta-feira, 1 de julho de 2015

Centro de Tecidos Biológicos quer iniciar construção de banco de ossos e de pele



Hemominas informa que, no momento, é necessária a liberação de R$ 1 milhão para construir o espaço piloto para tecidos musculoesqueléticos e pele
Minas Gerais pretende avançar no projeto do Centro de Tecidos Biológicos (Cetebio), em Lagoa Santa, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A ideia é que, na unidade administrada pela Fundação Hemominas, se inicie a construção de um banco piloto de tecidos musculoesqueléticos (banco de ossos) e de pele.
O banco, de acordo com o diretor Técnico-Científico da Hemominas, Fernando Basques, "será criado numa proporção menor, que garanta a implantação da tecnologia, a capacitação técnica e o início das operações, com o fornecimento, em escala reduzida, de alguma quantidade dos materiais", explica. Dessa forma, com o espaço experimental, a mudança para o espaço efetivo, na segunda fase do projeto, poderá ocorrer com a prática em funcionamento.
Para a construção do espaço, no entanto, há ainda a necessidade de investimento de R$ 1 milhão por parte do Governo do Estado. Segundo o diretor, os procedimentos estão definidos, a equipe foi inicialmente capacitada e o projeto arquitetônico encontra-se pronto. “É necessário, agora, o investimento para a obra civil e compra de equipamentos", observa. “Tendo a liberação do recurso para a reforma, pode-se dizer que em oito meses o banco já poderá começar a fornecer materiais de pele e tecido musculoesquelético”, completa Basques.
O Centro já conta com uma parte dos profissionais contratada e capacita, que poderá ser destinada à nova atividade. "Minas Gerais tem essa carência no fornecimento, de forma rápida e eficiente, desses tratamentos consagrados pela medicina. O banco vai trazer um benefício muito grande para a população mineira e garantir que se atinja a vanguarda no contexto dos transplantes", aponta o diretor.
A obra e a compra de equipamentos encontram-se na previsão orçamentária. No momento, como sinaliza Basques, o Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop), aguarda liberação e ordem das Secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e Saúde (SES) para que possa realizar a licitação da intervenção.
Multitecidos
A iniciativa de criar um banco de pele e tecido musculoesquelético é inédita em Minas Gerais e, no país, são poucos do gênero em funcionamento. A proposta do Cetebio, no entanto, é ainda mais ampla, tendo em vista que se propõe atuar como banco multitecidos, capaz de agregar todos os tipos de células e tecidos para transplantes.
O posto de banco multitecidos pioneiro no Brasil e de maior banco de tecidos biológicos na América Latina estará garantido tão logo seja concluída a implantação dos sete bancos que compõem o Centro: Banco de Medula Óssea (em funcionamento), Banco de Sangues Raros (em funcionamento), Banco de Sangue de Cordão Umbilical e Placentário (em fase de validação), Banco de Pele, Banco de Tecidos Musculoesqueléticos, Banco de Membrana Amniótica e Banco de Tecidos Cardiovasculares.
O Centro
O Centro de Tecidos Biológicos (Cetebio) cuida da captação, seleção, coleta, processamento, armazenamento e distribuição de tecidos e materiais biológicos seguros e de alta qualidade técnica. Os tecidos são coletados de doadores vivos e não vivos e destinados aos hospitais autorizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, os materiais são processados de acordo com critérios de qualidade internacionais e normas técnicas do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).
O Cetebio é fruto de iniciativas de inovação tecnológica e pesquisa da Fundação Hemominas em parceria com o Ministério da Saúde (MS), Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), Prefeitura de Lagoa Santa, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Secretaria de Estado de Saúde (SES), Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais (Ipsemg), MG Transplantes, Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig)Fundação Ezequiel Dias (Funed) e Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).
 A unidade está localizada na rua Goiabeiras, nº 779, no Distrito Industrial Genesco Aparecido de Oliveira, em Lagoa Santa, na RMBH.

Nenhum comentário:

Postar um comentário