quarta-feira, 1 de julho de 2015

CBG define Seleção de Ginástica Artística Feminina para os Jogos Pan-Americanos

Ricardo Bufolin/CBG
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Flávia Saraiva

Ricardo Bufolin/CBG
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Daniele Hypolito

Ricardo Bufolin/CBG
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Lorrane Oliveira

Ricardo Bufolin/CBG
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Julie Kim Sinmon

Ricardo Bufolin/CBG
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Letícia Costa

Ricardo Bufolin/CBG
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Jade Barbosa


As atletas Daniele Hypolito, Flávia Saraiva, Julie Kim Sinmon, Letícia Costa, Lorrane Oliveira e Jade Barbosa irão compor a equipe
Santo André (SP) - A Ginástica Artística Feminina é uma das grandes esperanças de medalha brasileira nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. A equipe contará com as atletas Daniele Hypolito, Flávia Saraiva, Julie Kim Sinmon, Letícia Costa, Lorrane Oliveira e Jade Barbosa, que substituiu Rebeca Andrade. A jovem atleta sofreu, na última sexta-feira (26), uma ruptura no ligamento cruzado anterior e, não poderá fazer parte da delegação. Mesmo assim, a expectativa do grupo é grande, pois as melhores ginastas do País na atualidade estarão na competição em busca de bons resultados. As atletas embarcam no próximo sábado (4) para Toronto. 

Segundo a coordenadora da Seleção de Ginástica Artística Feminina, Georgette Vidor, a lesão de Rebeca foi sentida pela equipe no primeiro momento, mas logo as atletas se uniram e mostraram muita força para superar a perda e seguir em busca dos objetivos. "É claro que é um momento difícil, ainda mais por estarmos tão perto do Pan, mas que a equipe está superando muito bem. As meninas querem mostrar que podem conquistar bons resultados de qualquer forma. Estamos indo para Toronto com uma equipe muito forte. São as melhores ginastas do Brasil. Temos feito treinamentos diários intensos para estarmos preparadas", garantiu. 

Para Georgette, o mais importante é comprovar a força do grupo. "Qualquer uma que ficasse de fora neste momento faria falta, ainda mais a Rebeca que tem tido resultados tão bons, mas estou gostando muito do comportamento das meninas, que estão mostrando superação diante desse imprevisto. Temos que seguir em frente", frisou a coordenadora. O tempo previsto de recuperação de Rebeca, que irá passar por uma cirurgia é de aproximadamente seis meses. 

Na edição de Guadalajara, no México, em 2011, a Seleção de Ginástica Artística Feminina conquistou duas medalhas de bronzes com Daniele Hypolito, no solo e na trave. Desta vez, o objetivo é superar o resultado anterior e utilizar os Jogos Pan-Americanos também como parte da preparação para o Campeonato Mundial de Glasgow, na Escócia, em outubro, classificatório para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Nenhum comentário:

Postar um comentário