quarta-feira, 1 de julho de 2015




Aprenda a dizer não

Porque algumas pessoas não conseguem dizer não, e como isso pode influenciar nas suas vidas.


No dia a dia, é comum que as pessoas esqueçam dos seus próprios desejos para atender as vontades dos outros, principalmente pela correria diária presente na sociedade. É normal que pais e mães deixem de fazer uma coisa ou outra para atender seus filhos, assim como, na empresa, as vezes é preciso parar alguma atividade para fazer algo para seu chefe. O problema surge quando as pessoas perdem sua própria autonomia, e não conseguem dizer não para os outros, esquecendo-se de si próprios.
O ato de dizer não parece fácil para muitas pessoas, mas, para outras, é um verdadeiro desafio. De acordo com especialistas, a característica de falar não surge ainda na infância, lá pelo 15º mês de vida, quando o bebê começa a buscar sua independência da mãe. Ao falar não, especialmente nessa fase entre um e dois anos de idade, a criança procura se emancipar, ainda que de maneira limitada, da figura materna. É nesse momento em que, sutilmente, se descobre a figura do "eu".
Segundo o psicólogo e master coach João Alexandre Borba, quando uma pessoa diz não para algo, ela, na verdade, está, ao mesmo tempo, dizendo sim para si mesmo. "Se uma pessoa lhe encoraja a beber, mas você não está sentindo vontade e recusa, você, ao mesmo tempo, está dizendo sim à sua autonomia, respeitando a si mesmo", explica.
O profissional fala que, ao aprender a dizer não, a pessoa evita ser vítima de quem sabe dizer sim. "Se o indivíduo não souber se posicionar dentro do ambiente de trabalho, por exemplo, os colegas sempre passarão por cima dele, por serem mais autoritários e assertivos. Isso pode causar estresse, levando a pessoa a se sentir sobrecarregada, quando não há necessidade para isso", comenta.
Quando as pessoas começam a dizer sim para si mesmas, é possível que aja uma reestruturação do próprio indivíduo. "A partir do momento em que a pessoa toma as rédeas de sua vida e começa a valorizar seus próprios gostos, preferências e sentimentos, ela consegue aprender a dizer não para os outros, e se reestruturar internamente. No fundo, não se trata de aprender a dizer não, mas a valorizar o próprio ‘sim", conclui Borba.
Serviço: João Alexandre Borba
Master Coach Trainer e Psicólogo
joao.alexandre@live.com
www.facebook.com/joaoalexandre.c.borba

Nenhum comentário:

Postar um comentário