sexta-feira, 26 de junho de 2015

Secretaria de Cultura capacita mais de mil agentes culturais para o Fundo Estadual



Oficinas gratuitas em 30 municípios mineiros envolveram os interessados em participar do Edital 01/2015, que dispõe, neste ano, de um aporte de R$ 7,5 milhões
Paulo Lacerda
O secretário Angelo Oswaldo destacou a ótima adesão da classe artística e dos produtores culturais na oficina
O secretário Angelo Oswaldo destacou a ótima adesão da classe artística e dos produtores culturais na oficina
Download
Secretaria de Estado de Cultura (SEC), por meio da Superintendência de Fomento e Incentivo à Cultura, levou sua equipe especializada a 30 municípios mineiros, a fim de capacitar os interessados em participar do Edital 01/2015 do Fundo Estadual de Cultura (FEC). Nesta quinta-feira (25/6), o itinerário de capacitação gratuita teve fim em Belo Horizonte, com expressiva adesão popular, reunindo cerca de 160 pessoas na Sala Juvenal Dias do Palácio das Artes.

Com o intuito de democratizar o acesso ao edital, as oficinas ofereceram para os agentes culturais informações sobre os procedimentos de elaboração e avaliação de projetos no FEC. Desta forma, todos os 17 territórios de desenvolvimento do Estado possuem subsídios para elaborar propostas para o edital e concorrer a recursos públicos, fomentando a cultura local. Foram cerca de 12.500 km rodados pela equipe, capacitando mais de 1000 agentes culturais.

O secretário Angelo Oswaldo, também presente na ocasião, enxerga com boas perspectivas o momento do edital. “Ao encontrar, nesta oficina, uma ótima adesão da classe artística, dos produtores culturais, esperamos, com entusiasmo, que o edital do Fundo Estadual de Cultura venha cumprir de fato ao que ele se propõe, irrigar a ação cultural pelo critério regional. Acredito que temos um bom aporte financeiro para provar, com a ampliação de projetos beneficiados no interior, que a cultura também move as engrenagens da economia mineira. Seguindo a diretriz de diálogo do Governo Fernando Pimentel, estamos empenhados em manter esta proximidade com a classe e levantar cada vez mais recursos para a cultura mineira”, ressaltou.

Hudson Resende, o palhaço Abobrinha de Abaeté, participou da oficina e pretende inscrever sua proposta de artes cênicas no Edital FEC 01 2015. “Já tive projetos beneficiados pelo Estado e acredito nesta forma de financiamento direto do FEC. A oficina mostra como a Secretaria tem dado espaço aos artistas para dialogar. Isso é primordial e nos encoraja”, afirmou.

O superintendente de Fomento e Incentivo à Cultura, Felipe Amado, ministrou a oficina em Belo Horizonte e enfatizou: "Os encontros de preparação para o FEC funcionam como uma espécie de estimulante da atividade cultural no Estado, uma vez que ativam o desenvolvimento de projetos nas suas mais diversas regiões”. Ainda segundo o superintendente, com as capacitações, muitos municípios passam a conhecer o FEC e, por meio dele, vão poder fortalecer suas atividades tradicionais e inovadoras, o que contribui para consolidar a diversidade cultural que é marca de Minas Gerais.

Sobre o FEC 

O Fundo Estadual de Cultura visa o estímulo do desenvolvimento cultural, com foco nos municípios. Por meio de financiamento e apoio a propostas que tradicionalmente encontram dificuldade em captar recursos no mercado.

As inscrições podem ser feitas até o dia 31 de julho, pelo site www.cultura.mg.gov.br .

Para mais informações sobre o Edital FEC 01/2015, os interessados podem entrar em contato pelos telefones (31) 3915-2719/2720 ou pelo e-mailfec@cultura.mg.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário