sexta-feira, 26 de junho de 2015

Polícia Ambiental captura onça parda no Jardim das Flores

Em operação que durou cerca de três horas, a Polícia Ambiental capturou nesta quinta-feira (25/06) uma onça parda, adulta, da espécie sussuarana. O animal foi encontrado em pleno perímetro urbano, no Jardim das Flores, na Rua Palma esquina com a Boca de Leão. A onça, que precisou ser sedada, estava com um olho mutilado e bastante debilitada. Exames aprofundados apontarão se o animal terá condições de ser reinserido na natureza.
De acordo com o sargento Daniel Patrício da Silva, da Polícia Ambiental, o animal, que pesa cerca de 70 quilos, foi avistado por um morador por volta das 7 horas da manhã. “A onça estava debaixo de um caminhão, quando foi vista pelo morador, que ligou para o 190 da Polícia Militar”, relata Patrício.  Na sequência, a PM acionou a Polícia Ambiental, que foi até o local.

Assustada, a onça se refugiou num terreno baldio e posteriormente foi acuada entre os muros divisórios de duas residências. “Chamamos então um veterinário que sedou a onça, possibilitando a captura”, conta o soldado da Polícia Ambiental, Murilo Aurélio Belonci Ravaneda. Participaram ainda da operação o soldado Marcelo Assis da Cunha e o cabo aposentado da Polícia Ambiental, Walmir Nogueira da Matta, além de policiais do 10
o Batalhão de Polícia Militar (10º BPM).
O secretário municipal de Meio Ambiente, Ewerton Pires, acredita que o precário estado de saúde do animal e a degradação do meio ambiente tenham atraído a onça para o perímetro urbano. “Com a lesão no olho, talvez ela estivesse encontrando muitas dificuldades para se alimentar, perdendo a concorrência com outros felinos. Outro fator é a degradação do seu espaço natural, pois é um animal de hábitos solitários e que vive em áreas de matas e mananciais”, pontua.

EM EXTINÇÃO –
Chamada de suçuarana, sussuarana, onça parda ou puma. Está em extinção, sendo um animal solitário e que prefere viver em um lugar de difícil acesso como florestas, desertos e montanhas. Geralmente caça ao entardecer.O carneiro selvagem, o veado e o caititu constituem suas presas habituais. Animais desta espécie possuem comprimento de até 2,40 metros, até 63 centímetros de altura e atingem cerca de 100 quilos, tendo um período de vida de aproximadamente 15 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário