domingo, 28 de junho de 2015

Jogadora da seleção brasileira de futsal ajuda nas vitórias de Lages na regional Centro-Oeste dos Joguinhos em Fraiburgo

Maria Jhulia Azarias, 14 anos, pivô do futsal de Lages, que disputa a etapa Centro-Oeste dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina, em Fraiburgo, não é uma jogadora qualquer. “Ela é habilidosa, tem explosão muscular, boa visão de jogo, calma na hora de decidir e boa finalizadora”. A definição é de sua treinadora Rafaela Nicolete, a Rafa. Essas características foram fundamentais para Maria Jhulia obter em sua curta carreira cinco convocações para a Seleção Brasileira de Futsal sub 17 - a última há poucos dias.
A habilidade da atleta foi fundamental para as duas vitórias de Lages. A primeira nos 16 a 0 diante de São Cristóvão do Sul, com direito a três gols; e a segunda nos 4 a 0 sobre Lontras, sendo autora de um gol. Um drible seco na adversária pela direita e um chute forte sem chance para a goleira Bia e classificação para a segunda fase do torneio.
Natural de Americana (SP) Maria veio para atuar no futebol de campo e futsal de Lages no início de 2014 juntamente com sua treinadora Rafa. As duas faziam parte do time de futebol do Projeto Americana Futebol Feminino, mantido pela prefeitura da cidade. Com o fim do projeto em São Paulo, Rafa foi convidada por dirigentes lageanos para implantar o projeto no município da serra. A treinadora não pensou duas vezes em trazer Mari Jhulia. Hoje a jogadora mora na Casa do Atleta, em Lages, com mais 13 meninas do time, que adota também o nome de Leoas da Serra. 
“Aqui em Santa Catarina o futsal tem um nível técnico muito bom, melhor que São Paulo. As competições catarinenses como Joguinhos e Olesc são melhores que as de lá”, atesta a jogadora, que define os times catarinenses como equipes fortes. “Não existe essa de só brincar futsal. Aqui as meninas competem de verdade, com boas equipes”, constata a jogadora da Seleção. 
“Isso é muito gratificante para Santa Catarina, poder ter uma atleta desse quilate nos Joguinhos e o torneio servir como preparação para uma jogadora de seleção brasileira”, comemora o presidente da Fesporte Marcelo Kowalski.
Mas para se constituir em uma das melhores jogadoras do Brasil em sua idade, Maria Jhulia experimentou outras modalidades como balé, ginástica artística, judô, caratê e capoeira. “Ao todo tenho mais de 100 medalhas e 12 troféus, algumas de outras modalidades, outras do futebol e futsal como artilheira ou destaque”, diz.
Agora, em Fraiburgo, além de ajudar a Lages a tentar conquistar o título, a etapa regional dos Joguinhos  Abertos está servindo de treinamento para a seleção, já que Maria se apresenta ao time brasileiro dia 29 de junho, data em que ficará treinando com a seleção até o dia 11 de julho no Centro de Treinamento João Havelange, no Rio de Janeiro. O time brasileiro se prepara para o sul-americano e também para o mundial da categoria. As competições estão programadas para 2016, em locais ainda a serem definidos.
Enquanto esse dia não vem a atleta lageana vai sonhando: “Sonho em um dia chegar à Seleção principal e ser uma jogadora igual a Marta ou Debinha”, confessa. E para quem conhece o potencial da atleta sabe que este sonho pode não ser impossível.
A etapa Centro-Oeste dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina em Fraiburgo reúne até o dia 23 cerca de 980 atletas de 27 municípios. Neste período estarão em disputa os títulos de futebol, futsal, handebol e vôlei no masculino e feminino. O campeão e vice dessas modalidades garantem vaga a etapa estadual da competição que será de 25 de julho a 1º de agosto em Itajaí. 
Os Joguinhos são uma promoção do Governo de Santa Catarina por meio da Fesporte em parcerias com as Secretarias de Desenvolvimento Regional (SDRs) e prefeitura de Fraiburgo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário