domingo, 28 de junho de 2015

Festa junina leva diversão à comunidade pacificada no Engenho Novo

Arraiá reúne cerca de 100 pessoas no Ciep Frei Agostinho, no Morro São João

Quadrilhas, desfile de moda sustentável e atividades de lazer e educação ambiental movimentaram neste sábado (27/06) o Ciep Frei Agostinho, localizado no Morro São João, no Engenho Novo, levando diversão, cultura e consciência ambiental aos cerca de 100 alunos e familiares da comunidade pacificada. A Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) e o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) participaram do Arraiá do Morro São João com várias atrações de educação ambiental e desfile de moda sustentável.

Nas tendas da Secretaria e do Inea, os estudantes puderam se divertir com a pescaria do conhecimento, tradicional brincadeira de perguntas e respostas sobre o meio ambiente, e com a oficina de arte e educação na qual os alunos coloriam desenhos com temas sustentáveis, como “Não Jogue Lixo nos rios. Vamos pescar!” “Evite queimadas, não solte balões”.

Para a diretora do Ciep Frei Agostinho, Carmen Maria de Oliveira Gutman, o evento foi um sucesso porque aliou diversão e conhecimento para os alunos do Ensino Médio do Ciep Frei Agostinho.

- Esta festa junina foi muito importante para os estudantes porque fortaleceu, na prática, o ensinamento dado em sala de aula sobre sustentabilidade e meio ambiente. Foi uma união de esforços de professores, alunos e parceiros para o sucesso desta ação – destacou Carmen Gutman.

Já a aluna Vivian da Silva, de 16 anos, matriculada no primeiro ano do Ensino Médio, nunca tinha ouvido falar em casa sustentável e em reciclagem de roupa e diz que além de se divertir aprendeu muito nesta tarde de sábado.

- Não imaginava que existissem roupas tão lindas feitas com materiais recicláveis. Estou saindo daqui feliz porque aprendi muita coisa sobre o que podemos fazer pelo meio ambiente – ressaltou Vivian.

Os estudantes e familiares que compareceram à festa junina puderam conhecer a casa sustentável de Furnas com ensinamentos sobre consumo consciente de energia. Participaram ainda de oficinas de leitura, de customização de camisetas e assistiram ao desfile de moda com material reciclado e as quadrilhas Explode Coração, União, Pega Fogo e Braços Abertos.

O estilista e idealizador do projeto Ecomoda, Almir França, esteve presente ao arraiá com a coleção de moda sustentável confeccionada por moradores de comunidades carentes onde o projeto atua. O Ecomoda oferece capacitação em corte e costura para jovens de comunidades, com a utilização de materiais que seriam descartados, como banners, restos de tecidos, CDs e muito mais.

A Gerência de Projetos Especiais da SEA levou para o Arraiá do Morro São João 200 mudas de Mata Atlântica, que foram distribuídas aos estudantes e seus familiares. As mudas são produzidas em viveiro do Projeto Replantando Vidas, da Cedae, que utiliza mão de obra de detentos em regime semiaberto para realizar o plantio em matas ciliares de rios. O projeto concilia a ressocialização de detentos com a recuperação ambiental das bacias hidrográficas dos rios Guandu e Macacu.

O Arraiá do São João foi promovido pela Secretaria de Cultura em parceria com as secretarias do Ambiente, de Educação, de Transporte, de Segurança, de Assistência Social e Direitos Humanos e de Esporte, Lazer e Juventude. O projeto faz parte da Comissão Executiva de Monitoramento Avaliação da Política de Pacificação (CEMAPP), que tem, entre outras finalidades, o objetivo de elaborar ações que contribuam com a política de pacificação das comunidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário