sábado, 27 de junho de 2015

Estudos sobre a ecologia da araucária são apresentados em livro 
 
 
Será lançado em 3 de julho, às 16h, na Biblioteca Central da Esalq, o livro Floresta com araucária: composição floristica e biota do solo, editado por Elke Nogueira Cardoso e Rafael Vasconcellos. Conforme os editores, “o livro apresenta dados inéditos sobre a ecologia da Araucaria angustifolia, pinheiro brasileiro, lindíssima e imponente árvore que define parte da Mata Atlântica no sul e sudeste do Brasil. Também apresenta estudos recentes sobre a diversidade e distribuição da vegetação na Mata de Araucária, no estado de São Paulo e dá grande destaque aos mais variados micro e macro-organismos que mantêm um íntimo relacionamento ecofisiológico com esta espécie”.
Os autores apresentam a maioria dos integrantes desse ecossistema e suas relações, demonstrando a grande interdependência de todos os seus componentes. Ou seja, a preservação dessas florestas, também denominadas Ombrófilas Úmidas, depende do conhecimento e da manutenção de todos os seus constituintes.
A pesquisadora Marta Assis, da Embrapa Meio Ambiente (Jaguariúna, SP) participa de 2 capítulos: “Componente residente do sub-bosque em florestas com araucária no estado de São Paulo”, de Rodrigo Trassi Polisel, Marta Camargo de Assis, Kikyo Yamamoto e Natália Macedo Ivanauskas e “Estrutura da comunidade arbórea e aspectos da regeneração natural de remanescentes florestais paulistas com araucária”, de Rose Pereira Muniz de Souza, Rodrigo Trassi Polisel, Vinícius de Castro Souza, Marta Camargo de Assis e Natália Macedo Ivanauskas.
A pesquisadora explica que esses capítulos apresentam alguns dos principais resultados obtidos nos estudos sobre a diversidade e distribuição da vegetação na Mata de Araucária, no estado de São Paulo. “Espera-se que essas informações possam ser úteis para os projetos de enriquecimento e restauração das áreas originalmente ocupadas por florestas com araucária e, em longo prazo, contribuir para reverter o quadro de degradação dos remanescentes e expandir as áreas ocupadas por esta formação nas propriedades rurais”.
O livro destina-se aos profissionais envolvidos com recuperação florestal e dá suporte técnico a professores e estudantes universitários ligados aos assuntos ambientais.
Recomenda-se sua leitura também a pesquisadores nas áreas gerais de botânica, ecologia, biologia e microbiologia e aos engenheiros agrônomos ou florestais. E qualquer cidadão ligado à natureza e à preservação ambiental se beneficiará dos textos e das fotografias, os quais revelam a dedicação e a profundidade dos autores na obtenção de conhecimentos sobre a Araucária e seu microbioma e ainda sua imensa preocupação no estabelecimento de informações seguras que possam garantir a preservação das poucas matas nativas ainda existentes e possibilitem o estabelecimento de métodos de manejo adequados para a recuperação de áreas em degradação e para o seu reflorestamento.
Com 269 páginas custa R$ 50,00 e já está a venda pelo link http://fealq.org.br/loja/review/product/list/id/63/#review-form

Cristina Tordin

Nenhum comentário:

Postar um comentário