quarta-feira, 24 de junho de 2015

Escolas mineiras conquistam medalhas na Olimpíada Internacional Matemática Sem Fronteiras

Ao todo, 25 escolas de Minas Gerais foram premiadas com ouro, prata e bronze na competição. Dezessete são estaduais
A 5ª edição da Olimpíada Internacional Matemática Sem Fronteiras chegou ao fim e as escolas mineiras mostraram mais uma vez que se destacam na disciplina. Em Minas Gerais, 25 escolas conquistaram medalhas de ouro, prata e bronze. Dessas, 17 são escolas da rede estadual de ensino. Confira aqui a lista das escolas premiadas.
Entre as instituições mineiras que conquistaram medalha está a Escola Estadual Eduardo Senedese, em Juruaia. Em 2015, a escola participou pela primeira vez da competição e conquistou medalhas de prata e de bronze.
“A escola tem tradição em participar de Olimpíadas, mas essa a gente não conhecia e participamos pela primeira vez este ano. Achei o modelo muito interessante. Os alunos respondiam as questões em grupo, o que possibilitava que aquele que sabia pudesse contribuir com o que tinha mais dificuldade. Todos tiveram a oportunidade de participar”, ressalta a professora de Matemática, Luciana de Fátima Bueno Rezende.
O estudante do 3º ano do ensino médio, Túlio Augusto da Silva Rezende, conta como foi a preparação para a prova. “Nos encontramos algumas vezes para estudar. Havia uma questão em inglês, então tínhamos que pesquisar como escrever alguns termos matemáticos”. Já Danilo Inácio Reis de Castro, aluno do 7º ano do ensino fundamental, destacou a importância da medalha. “Achei muito gratificante. A prova não foi fácil e ganhar a medalha na primeira vez que participamos foi muito bom”.
Diferentemente de muitas competições do tipo, na Matemática sem Fronteiras a disputa é interclasses, para alunos do quarto ano do ensino fundamental ao terceiro ano do ensino médio. Nesta edição, o Brasil foi representado por 1.654 classes de 460 escolas, localizadas em 23 estados e no Distrito Federal.
O Brasil recebeu 61 medalhas de ouro, 134 de prata, 220 de bronze e 97 classes receberam menção honrosa. Uma mesma escola teve várias classes vencedoras. Na edição deste ano, participaram da competição 24.328 mil estudantes de escolas públicas e privadas ao redor do mundo.
Olimpíada Internacional Matemática Sem Fronteiras
O evento internacional Mathématiques sans Frontières foi criado em 1990 pela Académie de Strasbourg, juntamente com a Inspection Pédagogique Régionale de Mathématiques e pelo IREM (Institut de Recherche sur l'Enseignement des Mathématiques). É organizado pela Association Mathématiques sans Frontières, com sede em Strasbourg, Alsácia, França.
A Olimpíada Internacional Matemática sem Fronteiras (MSF) é a seção brasileira do evento. No país, a competição é organizada pela Rede POC (Rede do Programa de Olimpíadas do Conhecimento), um programa de intercâmbio científico que tem como objetivo estimular o interesse entre os estudantes pela inovação, pela ciência e pela tecnologia.
A MSF tem ainda o apoio do Consulado Geral da França em São Paulo, do Consed (Conselho Nacional de Secretários de Educação, da Universidade Metodista de São Paulo) e do Cenpec ( Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária), instituição sem fins lucrativos ligada à Fundação Itaú Social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário